Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Sexta, 21 Setembro 2018
20°C

Condeúba

Parcialmente nublado Humidade: 70%
Vento: ENE17.70 km/h
Itens filtrados por data: Segunda, 03 Setembro 2018

Divulgado pelo MEC na última segunda-feira (03), o Índice de Desenvolvimento da Educação básica de 2017, avalia parâmetros qualitativos das instituições públicas de ensino. A rede de escolas públicas municipais de Condeúba recebeu nos anos iniciais a nota de 6,1, ultrapassando a meta projetada para esse ano, que era de 5.5. Já para os anos finais, a nota teve elevação ficando em 4,3, mas não atingiu a meta projetada que era de 5,0.

Os números alcançados pela educação de Condeúba representam um novo marco para a educação do município, que nunca havia atingido esse patamar. Se comparado com a média da Bahia, o município apresenta números muito acima da média, que no estado atingiu a nota de apenas 3,7.

Publicado em Condeúba

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) estima que, atualmente, existam 17.319 pessoas residentes em Condeúba, 421 a mais que no último censo de 2010. Já a população do estado diminuiu. Com a revisão do Projeto de População realizada em 2018, a Bahia registrou uma queda na estimativa do número de habitantes. Segundo o IBGE, houve uma redução de 3,5% (que equivale a menos 531.830 pessoas) em relação à estimativa de 2017, que trazia o estado com 15.344.447 habitantes.

A revisão do cálculo foi motivada pela redução no componente natalidade, pois o número de nascimentos registrados entre os anos de 2000 e 2016 foi menor do que previa a projeção anterior, de 2013.

 

Publicado em Condeúba

O ensino médio da Bahia ficou em último lugar, no país, no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) referente ao ano passado, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira (3) pelo Ministério da Educação (MEC). O Ideb é uma iniciativa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para mensurar o desempenho do sistema educacional brasileiro, a partir da combinação entre a proficiência obtida pelos estudantes em avaliações externas de larga escala (Saeb) e a taxa de aprovação - indicador que tem influência na eficiência do fluxo escolar.

De acordo com os dados, a Bahia ficou com 3,0 pontos no ensino médio - 1,3 abaixo da meta para o ano, que era de 4,3. Além disso, a nota foi um décimo menor que a do último levantamento, feito em 2015, quando o estado ficou com 3,1 pontos. Os motivos apontados pelo estudo do MEC para a baixa na classificação foram abandono, atraso e notas baixas em avaliações, durante 2017. Segundo o G1, em contrapartida, no ensino fundamental inicial, que é do 1º ao 5º ano, a Bahia teve uma melhora em 2017. O estado saiu dos 4,7 pontos, registrados para 2015, para 5,1. Já no ensino fundamental final, que é do 6º ao 9º ano, o índice foi o mesmo de 2015: 3,7 pontos.

Publicado em Bahia

A Operação Lava Jato cumpre cinco mandados de prisão na manhã desta terça-feira (4). Três deles são no Rio de Janeiro e outros dois na Bahia. Este é um desdobramento da Operação Câmbio Desligo. O Ministério Público Federal (MPF) investiga um possível esquema de evasão de divisas, sonegação fiscal e contrabando e pedras preciosas de uma empresa que movimentou R$ 44 milhões no banco paralelo do doleiro Dario Messer, que segue foragido.

As investigações desta fase da Lava Jato têm como base as delações de Juca Bala e Tony, doleiros que foram presos no Uruguai por envolvimento no esquema de corrupção do ex-governador Sérgio Cabral.

A empresa envolvida no esquema exporta pedras preciosas, principalmente esmeraldas, para países como Índia e China. De acordo com o MPF, a companhia compra as pedras na cidade de Campo Formoso, no interior da Bahia.

Publicado em Brasil

Procuradora-geral da República, Raquel Dodge prepara um novo recurso para pedir que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mande o PT devolver aos cofres públicos os valores que gastar na campanha presidencial enquanto não anuncia o substituto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A informação é do blog Painel, da Folha de S. Paulo.

O TSE deu o prazo de 10 dias, que se encerra na próxima terça-feira (11), para que a legenda indique um nome. Atualmente candidato a vice, o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), deve ser alçado ao posto de candidato a presidente com a deputada federal Manuela D'Ávila como sua vice.

De acordo com a publicação, o partido repassou R$ 20 milhões do fundo eleitoral à chapa presidencial. Desse montante, R$ 14,4 milhões foram investidos nas propagandas veiculadas na televisão e no rádio.

Publicado em Política