Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Terça, 20 Novembro 2018
29°C

Condeúba

Ensolarado Humidade: 37%
Vento: ENE16.09 km/h
×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 42

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, um dos mais próximos da presidente Dilma Rousseff (PT) e cotado para coordenar sua campanha à reeleição, é acusado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) de ser “autor de delitos” e ter “concorrido ativamente” para o desvio de R$ 5 milhões da prefeitura de Belo Horizonte em 2004, quando era prefeito do município.

Reportagem do jornal Folha de S. Paulo mostra que o inquérito que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF), sob a relatoria do ministro José Dias Toffoli, analisa as circunstâncias da contratação, pela prefeitura de Belo Horizonte, da Câmara dos Dirigentes Lojistas local (CDL)  para implantar o projeto “Olho Vivo”, que previa a instalação de 72 câmeras para coibir crimes no centro da cidade.

O documento da Procuradoria, datado de março de 2012, é assinado pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, e sua mulher, Cláudia Sampaio, e acusa diretamente o ministro. A acusação contra Pimentel é de “apropriação de bens ou rendas públicas”, com pena de até 12 anos de prisão. “A denúncia contém clara e concisa descrição do fato criminoso e dos indícios de autoria, que permitem com segurança apontar o denunciado como autor dos delitos”, disse a PGR.

Fonte: Bahia Notícias

Amanda passou em dois vestibulares ainda no 3º ano


Na pré-adolescência, Amanda Amaral Lopes tinha como um dos ídolos o jornalista  William Bonner. Foi também nessa época que ela descobriu  a paixão pelo texto escrito, e a poesia virou uma das  formas de  comunicação dela com o mundo.
Apesar  da ideia inicial de ser jornalista, "quis o destino", como ela própria costuma dizer, que a biologia entrasse em sua vida. Aos poucos, ela entende que  as coisas não acontecem tão ao acaso assim. Portadora da síndrome de Down, Amanda será a primeira pessoa que possui o distúrbio genético a concluir um curso de nível superior na Bahia.
Moradora de Vitória da Conquista (a 509 km de Salvador), no sudoeste baiano, a jovem de 24 anos recebe, na noite desta quinta-feira, 23, o diploma de licenciatura em ciências biológicas, pela Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC), ao lado de mais 15 estudantes.
Na plateia, estarão, orgulhosas, a irmã mais velha, Ana Clara, e a mãe, Alba Regina, sua grande incentivadora.  "Sem minha mãe, eu não seria nada. Não teria chegado aonde cheguei", ressalta Amanda, que perdeu o pai há cinco meses.
"Meu pai foi uma pessoa muito importante na minha vida e fará falta, ainda mais em um dia especial como esse", emociona-se.
O começo -  Mesmo tendo nascido em Vitória da Conquista, os primeiros anos de vida de Amanda foram em Divisópolis, cidadezinha de Minas Gerais. Ainda criança, ela tinha que se deslocar, com os pais, duas vezes por semana para a Bahia, onde fazia tratamento com fonoaudióloga, fisioterapeuta e psicóloga, tudo por uma maior qualidade de vida. "Era complicado, mas a gente não deixava de vir", relembra Alba Regina.
A alfabetização foi toda em escolas mineiras, onde enfrentou preconceitos. "Havia crianças que não queriam ficar na sala dela, e professor que dizia  não ter capacidade para dar aula", afirma a mãe.
Na cidade baiana, a garota teve acolhimento. "Aqui, colocamos ela em uma escola que se valeu de todos os princípios da inclusão, comemora Alba, que chegou a ser professora da filha. "Mas não sem antes consultar se ela queria ser minha aluna",  relembra, rindo. "Ela é muito geniosa", completa.
Dificuldades - Ter a mãe como professora não era exatamente uma vantagem. "Deixei uma coisa muito clara: 'Você não vai ter privilégios sobre as outras crianças'. Apesar de sua condição especial, nunca deixei de colocar as dificuldades da vida para ela", relata a mãe.
A estratégia deu certo: a moça passou em dois vestibulares - biologia e jornalismo - quando ainda frequentava o 3º ano. Por ainda não ter concluído o ensino médio,  não pôde cursar. Posteriormente,  submeteu-se novamente ao processo de seleção e optou pela modalidade de ensino a distância, com uma aula presencial por semana.
"Minha dificuldade era a matemática. Mas tive colegas que me ajudaram bastante com a disciplina, e eu consegui", celebra Amanda.
Atualmente, a maior barreira enfrentada  é o mercado de trabalho. "As oportunidades  para quem tem síndrome de Down são poucas. Apesar de as pessoas já conhecerem mais sobre o assunto, a gente ainda é muito discriminado", lamenta ela, que está desempregada, mas nem pensa em desistir.
"Acho que sou uma grande vitoriosa por ter chegado até aqui. Agora, pretendo fazer uma pós-graduação em libras", planeja, referindo-se à especialização que prepara profissionais para atuarem com deficientes auditivos.
Em São Paulo - É cada vez  mais comum o ingresso de portadores da síndrome de Down na vida acadêmica. Em 2012, o paulista João Vitor,  26 anos, colou grau no curso de licenciatura em educação física, em Curitiba, Paraná. Antes, em 2009, ele há havia concluído bacharelado na mesma área.
Também em 2012, Kallil Assis passou no vestibular de geografia, na Universidade Federal de Goiás. Gabriel Nogueira ingressou no curso de teatro da Universidade Federal de Pelotas, no  Rio Grande do Sul. No mesmo Estado, no município de Estrela, Andrieli Machado passou na faculdade de educação física da Univates, em Lajeado.
Distúrbio genético - A síndrome de Down (ou trissomia do cromossomo 21) é uma alteração genética causada por um erro na divisão  celular durante a divisão embrionária. Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil possui hoje 300 mil pessoas com o distúrbio.
Fonte: A Tarde

Quem vai fazer a prova do Enem 2013 sabe muito bem que a mesma é dividida em dois dias, sendo que no segundo dia é onde é aplicado a redação do Enem, e a mesma é a parte mais importante, pois é a que mais conta pontos, por isso que muitos jovens ficam pensando no tema da mesma para poder se preparar, e para ajudar vocês que estão com duvidas sobre esse assunto nós trouxemos na dica de hoje os Possíveis Temas Redação do Enem 2013 fique de olho.

Os temas para redação Enem 2013 pode ser qualquer um, mas é claro que eles não divulgam, mas não é muito difícil adivinhar, basta ficarmos ligados no dia a dia e nas noticias, eles sempre buscam um tema bem discutido e que está em alta na mídia, isso tudo para testar o conhecimento do aluno sobre o mundo atual e sobre os acontecimentos do dia a dia.

Para quem vai fazer a redação do Enem 2013 sempre indicamos que o aluno fique de olho nos jornais, seja pela televisão, o impresso ou mesmo pela internet, porque somente assim para que eles possam ficar de olho nas atualidades, porque é isso que é cobrado na redação, somente atualidades e assuntos importantes sobre o país, que pode ser sobre meio ambiente, politica, economia e muito mais.

 Se você não tem ideia de qual será o tema redação Enem 2013 separamos aqui algumas sugestões, com base nos assuntos atuais deixamos abaixo a nossa lista com os nomes dos Possíveis Temas Redação do Enem 2013 para você dar uma estudada e saber se realmente você sabe dissertar sobre todos esses temas:

  • A construção da Usina de Belo Monte

 • Energia Nuclear e Vulcões

 • Globalização

 • Diretos Humanos

 • Meio Ambiente / Ecossistema / Desmatamento

 Essas são as sugestões de temas redação Enem 2013 que podem ser cobradas, é importante saber dissertar bem sobre esses temas para na hora da prova você saber o que escrever e assim ter uma boa nota para garantir sua bolsa de estudos. Lembrando que você deve ficar antenado nas atualidades para não ser pego de surpresa por um tema que não tem conhecimento, assim ficará muito difícil elaborar uma boa redação.

 

 

Neste primeiro dia, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) recebeu 472.495 inscrições até as 18h30 desta segunda-feira (13), segundo balanço divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). No ano passado, no primeiro dia de inscrições, até as 20h20, foram contabilizadas 512.029 inscrições.

Mãe, Mami, Mama; Mamãe, Mainha, Mãezona;

Não importa como ela é chamada se é feia ou bonitona;

O importante é ter carinho e o respeito pela mãe dona.

 triste que nem todos os filhos sua mãe reconhece;

Há aqueles que a tem e a ama e fieis permanece;

Há outros que a tem, mas nem pra lhe dar benção comparece.

 

Há muitos que não hás tem mais;

Uns, lembram delas e comparam com ser naturais;

Outros, nem se quer lembram-se de sua mãe jamais.

 

A banalização humana é um fato real;

Porem, a reciprocidade nesse caso não é igual;

Uma mãe para abandonar o filho não um fato normal.

 

Não há uma única mãe que não ama seu filho intensamente;

Não há ocupação de mãe, pra não se lembrar do filho diariamente;

Esse é o vinculo de uma mãe que dá amor ao filho eternamente.

 

 

Não importa sua religião, cor ou classe social;

Neste quesito, as mães pensam igual;

Ao saber que está grávida começa preparar o enxoval.

 

Parabéns mamães pelo seu dia..!

 

Acaba no próximo dia 27 o prazo para que municípios com menos de 50 mil habitantes atendam a Lei de Acesso à Informação concluindo o processo de preparação que começou em 2009, quando a regra foi sancionada. Aprovada há quatro anos pelo Congresso, a lei prevê a publicação em meio eletrônico das informações sobre a execução orçamentária e financeira da União, estados, Distrito Federal e municípios. Muitos municípios, no entanto, sequer têm portais na internet.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou nesta quinta-feira (2) que multou a operadora TIM em R$ 9,6 milhões por má qualidade no serviço de telefonia celular prestado, dentro do processo que apurou suspeita de que a empresa provocava a queda de chamadas de seus clientes.

De acordo com a agência, a TIM pode recorrer da decisão. Apesar da multa, a investigação da Anatel não conseguiu comprovar a suspeita de derrubada proposital de ligações.  “Com base nessas informações, não é possível concluir que a TIM estaria conferindo tratamento discriminatório aos usuários do plano Infinity pré-pago”, diz nota divulgada pela Anatel na noite desta quinta.

O documento informa, entretanto, que a investigação demonstrou que a operadora descumpriu regulamentos que determinam padrões mínimos de qualidade na prestação do serviço de telefonia celular, além de normas do Código de Defesa do Consumidor (CDC).

De acordo com o relatório final do processo, a infração foi considerada "grave" uma vez que houve "usuários prejudicados pela não prestação do serviço de forma ininterrupta, pela falta de informação adequada sobre condições de prestação do serviço, pela comunicação de caráter publicitário inteira ou parcialmente falsa e pela prestação de serviço com qualidade inferior à regulamentar".

TIM diz que irá tomar as 'medidas cabíveis'

Em nota, a TIM afirmou que a decisão da Anatel “derruba as alegações noticiadas” sobre queda proposital de chamadas “e, finalmente, confirma os fatos que a empresa sempre sustentou e demonstrou com transparência e colaboração com a agência.” A TIM não informa se vai recorrer da multa, mas aponta que pode adotar “medidas cabíveis.”

“Em relação à multa aplicada por motivos de não atingimento de uma meta de qualidade, associada à taxa de queda de chamada do dia 8 de março de 2012, a TIM esclarece que vai analisar o processo para verificar os fundamentos e tomar as medidas cabíveis, assim como acontece com todas as sanções inerentes ao setor de telecomunicações.”

A operadora diz ainda na nota que “reafirma seu compromisso com a melhoria dos serviços e com a transparência do seu negócio” e destacou que, entre 2013 e 2015, vai investir cerca de R$ 10,7 bilhões no país, “sendo mais de 90% desse valor destinado para aprimoramento e ampliação da cobertura.”

Processo

No ano passado, um relatório preliminar da fiscalização da Anatel apontou “indícios” de que a TIM promovia o desligamento proposital de chamadas de clientes do plano Infinity pré-pago. Como nesse plano o valor da ligação é o mesmo, independente da duração, o objetivo da medida seria obrigar os clientes a fazer novas chamadas, o que elevaria os ganhos da operadora.

De acordo com o relatório, o volume de quedas de chamadas tarifadas por ligação dos planos pré-pagos era quatro vezes superior ao dos demais usuários no plano Infinity (pos-pago).

O relatório, somado a outras suspeitas de irregularidades, serviu de base para uma ação de consumo contra a TIM ajuizada em agosto do ano passado pelo Ministério Público do Paraná.

Fonte: G1