Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Terça, 17 Setembro 2019
Parcialmente Nublado

30°C

Condeúba

Parcialmente Nublado

Umidade: 25%

Vento: 11 km/h

Itens filtrados por data: Domingo, 07 Julho 2019

O deputado estadual Pedro Tavares (DEM), avaliou a produtividade do seu mandato, no primeiro semestre deste ano ao iniciar o recesso parlamentar na Assembleia Legislativa da Bahia. No balanço das ações, o parlamentar comemorou a aprovação do projeto de lei 22.520/2017, de sua autoria, que dispõe sobre medidas de prevenção e combate ao abuso sexual contra mulheres nos meios de transporte coletivo do Estado da Bahia. Ele destacou as atividades da Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo, em que preside na Casa, além das proposições apresentadas, com 13 indicações, 29 moções e 7 projetos de lei. Nesse período, o deputado compareceu a todas as sessões plenárias, realizadas no Parlamento.

Publicado em Bahia

A viagem de metrô que Joselito Silva Santana, 53 anos, fazia na manhã desta segunda-feira (08) foi interrompida pela polícia.

Com mandado de prisão aberto pela por estupro, Joselito foi flagrado pelo Sistema da Reconhecimento Facial da Secretaria da Segurança Pública quando circulava pela Estação Aeroporto do metrô.

Após alerta do sistema e o acionamento das equipes através do Centro Integrado de Telecomunicações (Cicom), o acusado foi capturado por equipes da 1ªa Companhia Independente da Polícia Militar (Pernambués) e do Comando de Operações Policiais da PM na Estação Rodoviária e encaminhado à Central de Flagrantes, onde o mandado foi cumprido.

O mandato foi emitido pela Vara Crime de São Gonçalo dos Campos. De acordo com a SSP-BA esta é a 38ª prisão realizada com a ajuda da tecnologia na Bahia. "Sem dúvidas é uma tecnologia que chegou para facilitar o trabalho policial. A cada dia aprimoramos mais o protocolo de abordagem nos casos de pessoas identificadas", afirmou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

FONTE: Jornal Correio

Publicado em Bahia

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, foi autorizado pelo presidente Jair Bolsonaro a tirar uma licença, não remunerada, de 5 dias para "tratar de assuntos particulares". A licença foi publicada nesta segunda-feira (8) no "Diário Oficial da União".

Segundo a assessoria do ministério, Moro estará de férias e o secretário executivo Luiz Pontel responderá interinamente pelo ministério no período. A licença foi concedida entre os dias 15 e 19 de julho.

Desde o início do mês passado, o ministro tem sido alvo de notícias publicadas pelo site The Intercept sobre conversas atribuídas a ele e a procuradores da Operação Lava Jato.

Os diálogos relatados pelo site teriam ocorrido por meio do aplicativo de mensagens Telegram na época em que o ministro era o juiz federal responsável pelos processos da Lava Jato na Justiça Federal do Paraná.

Moro já esteve espontaneamente na Câmara e no Senado em audiências com parlamentares para dar explicações sobre as conversas.

No Senado, ele disse que não tinha nada a esconder sobre as conversas atribuídas a ele. Na Câmara, ele disse que houve "invasão" de celulares de autoridades para tentar invalidar, criminosamente, as condenações da Operação Lava Jato.

FONTE: G1

Publicado em Brasil