Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Sexta, 15 Novembro 2019
Parcialmente Nublado

20°C

Condeúba

Parcialmente Nublado

Umidade: 75%

Vento: 9 km/h



Pedro Tavares propõe Semana de Conscientização para os casos de câncer de pele

Publicado por     |   04 Nov 2019
  |  
Dep. Estadual Pedro Tavares (DEM)
Dep. Estadual Pedro Tavares (DEM) Foto: ASCOM Dep. Pedro Tavares

Na Bahia, 6.960 pessoas foram diagnosticadas com câncer de pele, no ano passado. Os dados são do Instituto Nacional do Câncer (INCA). Infelizmente, o número de novos casos pode ser ainda maior em 2019, já que nem todos são notificados. É por conta deste elevado índice que o deputado estadual Pedro Tavares (DEM) propõe a Semana Estadual de Conscientização sobre o Câncer de Pele, através de Projeto de Lei, apresentado na Assembleia Legislativa da Bahia.

O objetivo é que todos estejam atentos ao surgimento de novos sinais, manchas e modificações que possam ocorrer na pele para tratarem precocemente. "Dermatologistas alertam que os de baixa letalidade podem mutilar ou desfigurar áreas expostas do corpo. Felizmente, há diversas opções terapêuticas para o tratamento do câncer de pele não-melanoma. Mas para isso é preciso agir rápido. Por isso, considero a Semana de Conscientização sobre o Câncer de Pele, imprescindível. É preciso levar informação para que a sociedade esteja atenta as modificações na pele, e com o diagnóstico precoce tratar e impedir que a doença avance”, disse Tavares.

Caso o projeto de lei seja aprovado, a ideia é que a Semana de Conscientização ocorra sempre na primeira semana de dezembro. “Sabemos que muitas pessoas não tem o hábito de usar protetor solar e que em muitos municípios baianos o que predominam são as temperaturas mais quentes. Infelizmente, muitos negligenciam a ação do sol, quando na verdade deveriam usar protetor solar, boné, sombreiro, roupa contra radiação UV. Com a Semana de Conscientização sobre o Câncer de Pele, ações educativas, palestras, feiras de saúde, as pessoas serão informadas, conscientizadas sobre os riscos”, declarou o parlamentar.

A doença é provocada pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Essas células se dispõem formando camadas e a depender de como tenha sido afetadas é que são definidos os diferentes tipos de câncer. Os mais comuns são os carcinomas basocelulares e os espinocelulares. Mais raro e letal que os carcinomas, o melanoma é o tipo mais agressivo de câncer da pele.

Os grupos de maior risco são os do fototipo I e II, ou seja: pessoas de pele clara, com sardas, cabelos claros ou ruivos e olhos claros. Além destes, os que possuem antecedentes familiares com histórico de câncer de pele, queimaduras solares, incapacidade para se bronzear e muitas pintas também devem ter atenção e cuidados redobrados.

Gabrielle S Valentin

Bacharelanda em Direito pela Faculdade Estácio de Sá, Consultora da UNESCO (braço da ONU voltado para a educação) e empreendedora. Gosta de escrever e desenvolver atividades ligadas ao jornalismo.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.