Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Domingo, 25 Agosto 2019
Muito Nublado

17°C

Condeúba

Muito Nublado

Umidade: 85%

Vento: 9 km/h

Itens filtrados por data: Quinta, 08 Agosto 2019

A Câmara dos Deputados rejeitou os oito destaques apresentados, como era previsto, e encerrou a votação da reforma da Previdência em segundo turno, com a aprovação do texto sem alterações. O texto segue agora para o Senado Federal e também precisa ser apreciado em dois turnos.Ao encerrar a sessão, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), agradeceu o apoio de todos os partidos na construção e na aprovação da reforma. "Ninguém chega a um resultado desses sozinho", disse. Maia disse, ainda, que estados e capitalização podem ser incluídos na reforma pelo Senado.

Ele recebeu os cumprimentos dos ministros da Economia, Paulo Guedes, que apareceu no Plenário nos instantes finais de votação, e da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que deixou o ministério para participar das votações como deputado. À TV Brasil, Guedes afirmou estar muito satisfeito com o resultado.

Publicado em Brasil

Uma mulher morreu vítima de uma queda de motocicleta na Zona Rural de Tremedal. O acidente aconteceu na segunda-feira (5) quando a paciente chegou ao Hospital Municipal Doutor Adelmário Pinheiro e aguardava transferência para uma Unidade de Terapia Intensiva em decorrência de Traumatismo Cranioencefálico (TCE). O óbito foi constatado às 22h10min da terça-feira (6) quando o corpo foi removido para necropsia pelo Departamento de Polícia Técnica em Vitória da Conquista.

FONTE: Blog do Anderson

Publicado em Bahia

Com atraso, a Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional aprovou nesta quarta-feira (7) o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020, segundo o G1. Um dos pontos de destaque do texto aprovado no colegiado é o do reajuste do salário mínimo para R$ 1.040 para o próximo ano.

Para ter validade, a matéria terá que passar por uma votação numa sessão conjunta entre Câmara e Senado. Caso passe por esta etapa, o texto irá ao Palácio Planalto para análise do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

A LDO deveria ter sido apreciada na comissão em julho, antes do recesso parlamentar, conforme previsto na Constituição. No entanto, como ainda não haviam apreciado o texto, os congressistas saíra de férias informais, também conhecido como "recesso branco".

FONTE: Bahia Notícias

Publicado em Economia