Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Sexta, 15 Novembro 2019
Parcialmente Nublado

21°C

Condeúba

Parcialmente Nublado

Umidade: 70%

Vento: 9 km/h

Itens filtrados por data: Domingo, 03 Novembro 2019

Um ato já anunciado no cenário político condeubense se confirmou com o lançamento da pré-candidatura do presidente da câmara municipal, o vereador petista Maurilo Guilherme. No seu primeiro mandato, o vereador já conseguiu galgar o posto de presidente da Câmara, que também foi disputado por uma colega de partido, e vem ganhando espaço e aceitação por uma parte do grupo político de oposição.

Se o nome do vereador for de fato levado adiante como cabeça de chapa, conseguirá agregar boa parte dos seus colegas de mandato no legislativo, bem como toda a ala do PCdoB que também ensaiou o lançamento de uma candidatura lá atrás e poderia se rebelar caso o nome fosse o do ex-prefeito Guto. Uma única interrogação seria o vereador Carlito, que teve a sua chapa derrotada por Maurílio, quando foi um dos entusiastas da chapa da vereadora Conceição (PT) na eleição da presidência da câmara municipal no ano passado e usou a rede social para tecer fortes críticas ao processo que conduziu o petista à presidência da casa.

Em um ato realizado no último dia 01/11 na casa legislativa do município, o vereador prestou contas do seu mandato aos participantes do evento e aproveitou para colocar seu nome como pré-candidato a prefeito para disputar as eleições próximas de 2020.

O ex-prefeito Guto, líder natural do grupo por ter ocupado o cargo máximo da política condeubense e ter sido o líder com maior número de votos no grupo, passou rapidamente pelo evento, pousou para uma foto ao lado do vereador e saiu justificando que teria outros compromissos de trabalho. Em conversa com alguns membros da oposição que são favoráveis ao nome de Guto, o ato do vereador não foi visto com bons olhos. 

Segundo alguns nomes da confiança do ex-prefeito Guto indagados por nossa redação, a candidatura de Guto é inevitável e esse ato foi apenas uma precipitação do vereador, que deve voltar atrás e manter seu foco político para 2020 na recondução do seu mandato de vereador.

Publicado em Política

Na Bahia, 6.960 pessoas foram diagnosticadas com câncer de pele, no ano passado. Os dados são do Instituto Nacional do Câncer (INCA). Infelizmente, o número de novos casos pode ser ainda maior em 2019, já que nem todos são notificados. É por conta deste elevado índice que o deputado estadual Pedro Tavares (DEM) propõe a Semana Estadual de Conscientização sobre o Câncer de Pele, através de Projeto de Lei, apresentado na Assembleia Legislativa da Bahia.

O objetivo é que todos estejam atentos ao surgimento de novos sinais, manchas e modificações que possam ocorrer na pele para tratarem precocemente. "Dermatologistas alertam que os de baixa letalidade podem mutilar ou desfigurar áreas expostas do corpo. Felizmente, há diversas opções terapêuticas para o tratamento do câncer de pele não-melanoma. Mas para isso é preciso agir rápido. Por isso, considero a Semana de Conscientização sobre o Câncer de Pele, imprescindível. É preciso levar informação para que a sociedade esteja atenta as modificações na pele, e com o diagnóstico precoce tratar e impedir que a doença avance”, disse Tavares.

Publicado em Bahia

A Justiça da Bahia avalia se solta o assassino que matou a tiros três pessoas e feriu outras cinco durante um filme no cinema de um shopping em 1999 em São Paulo.

Ele deverá passar por um terceiro exame psiquiátrico para saber se poderá deixar o Hospital de Custódia e Tratamento, onde está internado há quase dez anos em Salvador. Lá, o assassino cumpre medida de segurança restritiva de liberdade para tratamento contra esquizofrenia, tomando remédios controlados. Antes de a doença mental ter sido confirmada por laudos médicos, o assassino cumpria pena de prisão na capital baiana pelo crime cometido há 20 anos em São Paulo.

O Fantástico exibiu neste domingo (3), uma reportagem sobre o caso apurado pelo G1.

FONTE: G1

Publicado em Jurídica

Mensagens corporativas de WhatsApp fora do horário de trabalho podem gerar processo e já renderam até condenações de empresas, que precisaram arcar com pagamento de horas extras ou danos morais a funcionários.

Embora esteja incorporado à rotina de trabalho dos brasileiros --o país é um dos principais mercados do aplicativo--, o uso corporativo da ferramenta fora do ambiente laboral depende de contratos ou de termos claros entre patrão e empregado, sob o risco de virar prova contra abusos.

O país não tem uma lei específica como a França, que adotou o direito de se desconectar, mas a CLT cita "meios telemáticos e informatizados" ao tratar de trabalho remoto.

Se o empregado receber mensagens de seus superiores via WhatsApp durante o momento de descanso (folga, finais de semana ou férias) sobre assuntos relacionados ao trabalho, poderá pleitear o pagamento de horas extras, segundo Otavio Pinto e Silva, professor da USP e sócio do escritório Siqueira Castro.

FONTE: Bahia Notícias

Publicado em Brasil

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 teve abstenção de 23,4% na Bahia, no primeiro dia das provas, realizadas no domingo (3). Os dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O percentual de ausências corresponde a 92.695 pessoas que não fizeram as provas. O índice é menor que o balanço final de 2018, quando foi registrada ausência de 23,5% dos candidatos inscritos. Os dados são maiores que a média nacional de ausências no primeiro domingo deste ano, que ficou em 23%.

Em todo o estado, 395.437 candidatos se inscreveram para fazer a prova. Deste total, 302.742 compareceram aos locais de provas, sendo um total de 76,6% de candidatos presentes. A Bahia fica em 3º lugar no ranking de presenças no Enem 2019, atrás de São Paulo e Minas Gerais, no primeiro dia de provas.

FONTE: G1

 

Publicado em Bahia