Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Terça, 21 Janeiro 2020
Trovoadas Espalhadas

28°C

Condeúba

Trovoadas Espalhadas

Umidade: 55%

Vento: 10 km/h

Curta Nossa Página

×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 42

Desde o último sábado, 13, o Informe Cidade tem noticiado sobre o caso dos três detentos que fugiram da Delegacia de Polícia na noite daquele dia. Um deles, Edson Dias dos Santos (19 anos), acusado de furto, se entregou à polícia horas depois da fuga. Agnaldo Ferreira de Oliveira (46 anos), preso em 2011 e condenado pelo crime de abuso sexual, foi encontrado na noite desta terça-feira, 16, na região de Suçuarana, zona rural do município de Guajeru e trazido de volta para DP em Caculé. O terceiro foragido, Marcelo Ribeiro Vieira “Marcelinho” (25 anos) preso em maio deste ano acusado por tráfico de drogas ainda não foi encontrado.


Na manhã desta quinta-feira, 18, os policiais da Delegacia de Polícia de Caculé, onde Agnaldo aguarda transferência para a penitenciária em Salvador, encontraram seu corpo enforcado com um lençol. O preso havia amarrado o lençol em uma das grades de cela onde estava e se enforcado. Segundo o Bel. Alessandro Sena, delegado de polícia que responde pela DP em Caculé, a transferência de Agnaldo seria feita na manhã de hoje para o presídio em Salvador onde o condenado cumpriria os nove anos de pena. “Não havíamos comunicado a ele a sua transferência, mas acredito que ele tenha desconfiado e talvez essa tenha sido uma das razões dele ter cometido suicídio. O delegado ainda ressaltou que Agnaldo havia comentado com familiares e com outros detentos que se mataria.

Agnaldo Ferreira de Oliveira, que é natural de Vitória da Conquista, morava em Guajeru há aproximadamente dez anos. Em 2011 ele foi preso sob a acusação de ter cometido abuso sexual em três menores que moravam próximo à sua residência, localizada na comunidade de Suçuarana, zona rural do município de Guajeru. Depois de julgado, Agnaldo foi condenado a nove anos de prisão e desde setembro de 2012 estava preso em Caculé aguardando a transferência para o presídio em Salvador, onde cumpriria a pena. Após a fuga no último sábado, Agnaldo retornou à localidade onde morava com a esposa e dois filhos e ateou fogo em sua residência. Segundo moradores da região que presenciaram o ato, Agnaldo apresentava um comportamento desequilibrado e dizia querer matar a esposa, os filhos e os familiares das vitimas que foram abusadas por ele.


O terceiro preso foragido ainda não foi capturado, mas a polícia segue nas investigações e buscam pistas que possam levar ao seu paradeiro. Marcelinho, como é conhecido, estava preso há quase dois meses e é morador da Fazenda Lagoa do Morra na comunidade da Gameleira.

Campeonato Brasileiro 2013

8ª RODADA

DataHoraMandantePlacarVisitanteLocalCidade
20/07 18:30 Botafogo x Náutico São Januário Rio de Janeiro
20/07 18:30 São Paulo x Cruzeiro Morumbi São Paulo
20/07 18:30 Criciúma x Grêmio Heriberto Hülse Criciúma
21/07 16:00 Vitória x Bahia Arena Fonte Nova Salvador
21/07 16:00 Internacional x Flamengo Centenário Caxias do Sul
21/07 16:00 Atlético-PR x Corinthians Vila Capanema Curitiba
21/07 16:00 Santos x Coritiba Vila Belmiro Santos
21/07 18:30 Fluminense x Vasco Maracanã Rio de Janeiro
21/07 18:30 Goiás x Portuguesa Serra Dourada Goiânia
21/07 18:30 Atlético-MG x Ponte Preta Independência Belo Horizont

SÃO PAULO - Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira pelo jornal "O Estado de S. Paulo" confirmou a queda de popularidade da presidente Dilma Rousseff após a onda de protestos no país. A sondagem também mostrou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com aprovação maior que a sucessora e apontou uma escalada da taxa dos votos em branco. Dilma perdeu 28 pontos em comparação ao último levantamento, em março, e aparece agora com 30% das intenções de voto. No mesmo cenário de disputa, Lula alcançaria 41%.

Entre os adversários pesquisados, Dilma foi a única a perder intenção de voto. A ex-presidenciável Marina Silva teve o maior crescimento dentre todos, passando de 12% para 22%. Na sequência aparecem o senador Aécio Neves (13%) e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (5%). Eles tiveram 9% e 3%, respectivamente, na pesquisa anterior.

Os votos em branco e nulos dobraram no mesmo período. Passaram de 9% em março para 18%. A pesquisa foi realizada entre quinta-feira e domingo passado. Foram entrevistados 2.002 brasileiros de 16 anos ou mais de idade em 140 municípios de todas as regiões do Brasil. A margem de erro máxima é de 2 pontos porcentuais, para mais ou para menos, em um intervalo de confiança de 95%.

Fonte: O Globo


Pesquisa realizada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), durante a “Marcha dos Prefeitos”, mostrou que 60,5% dos entrevistados acham que a reeleição deve acabar e, para 53,3%, o mandato do presidente, de governadores e prefeitos deve ter duração de seis anos. O levantamento ouviu 622 gestores – 11% do total de 5.563 no país – que ocupam o cargo pela primeira vez. O fim da reeleição indefinida dos parlamentares também é defendido por 73,3%, assim como o financiamento público de campanha (49,2%) e o voto obrigatório (58,4%). O presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, afirmou que a consulta será enviada aos congressistas, como contribuição para o debate sobre a reforma política. Para ele, o dado, combinado com o mandato de seis anos, tem explicação: os prefeitos terão mais tempo para planejar a gestão e poderão ser mais independentes dos partidos políticos. “Os novos prefeitos começam [o mandato] pensando em reeleição. Se não houver reeleição, mas o mandato for de seis anos, terão um tempo maior para se planejar e não vão ficar pensando em reeleição. Vão ter mais transparência e não ficarão vulneráveis aos partidos”, argumentou. A pesquisa consultou os prefeitos sobre 12 pontos. Setenta por cento são contra candidaturas de políticos sem partido. A eleição do suplente de senador tem apoio de 85%, e as eleições para todos os cargos em um só pleito, com a coincidência de mandatos, de 83,5%.

 

Por: Oclides da Silveira


Quando Elias chegar! De pronto ele conhecerá uma mãe, um pai, um berço e um lar, conhecerá também o dia, a claridade, o sol a brilhar, já que a noite lhe é familiar, mais adiante, conhecerá “este que lhe escreve”, o avô paterno! Pois, o materno já se foi, e está com os anjinhos lá no céu, e também conhecerá as avós, tios e primos.


Quando Elias chegar! Saberá a hora, dia, conhecerá o mês de setembro, o ano de 2013 que ocorreu o seu nascimento, e possivelmente a estação será a primavera, aquela das flores, que tanto nos encanta com sua beleza natural, assim, por certo será Elias! Com o seu encanto angelical, de um ser humano que acabará de nascer. Seja bem vindo Elias! Ao nosso mundo, que a partir de então, será seu também!


Por isso, e por muito mais, que você passa desde já, a cuidar dele juntamente conosco, não precisa se assustar Elias, pelo tamanho e complexidade do nosso planeta, mesmo porque, você ainda não pode entender essas coisas.


Sua tarefa nesta causa Elias, será do tamanho daquela do cuitelinho, para apagar um incêndio de grandes proporções que ocorrera na floresta, ele colhia uma gotinha de água no seu biquinho, e passava voando sobre o fogo e despejava aquele mínimo fragmento de água, acreditando que os outros animais, fizessem a mesma coisa para controlar, aquele incêndio maligno que devastava as matas, onde naturalmente era o seu habitar.


Pois é meu grande amiguinho Elias! O nosso viver aqui fora é assim, simples, tranqüilo e muito engraçado! Mas, só para aqueles que levam a vida espelhada, nos usos e costumes, deixados por Jesus Cristo nosso pai maior.


É verdade! Que têm alguns em nosso meio, que são contra esses ensinamentos, que o papai celestial nos deixou, mas isto é bobagem amiguinho Elias! Certo tempo, um jovem de nome Geraldo Vandré, cantou em sua música assim: psiu! Baixinho pro bebê não espantar! “Vem, vamos embora que esperar não é saber, quem sabe faz a hora não espera acontecer”! Pois é amiguinho Elias! Faça como o Geraldo, venha!!! Passa a mão num pirulito, vamos saborear o néctar da vida e ver como ela é. Linda..! Linda..! Linda..! Pra se viver.

Beijos sapequinha! Do amigão vovôôôôôôô!!!

 Um avião de pequeno porte bimotor da empresa Apuí Táxi Aéreo apresentou problemas logo após a decolagem, no Aeroporto Internacional de Manaus, por volta das 6h20 desta terça-feira (16), e caiu na pista auxiliar. Três dos seis passageiros morreram no local, segundo a Infraero (estatal que administra os aeroportos públicos).

Os três sobreviventes foram encaminhados para o hospital 28 de Agosto, na capital, segundo a assessoria de imprensa do terminal. Os nomes deles, divulgados pela empresa por meio da Infraero, são os seguintes: Vanessa Guedes Aguiar, Edson Carrão e Adonai Pessoa Campos. Os nomes dos mortos ainda não foram divulgados.

Equipes do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes) estão no local para iniciar a investigação das causas do acidente.

A aeronave ia para Apuí (408 km de Manaus). Os destroços da aeronave modelo Baron ainda estão na pista, mas, de acordo com a Infraero, a pista principal do aeroporto funciona normalmente, e nenhum voo está atrasado. (Com A Crítica)

O Hospital Municilal de Condeúba, Dr. José Cardoso dos Apóstolos, inaugurado na gestão do ex Prefeito Odílio Silveira, passou a última noite (14) sem médicos plantonistas para atender a população.

Assim como a saúde Estadual, no município, a gestão da saúde do governo Guto (PT) que é da base aliada do governo federal e estadual, apresenta alguns problemas, totalmente diferente do prometido em campanha eleitoral, quando prometeu trazer melhorias significativas à saúde municipal.

Os pacientes que necissataram de atendimento médico durante toda a noite passada tiveram que ser deslocados para municipios vizinhos como Cordeiros e até Vit. da Conquista.

Em Vit. da Conquuista, na visita do atual Secretário Estadual de Saúde, empossando a nova diretora do Hospital de Base, "Leninha", alunos da UESB foram protestar por melhorias neste hospital, que enfrentam sérios problemas de infra-estrutura. Milagrosamente, todos os pacientes que estavão nos corredores esperando por vagas sumiram na visita de Jorge Solla.

"Faltam até anti-coagulantes, isso coloca em risco a vida de pacientes" Disse um dos alunos, do 5º ano de medicina que fazia parte do protesto no hospital de base.

 

Quatro ex-prefeitos baianos já estão sendo cobrados judicialmente por terem provocado eleições suplementares nos seus municípios. Outros dois devem também ser acionados pelo mesmo motivo.


Isso ocorre devido a uma iniciativa da Justiça Eleitoral, Procuradoria Eleitoral e Advocacia Geral da União (AGU). Na Bahia, são alvo de ações de ressarcimento Gilvandro de Souza Araújo (de Castro Alves), Wagner Teixeira Santana (Pilão Arcado), José Rodrigues de Carvalho Júnior, o Zezinho (Iramaia), e José Roberto de Oliveira, o Zé do Betina (Cordeiros).


Segundo o jornal A Tarde, a ideia é desestimular candidatos “fichas-sujas” a disputarem eleições. Para isso, órgãos federais resolveram mexer no ponto mais sensível do ser humano: o bolso. Desde o ano passado, a AGU tem patrocinado ações na Justiça Comum cobrando o prejuízo que os “fichas-sujas” causaram ao obrigar a Justiça Eleitoral a convocar eleições suplementares.

A onda de violência rural não para em diversas cidades do Sudoeste Baiano. Condeúba, Cordeiros, Piripá, Belo Campo, Presidente Jânio Quadros, Maetinga e Tremedal são as que mais têm surgidos os fatos. Na madrugada deste domingo (14), em Tremedal, um foi cruelmente espancado. Dovaldi Almeida de Carvalho, de 73 anos, encontra-se no Hospital Municipal Adelmário Pinheiro.

“Um homem bateu na porta pela madrugada se passando por um neto. Quando ele abriu a porta ele fez essa crueldade com ele levando vários pertences”, relatou um parente da vitima, popularmente conhecida como Duza. A Polícia Militar realizou rondas pela região, mas até o final da noite não havia localizado o criminoso. Amigos e familiares estão revoltados e esperam por Justiça.

*

O Banco do Brasil oferece um sistema para consulta de arrecadações de alguns munucípios. Condeúba é contemplada pelo demonstrativo do BB.

O sistema é simples de ser utilizadodo e basta apenas digitar o nome do município  para realizar a consulta (Vale ressaltar que para encontrar Condeúba, não pode se colocar o acento). Os fundos que foram repassados ao município são apresentados em uma tabela, bem como o valor débitado daquele fundo no período de consulta..

O Município de Condeúba, consultado no sistema demonstrativodo BB, recebeu no período entre o dia 1 de junho e 30 de Junho de 2013 o valor de R$ 5.575.260,76 (Cinco Milhões, quinhentos e setenta e cinco mil, duzentos e sessenta reais e setenta e seis centavos).

No mesmo período, consultado no sistema, entre 1 e 30 de junho do ano de 2012, o município arrecadou apenas o valor de 1.739.136,19 (Um milhão, setessentos e trinta e nove mil, cento e trinta e seis reais e dezenove centavos), Quase cinco vezes a menos o valor arrecadado no ano de 2013.

O Mês de Junho acontece a tradicional festa junina no forródromo. Diversas pessoas que foram curtir a festa na praça, realizada pela Prefeitura Municipal tomaram sereno e garoa por falta de uma cobertura, sempre utilizada por gestores passados em festejos juninos, mas não fora utilizado na atual gestão municipal.

Abaixo segue uma tabela copiada na íntegra do SISBB - Sistema de Informações do Banco do Brasil com a arrecadação do mês de junhoe de 2013 do município de Condeúba. Para acessar o sistema e consultar outros meses CLIQUE AQUI

 

 

 

 

 Junho de 2013

   14/07/2013    SISBB - Sistema de Informações Banco do Brasil                                23:31:03
CONDEUBA - BA
     
FPM - FUNDO DE PARTICIPACAO DOS MUNICIPIOS
DATA PARCELA VALOR DISTRIBUIDO
     
10.06.2013 PARCELA DE IPI 99.191,70 C
  PARCELA DE IR 481.076,87 C
  RETENCAO PASEP 5.802,67 D
  CEF-FGTS-INADIM 5.419,98 D
  DEDUCAO SAUDE 87.040,28 D
  DEDUCAO FUNDEB 116.053,71 D
  TOTAL: 365.951,93 C
     
20.06.2013 PARCELA DE IPI 35.781,13 C
  PARCELA DE IR 172.477,57 C
  RETENCAO PASEP 2.082,58 D
  DEDUCAO SAUDE 31.238,79 D
  DEDUCAO FUNDEB 41.651,73 D
  TOTAL: 133.285,60 C
     
28.06.2013 PARCELA DE IPI 22.838,80 C
  PARCELA DE IR 315.023,09 C
  RETENCAO PASEP 3.378,61 D
  DEDUCAO SAUDE 50.679,28 D
  DEDUCAO FUNDEB 67.572,37 D
  TOTAL: 216.231,63 C
     
TOTAIS PARCELA DE IPI 157.811,63 C
  PARCELA DE IR 968.577,53 C
  RETENCAO PASEP 11.263,86 D
  CEF-FGTS-INADIM 5.419,98 D
  DEDUCAO SAUDE 168.958,35 D
  DEDUCAO FUNDEB 225.277,81 D
     
  DEBITO FUNDO 410.920,00 D
  CREDITO FUNDO 1.126.389,16 C
     
FEP - FUNDO ESPECIAL DO PETROLEO
DATA PARCELA VALOR DISTRIBUIDO
     
26.06.2013 COTA-PARTE 13.439,97 C
  RETENCAO PASEP 134,39 D
  TOTAL: 13.305,58 C
     
TOTAIS COTA-PARTE 13.439,97 C
  RETENCAO PASEP 134,39 D
     
  DEBITO FUNDO 134,39 D
  CREDITO FUNDO 13.439,97 C
     
ICMS - DESONERACAO DAS EXPORTACOES LEI 87/96
DATA PARCELA VALOR DISTRIBUIDO
     
28.06.2013 COTA MENSAL 926,95 C
  RETENCAO PASEP 7,41 D
  DEDUCAO SAUDE 139,04 D
  DEDUCAO FUNDEB 185,39 D
  TOTAL: 595,11 C
     
TOTAIS COTA MENSAL 926,95 C
  RETENCAO PASEP 7,41 D
  DEDUCAO SAUDE 139,04 D
  DEDUCAO FUNDEB 185,39 D
     
  DEBITO FUNDO 331,84 D
  CREDITO FUNDO 926,95 C
     
ITR - IMPOSTO TERRITORIAL RURAL
DATA PARCELA VALOR DISTRIBUIDO
     
10.06.2013 RETENCAO PASEP 0,23 D
  DEDUCAO SAUDE 4,38 D
  DEDUCAO FUNDEB 5,84 D
  ITR-NAO CONVEN 29,22 C
  TOTAL: 18,77 C
     
20.06.2013 RETENCAO PASEP 0,10 D
  DEDUCAO SAUDE 1,95 D
  DEDUCAO FUNDEB 2,60 D
  ITR-NAO CONVEN 13,00 C
  TOTAL: 8,35 C
     
28.06.2013 RETENCAO PASEP 0,05 D
  DEDUCAO SAUDE 0,94 D
  DEDUCAO FUNDEB 1,25 D
  ITR-NAO CONVEN 6,27 C
  TOTAL: 4,03 C
     
TOTAIS RETENCAO PASEP 0,38 D
  DEDUCAO SAUDE 7,27 D
  DEDUCAO FUNDEB 9,69 D
  ITR-NAO CONVEN 48,49 C
     
  DEBITO FUNDO 17,34 D
  CREDITO FUNDO 48,49 C
     
ICS - ICMS ESTADUAL
DATA PARCELA VALOR DISTRIBUIDO
     
04.06.2013 COTA-PARTE 71.489,73 C
  DEDUCAO SAUDE 10.723,45 D
  DEDUCAO FUNDEB 14.297,94 D
  TOTAL: 46.468,34 C
     
11.06.2013 COTA-PARTE 9.165,39 C
  DEDUCAO SAUDE 1.374,80 D
  DEDUCAO FUNDEB 1.833,07 D
  TOTAL: 5.957,52 C
     
18.06.2013 COTA-PARTE 80.794,13 C
  DEDUCAO SAUDE 12.119,11 D
  DEDUCAO FUNDEB 16.158,82 D
  TOTAL: 52.516,20 C
     
25.06.2013 COTA-PARTE 27.374,39 C
  DEDUCAO SAUDE 4.106,15 D
  DEDUCAO FUNDEB 5.474,87 D
  TOTAL: 17.793,37 C
     
TOTAIS COTA-PARTE 188.823,64 C
  DEDUCAO SAUDE 28.323,51 D
  DEDUCAO FUNDEB 37.764,70 D
     
  DEBITO FUNDO 66.088,21 D
  CREDITO FUNDO 188.823,64 C
     
FUS - FUNDO SAUDE
DATA PARCELA VALOR DISTRIBUIDO
     
04.06.2013 REF.ICMS ESTADO 10.723,45 C
     
10.06.2013 ORIGEM FPM 87.040,28 C
  ORIGEM ITR 4,38 C
  ORIGEM IPM 280,05 C
  TOTAL: 87.324,71 C
     
11.06.2013 REF.ICMS ESTADO 1.374,80 C
     
18.06.2013 REF.ICMS ESTADO 12.119,11 C
     
20.06.2013 ORIGEM FPM 31.238,79 C
  ORIGEM ITR 1,95 C
  ORIGEM IPM 101,02 C
  TOTAL: 31.341,76 C
     
25.06.2013 REF.ICMS ESTADO 4.106,15 C
     
28.06.2013 ORIGEM FPM 50.679,28 C
  REF. LEI 87/96 139,04 C
  ORIGEM ITR 0,94 C
  ORIGEM IPM 64,48 C
  TOTAL: 50.883,74 C
     
TOTAIS ORIGEM FPM 168.958,35 C
  REF. LEI 87/96 139,04 C
  REF.ICMS ESTADO 28.323,51 C
  ORIGEM ITR 7,27 C
  ORIGEM IPM 445,55 C
     
  DEBITO FUNDO 0,00 D
  CREDITO FUNDO 197.873,72 C
     
IPM - IPI EXPORTACAO - COTA MUNICIPIO
DATA PARCELA VALOR DISTRIBUIDO
     
10.06.2013 DEDUCAO SAUDE 280,05 D
  IPM IPI-MUNIC 1.493,64 C
  TOTAL: 1.213,59 C
     
20.06.2013 DEDUCAO SAUDE 101,02 D
  IPM IPI-MUNIC 538,79 C
  TOTAL: 437,77 C
     
28.06.2013 DEDUCAO SAUDE 64,48 D
  IPM IPI-MUNIC 343,91 C
  TOTAL: 279,43 C
     
TOTAIS DEDUCAO SAUDE 445,55 D
  IPM IPI-MUNIC 2.376,34 C
     
  DEBITO FUNDO 445,55 D
  CREDITO FUNDO 2.376,34 C
     
FUNDEB - FNDO MANUT DES EDUC BASICA E VLRIZ PROF EDUC
DATA PARCELA VALOR DISTRIBUIDO
     
03.06.2013 ORIGEM IPV 818,76 C
     
04.06.2013 ORIGEM ICMS-EST 26.731,96 C
  ORIGEM IPV 476,44 C
  TOTAL: 27.208,40 C
     
05.06.2013 COMPLEM. UNIAO 186.825,97 C
  ORIGEM IPVA 1.540,42 C
  ORIGEM ITCMD 278,38 C
  ORIGEM ICMS EST 80.195,87 C
  ORIGEM IPV 495,22 C
  TOTAL: 269.335,86 C
     
06.06.2013 ORIGEM IPV 425,12 C
     
07.06.2013 ORIGEM IPV 84,05 C
     
10.06.2013 ORIGEM ITR 222,50 C
  ORIGEM IPI-EXP 2.820,76 C
  ORIGEM FPE 64.239,60 C
  ORIGEM FPM 65.362,55 C
  ORIGEM IPV 759,55 C
  RED.COMP.UNIAO 754.081,40 C
  EST.COMP.UNIAO 757.277,00 D
  REDISTRIB.ITR 502,41 C
  ESTORNO ITR 504,53 D
  REDISTRIB.IPVA 28.522,41 C
  ESTORNO IPVA 28.643,26 D
  REDISTRIB.ITCMD 4.943,94 C
  ESTORNO ITCMD 4.964,90 D
  REDIST.IPI-EXP 18.695,00 C
  ESTORNO IPI-EXP 18.774,22 D
  REDIST.ICMS EST 919.475,81 C
  ESTORN.ICMS EST 923.372,30 D
  REDISTRIB. FPE 593.879,75 C
  ESTORNO FPE 596.396,45 D
  REDISTRIB. FPM 603.728,58 C
  ESTORNO FPM 606.287,00 D
  REDIST.LEI87/96 5.545,81 C
  ESTORN.LEI87/96 5.569,31 D
  REDIST.ICMS EST 306.335,26 C
  ESTORN.ICMS EST 307.633,39 D
  REDISTRIB.IPV 30.055,75 C
  ESTORNO IPV 30.183,17 D
  TOTAL: 119.565,55 C
     
11.06.2013 ORIGEM ICMS-EST 3.427,19 C
  ORIGEM IPV 527,78 C
  TOTAL: 3.954,97 C
     
12.06.2013 ORIGEM IPVA 2.195,15 C
  ORIGEM ITCMD 200,85 C
  ORIGEM ICMS EST 10.378,55 C
  ORIGEM IPV 496,88 C
  TOTAL: 13.271,43 C
     
13.06.2013 ORIGEM IPV 470,99 C
     
14.06.2013 ORIGEM IPV 457,77 C
     
17.06.2013 ORIGEM IPV 602,75 C
     
18.06.2013 ORIGEM ICMS-EST 30.211,12 C
     
19.06.2013 ORIGEM IPVA 2.377,23 C
  ORIGEM ITCMD 187,78 C
  ORIGEM ICMS EST 90.633,37 C
  ORIGEM IPV 2.192,67 C
  TOTAL: 95.391,05 C
     
20.06.2013 ORIGEM ITR 23,13 C
  ORIGEM IPI-EXP 1.017,53 C
  ORIGEM FPE 23.055,63 C
  ORIGEM FPM 23.422,66 C
  TOTAL: 47.518,95 C
     
25.06.2013 ORIGEM ICMS-EST 10.236,03 C
     
26.06.2013 ORIGEM IPVA 4.923,38 C
  ORIGEM ITCMD 307,60 C
  ORIGEM ICMS EST 30.708,09 C
  ORIGEM IPV 3.813,67 C
  TOTAL: 39.752,74 C
     
27.06.2013 ORIGEM IPV 385,93 C
     
28.06.2013 ORIGEM ITR 20,33 C
  ORIGEM IPI-EXP 649,48 C
  ORIGEM FPE 37.403,56 C
  ORIGEM FPM 37.999,00 C
  ORIGEM LEI87/96 1.386,45 C
  ORIGEM IPV 397,73 C
  TOTAL: 77.856,55 C
     
TOTAIS COMPLEM. UNIAO 186.825,97 C
  ORIGEM ITR 265,96 C
  ORIGEM IPVA 11.036,18 C
  ORIGEM ITCMD 974,61 C
  ORIGEM IPI-EXP 4.487,77 C
  ORIGEM ICMS EST 211.915,88 C
  ORIGEM ICMS-EST 70.606,30 C
  ORIGEM FPE 124.698,79 C
  ORIGEM FPM 126.784,21 C
  ORIGEM LEI87/96 1.386,45 C
  ORIGEM IPV 12.405,31 C
  RED.COMP.UNIAO 754.081,40 C
  EST.COMP.UNIAO 757.277,00 D
  REDISTRIB.ITR 502,41 C
  ESTORNO ITR 504,53 D
  REDISTRIB.IPVA 28.522,41 C
  ESTORNO IPVA 28.643,26 D
  REDISTRIB.ITCMD 4.943,94 C
  ESTORNO ITCMD 4.964,90 D
  REDIST.IPI-EXP 18.695,00 C
  ESTORNO IPI-EXP 18.774,22 D
  REDIST.ICMS EST 919.475,81 C
  ESTORN.ICMS EST 923.372,30 D
  REDISTRIB. FPE 593.879,75 C
  ESTORNO FPE 596.396,45 D
  REDISTRIB. FPM 603.728,58 C
  ESTORNO FPM 606.287,00 D
  REDIST.LEI87/96 5.545,81 C
  ESTORN.LEI87/96 5.569,31 D
  REDIST.ICMS EST 306.335,26 C
  ESTORN.ICMS EST 307.633,39 D
  REDISTRIB.IPV 30.055,75 C
  ESTORNO IPV 30.183,17 D
     
  DEBITO FUNDO 3.279.605,53 D
  CREDITO FUNDO 4.017.153,55 C
     
SNA - SIMPLES NACIONAL
DATA PARCELA VALOR DISTRIBUIDO
     
12.06.2013 SIMPLES NACION. 5,00 C
     
13.06.2013 SIMPLES NACION. 0,26 C
     
14.06.2013 SIMPLES NACION. 5,00 C
     
18.06.2013 SIMPLES NACION. 5,00 C
     
19.06.2013 SIMPLES NACION. 162,68 C
     
20.06.2013 SIMPLES NACION. 56,67 C
     
21.06.2013 SIMPLES NACION. 348,61 C
     
24.06.2013 SIMPLES NACION. 1.380,57 C
     
25.06.2013 SIMPLES NACION. 5,08 C
     
28.06.2013 SIMPLES NACION. 159,26 C
     
TOTAIS SIMPLES NACION. 2.128,13 C
     
  DEBITO FUNDO 0,00 D
  CREDITO FUNDO 2.128,13 C
     
IPV - IPVA-IMPOSTO SOBRE PROP. VEICULOS AUTOMOTORES
DATA PARCELA VALOR DISTRIBUIDO
     
03.06.2013 DEDUCAO FUNDEB 476,76 D
  IPVA 2.383,81 C
  TOTAL: 1.907,05 C
     
05.06.2013 DEDUCAO FUNDEB 46,38 D
  IPVA 231,94 C
  TOTAL: 185,56 C
     
10.06.2013 DEDUCAO FUNDEB 460,94 D
  IPVA 2.304,71 C
  TOTAL: 1.843,77 C
     
11.06.2013 DEDUCAO FUNDEB 112,31 D
  IPVA 561,59 C
  TOTAL: 449,28 C
     
12.06.2013 DEDUCAO FUNDEB 66,16 D
  IPVA 330,80 C
  TOTAL: 264,64 C
     
13.06.2013 DEDUCAO FUNDEB 406,76 D
  IPVA 2.033,81 C
  TOTAL: 1.627,05 C
     
14.06.2013 DEDUCAO FUNDEB 23,22 D
  IPVA 116,11 C
  TOTAL: 92,89 C
     
17.06.2013 DEDUCAO FUNDEB 390,81 D
  IPVA 1.954,08 C
  TOTAL: 1.563,27 C
     
19.06.2013 DEDUCAO FUNDEB 551,26 D
  IPVA 2.756,31 C
  TOTAL: 2.205,05 C
     
26.06.2013 DEDUCAO FUNDEB 1.594,93 D
  IPVA 7.974,65 C
  TOTAL: 6.379,72 C
     
27.06.2013 DEDUCAO FUNDEB 226,76 D
  IPVA 1.133,80 C
  TOTAL: 907,04 C
     
28.06.2013 DEDUCAO FUNDEB 159,95 D
  IPVA 799,78 C
  TOTAL: 639,83 C
     
TOTAIS DEDUCAO FUNDEB 4.516,24 D
  IPVA 22.581,39 C
     
  DEBITO FUNDO 4.516,24 D
  CREDITO FUNDO 22.581,39 C
     
IES - FIES-FUNDO INVEST.ECONOMICO SOCIAL DA BAHIA
DATA PARCELA VALOR DISTRIBUIDO
     
04.06.2013 FIES 2.762,64 C
     
TOTAIS FIES 2.762,64 C
     
  DEBITO FUNDO 0,00 D
  CREDITO FUNDO 2.762,64 C
     
CBA - FCBA-FUNDO DE CULTURA DA BAHIA-LEI EST 9431
DATA PARCELA VALOR DISTRIBUIDO
     
04.06.2013 FCBA 756,78 C
     
TOTAIS FCBA 756,78 C
     
  DEBITO FUNDO 0,00 D
  CREDITO FUNDO 756,78 C
     
TOTAL DOS REPASSES NO PERIODO
     
  DEBITO BENEF. 3.762.059,10 D
  CREDITO BENEF. 5.575.260,76 C

 

*Foto Merantemente ilustrativa.
Caso a prefeitura deseja se pronunciar sobre o fato, o espaço está concedido.