Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Terça, 11 Dezembro 2018
22°C

Condeúba

Trovoadas dispersas Humidade: 83%
Vento: ENE11.27 km/h

Os servidores auxiliares do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), representados pelo Sindicato dos Servidores Auxiliares do Poder Judiciário (Sintaj), decidiram findar a greve na manhã desta sexta-feira (4) em assembleia. A categoria decidiu pelo fim da greve após a aprovação do projeto de lei de reajuste salarial linear de 6,41% nos mesmos moldes do Executivo – sendo 3,5% retroativo a março e 2,91% em novembro.

O acordo com o TJ-BA ainda prevê reajuste do auxílio alimentação de 6,41% - mesmo índice da reposição inflacionária, participação na comissão a ser criada para discutir o novo plano de cargos e salários (PCS). A comissão ainda vai receber propostas e estudos para corrigir a distorção do pagamento da Vantagem Pessoal de Eficiência (VPE). Dos quase 10 mil servidores do tribunal, apenas 489 não recebem o benefício.

Os trabalhadores dos Correios da Bahia aprovaram o indicativo de greve para o dia 15 de setembro, a partir das 22h. A decisão foi tomada durante assembleia realizada na noite dessa quarta-feira (2).

A greve deve afetar diversos estados do país, já que os 36 sindicatos do país aderiram à paralisação, sem previsão de retorno ao trabalho. A classe pede reajuste salarial, com aumento de 12,94%, R$ 40 de ticket alimentação e contratação imediata de aprovados no concurso de 2011. A categoria acusa a empresa pública de “intransigência” nas negociações.

Blog da Resenha Geral