Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Terça, 11 Dezembro 2018
21°C

Condeúba

Predominantemente nublado Humidade: 88%
Vento: E12.87 km/h
×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 42

Jogando em casa pela segunda rodada da copa AMVAGRA de seleções, a seleção de Condeúba fechou o placar com um gol de Tanaka e outro de Léo, enquanto a seleção de Caculé marcou um gol apenas.

O jogo começou apertado e o placar foi aberto com um gol de Caculé. Mas logo que começou a neblinar, o campo ficou molhado e os jogadores de Condeúba se sairam melhor com a grama escorregadia.

Nem mesmo o tempo fechado e a 'ameaça' de chuva foi suficiente para desanimar os torcedores que lotaram o estádio Parmênio Ferreira.

Fotos:

Aconteceu no último final de semana (12/09 e 13/09) o Zonal Regional de Futsal Feminino em Condeúba. Com uma seleção bem estruturada, Anagé fechou o placar do jogo final com a seleção de Caetité obtendo dois gols a seu favor e conseguindo terminar os dois tempos sem permitir que qualquer bola atravessasse as traves as quais defendia: O placar terminou em 2x0.

Confira abaixo como ficaram os resultados:

Chave 1
PIRIPÁ 5 X 0 GUERREIRAS DO DIVINO
CAETITÉ 11 X 2 GUERREIRAS DO DIVINO
CAETITÉ 3 X 1 PIRIPÁ

CHAVE 2
ESPINOSA 5 X 1 JACARACI
SÃO JOÃO DO PARAÍSO 14 X 1 JACARACI
ESPINOSA 4 X 2 SÃO JOÃO DO PARAÍSO

CHAVE 3
AS PANTERAS 5 X 2 MAETINGA
JÂNIO QUADROS 2 X 1 MAETINGA
JÂNIO QUADROS 9 X 3 PANTERAS

CHAVE 4
ITUMIRIM 3 X 0 RIACHO DE SANTANA
ANAGÉ 11 X 1 RIACHO DE SANTANA
ANAGÉ 6 X 3 ITUMIRIM

SEMIFINAL
CAETITÉ 3 X 2 JÂNIO QUADROS
ANAGÉ 2 X 0 ESPINOSA

FINAL
ANAGÉ 2 X 0 CAETITÉ

{gallery}zonal-regional-de-futsal{/gallery}

No primeiro amistoso da série, no último final de semana, ele ficou apenas no banco de reservas. Na noite desta terça-feira (8), contra os Estados Unidos, o craque Neymar não só entrou no decorrer do jogo como, no segundo tempo, foi o responsável por comandar a goleada do Brasil sobre a equipe norte-americana por 4 a 1. O time comandado por Dunga saiu na frente do placar com o atacante Hulk, do Zenit-RUS. Foi o segundo gol dele em duas partidas.

Na etapa final, com algumas mudanças, dentre elas a entrada do craque Neymar, o Brasil comandou o amistoso. O camisa 11 do Barcelona marcou dois gols, um deles um golaço, e participou da jogada do quarto gol brasileiro, marcado pelo jovem Rafinha, do Barcelona. No fim, o meia Williams descontou para os norte-americanos. Agora, o próximo desafio da seleção será no mês de novembro, contra o Chile, na estreia da Eliminatória para Copa do Mundo.

Fonte: Bahia Notícias

No domingo, dia 26.07.2015, aconteceu a Edição de 2015 da Maratona Internacional do Rio de Janeiro, com o percurso de 42,195 Km onde o atleta Carlão Maratonista de Condeúba/BA venceu mais uma edição, se tornando treta-campeão da sua categoria.

O mesmo agradece o apoio da FENABB, AABB de Condeúba e Pastelaria Arte e Sabor.

Grato, Carlos Nascimento

 

Estádios lotados, geração de empregos, comércios movimentados, fomento do esporte e até mesmo do turismo. Só um uma competição é capaz de ostentar tantos méritos no Brasil: o Intermunicipal.

O maior campeonato de futebol amador do país está de volta e, com ele, traz mais uma certeza. A Bahia, como de costume, vai parar. Parar para estender o tapete vermelho e ver a 60ª edição do Intermunicipal desfilar e brilhar.

Treinadores, preparadores físicos, supervisores, massagistas, enfermeiros, porteiros, bilheteiros, vendedores ambulantes e prestadores de serviços em geral já podem se preparar. No dia 2 de agosto, a bola começará a rolar pelo Intermunicipal 2015.

Seleção Condeubense de 2012 - Gestão: Odílio Silveira

A única notícia ruim é que, o futebol de Condeúba, que assim como outras modalidades, está em crise. A cidade não não terá mais uma vez a seleção no campeonato, nesta edição de 2015. Por falta de apoio do poder público, principal incentivador, como foi em outros anos, agora se cala e é omisso quanto a participação dos jogadores condeubenses. Só quem já pôde presenciar um acirrado jogo nas edições que a seleção participou, no estádio parmênio Ferreira lotado, é que sabe o prejuízo de não ter nossa cidade representada.

Desta vez, 64 cidades estarão envolvidas na festa do futebol amador. Para os municípios, um benefício incalculável. O mercado de trabalho ficará aquecido, até o final do ano, com 2000 empregos diretos e cerca de 8.000 indiretos.

Serão 64 Seleções que buscarão a taça, e os torcedores, em dezembro, conhecerão uma "nova" campeã. Nova em relação a 2014, já que a campeã Cachoeira não participará.

Por sinal, entre as inscritas, 16 já sentiram o gostinho de disputar a competição, mas não participaram da última ou até de muitas últimas edições e agora estão de volta. São elas Casa Nova, Crisópolis, Serrinha, Esplanada, Salinas das Margaridas, Itaparica, Cruz das Almas, Gandú, Igaporã, Barra do Choça, Una, Castro Alves, Conceição do Almeida, Itagibá, Itororó e Teixeira de Freitas. 

Já duas Seleções vão debutar. Tratam-se de Santa Cruz Cabrália e da caçula Ibirapitanga. Está última, inclusive, teve sua Liga (Liga Ibirapitanguense de Desportos Terrestres) filiada recentemente (março de 2015) à Federação Bahiana de Futebol (FBF).

 As outras 46 Seleções são velhas conhecidas dos torcedores e marcaram presenças entre as 80 que estiveram em campo no Intermunicipal 2014. Destaque para as tradicionais Itabuna, maior campeã da história, ao lado de Cachoeira, com oito títulos; Itamarajú e Itapetinga, semifinalistas no ano passado; Conceição do Coité, tetracampeã consecutiva em 2005, 2006, 2007 e 2008; Santo Amaro e Ilhéus, segundas maiores vencedoras, ao lado da mesma Coité, com quatro títulos cada; Feira de Santana, tricampeã (1973, 1976 e 1978); Porto Seguro, campeã em 2010; Ibicaraí, campeã em 1981; Coaraci, campeã em 2001; São Félix, campeã em 2003; além de Brumado, Ituberá, Jitaúna, Maragojipe, Nazaré, Paratinga, Santo Antônio de Jesus, Ubaitaba, Uruçuca e Valença, todas donas de grandes histórias no futebol amador.

O total de 64 Seleções foi um desejo da diretoria da FBF. "Tivemos mais Seleções que solicitaram inscrição, mas após diversas reuniões chegamos à conclusão que o número de 64 Seleções é o ideal. Assim, conseguiremos priorizar as disputas em campo e não teremos aqueles casos de Seleções que fizeram campanhas inferiores avançarem de fase em detrimento de outras com melhores campanhas. Além disso, tivemos um critério mais apurado em relação às praças esportivas. Teremos estádios que passaram por melhorias e conseguimos evitar praças esportivas com alguns problemas estruturais, como alambrados quebrados entre outras dificuldades", explicou o presidente Ednaldo Rodrigues.

Porém, antes de a bola rolar, a FBF dará a largada oficial à competição com o também já tradicional Congresso do Intermunicipal. O evento, uma espécie de boas-vindas aos participantes, patrocinadores e profissionais de imprensa será realizado no dia 1º de agosto, em um grande hotel de Salvador.

No local, serão apresentados os 16 grupos da fase de classificação, além da tabela de jogos e o regulamento. Na oportunidade, a entidade também lançará o novo hotsite do Intermunicipal. Sucesso nos últimos anos, o portal do campeonato na internet será totalmente repaginado e trará todas as informações sobre o campeonato e as Ligas Municipais participantes.

Intermunicipal no Mundo -Além da fama adquirida na Bahia, o Intermunicipal sucesso consolidado no Brasil e no exterior. Em 2013, as finais da competição chegarão a ser transmitidas ao vivo pelo Esporte Interativo para diversos países. Na ocasião, a emissora revelou que o número de telespectadores assistindo às decisões foi surpreendente – mais de 70 mil por minuto.

Anteriormente, a competição também havia ganhado uma reportagem especial na Revista Placar, uma das maiores do seguimento esportivo no país. A publicação deu destaque à fama de "reveladora de craques" do certame, que fez surgirem grandes nomes do futebol mundial, que representaram o país nos principais torneios internacionais e alguns deles, até, alcançaram o ponto mais alto da carreira de um jogador profissional, o título de uma Copa do Mundo.

Entre os grandes craques revelados pelo Intermunicipal estão Raimundo Nonato, o Bobô, campeão brasileiro pelo Bahia e que iniciou a carreira na Seleção de Senhor do Bonfim entre 1983 e 1984; Aldair, zagueiro tetracampeão do mundo pelo Brasil, que começou na Seleção de Ilhéus; Edílson Capetinha, penta campeão mundial com a Seleção Brasileira e revelado pelo selecionado de Castro Alves, em 1988 e 1989; Júnior Nagata, também penta pelo Brasil e que começou na Seleção de Santo Antônio de Jesus, em 1993; Júnior Baiano, ex-zagueiro da Seleção e grandes clubes como Flamengo e São Paulo, revelado em 1987 pela Seleção de Poções; Liédson, campeão da Libertadores da América 2012 pelo Corinthians e ex-atacante da Seleção de Portugal, que iniciou na Seleção de Valença, inclusive sendo artilheiro em 1999, com 16 gols; Neto Berola, que deu seus primeiros passos no futebol pela Seleção de Buerarema, em 2008, e após passagem por Vitória, Atlético (MG) e futebol árabe encontra-se no Santos; Vandick, que defendeu a Seleção de Conceição do Coité, além de Bahia, Flamengo e Paysandu; Charles, revelado na Seleção de Itapetinga, campeão brasileiro pelo Bahia e hoje auxiliar técnico do time profissional do Tricolor; Washington, que iniciou na Seleção de Valença e fez história no Atlético (PR) e no Fluminense; Jorge Campos, que atuou na Seleção de Ipiaú e no Bahia e Atlético (MG); Claudir que começou na Seleção de Vitória da Conquista e também foi campeão brasileiro pelo Bahia; Uelliton, que defendeu a Seleção de Euclides da Cunha, se profissionalizou no Vitória, passou por Cruzeiro, Bahia, Coritiba e hoje defende o Avaí; Paulão, zagueiro campeão brasileiro pelo Cruzeiro em 2013 e que hoje se encontra no Internacional, entre outros diversos nomes de destaque.

Confira a lista das seleções participantes divulgada pela FBF em 15 de Julho de 2015:

Nesta sexta 01.05.2015, aconteceu a 2ª Corrida do Trabalhador na cidade de Caculé - BA, onde a Equipe de Condeúba conquistou 5 troféus na Responsabilidade do Atleta e Coordenador, Carlão Maratonista.

Classificação dos Atletas:

Feminino

Até 13 anos 2ª: Lucimara Souza

14 a 17 anos 3ª: Vera Lúcia Souza Masculino

Masculino

Até 13 anos 2º: Marcelo Silva Coelho Masculino

40 a 49 anos 3º: Carlos Nascimento Masculino

60 anos Acima 2º: Arcênio Joaquim dos Santos

Mais um troféu foi concedido a Equipe pelo 2º maior número de atletas no Evento, somando no total 6 troféus. Agradecimento pelo apoio da Prefeitura

{gallery}corrida_cacule_dia_do_trabalhador_2015{/gallery}

UOL

Com certa dose de drama, o Vasco conseguiu encerrar jejum de 12 anos no Campeonato Carioca. O Cruzmaltino venceu o Botafogo neste domingo, no Maracanã, e levou o troféu estadual. A vitória por 2 a 1 foi garantida com gols de Rafael Silva, herói também no primeiro jogo decisivo, e de Gilberto. Diego Jardel fez o gol alvinegro na final.

Sob comando de Doriva, o clube cruzmaltino volta a ser protagonista no estado e confirma reconstrução após retornar à elite do futebol nacional em 2014. O presidente Eurico Miranda, de volta ao clube após seis anos afastado, fica ainda mais em alta com os torcedores do Vasco após o título.

Fases do jogo

A necessidade de ir para jogo deixou o Botafogo mais presente no ataque durante os minutos iniciais do jogo. O Vasco, retraído, se limitava aos chutes para a frente e se concentrava em fechar a defesa, com ajuda de Guiñazu e Serginho. A partir dos 15min, o clássico ficou mais equilibrado. O Cruzmaltino assustou com jogada ensaiada, em que Luan por pouco não completou.

Com a arma do contra-ataque, o Vasco fez o Botafogo parar. Assustado com a velocidade adversária, o time de René Simões perdeu a ofensividade a partir dos 25min e abriu espaço para o Vasco crescer. Aos 45min, o Cruzmaltino chegou ao 1 a 0.

Marcelo Mattos errou na saída de bola. Sem chance de recuperação, o Botafogo viu a bola cair nos pés de Guiñazu. O volante argentino encontrou Rafael Silva, que tocou no canto para vencer o goleiro Renan.

O gol sofrido no final do primeiro tempo teve péssimo efeito para o Botafogo, que foi ao vestiário ainda mais pressionado e voltou a campo com ainda mais dificuldade para se impor. O Vasco passou a administrar a vantagem.

Até os 29min. Guiñazu perdeu bola para Gilberto, que encaixou passe perfeito para Diego Jardel. O meia saiu livre na cara de Martín Silva e tocou rasteiro para empatar em 1 a 1. O clássico, até então morno, ganhou em emoção.

A expulsão do volante Fernandes, porém, diminuiu o poder do Botafogo para pressionar o rival no fim. O Vasco ainda teve tempo de finalizar campanha no Carioca com vitória. Gilberto marcou aos 48min do segundo tempo com chute cruzado e fez a festa da torcida cruzmaltina, em grande maioria no Maracanã.

Melhor: Rafael Silva, do Vasco - Herói dos dois jogos decisivos do Carioca. Longe de ser protagonista no elenco, o atacante conseguiu ter todos os holofotes. Neste domingo, foi certeiro na finalização que abriu o placar da final. Também ajudou na marcação, com muita velocidade.

Pior: Tomas, do Botafogo - Distraído, o meia não esteve bem na organização do meio-campo alvinegro. Tanto é que René não esperou para tirá-lo. No intervalo, Tomas deixou o time.

Chave do jogo: O gol de Rafael Silva deu tranquilidade ao Vasco, que foi ao intervalo em vantagem numérica, mas também psicológica. 

Para lembrar

Em maioria no Maracanã, torcedores vascaínos decidiram acompanhar a partida no setor destinado à torcida do Botafogo. A situação causou confusão antes do início da final, com os alvinegros tentando encontrar intrusos. A polícia começou a agir somente depois de algumas confusões.

O juiz Wagner do Nascimento Magalhães usou a tática de segurar o ímpeto dos atletas através de cartões amarelos. Somente no primeiro tempo da final, foram seis advertências distribuídas.

BOTAFOGO 1 X 2 VASCO

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 3 de maio, às 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique e Dibert Pedrosa Moisés
Público e renda: 58.446 (pagantes), 66.156 (presentes) e R$: 3.286.580,00
Gols: Rafael Silva, aos 44min do primeiro tempo, para o Vasco; Diego Jardel, aos 29min do segundo tempo, para o Botafogo, e Gilberto, aos 48min do segundo tempo, para o Vasco
Cartões amarelos: Serginho, Christiano, Dagoberto, Rodrigo e Julio dos Santos (Vasco) e Willian Arão, Diego Giaretta, Fernandes, Renan Fonseca e Marcelo Mattos (Botafogo)
Cartão vermelho: Fernandes (Botafogo)

Botafogo
Renan, Gilberto, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Thiago Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão (Fernandes), Tomas (Diego Jardel) e Luiz Ricardo (Sassá); Rodrigo Pimpão e Bill
Técnico: René Simões

Vasco
Martín Silva, Madson, Luan, Rodrigo e Christiano; Guiñazu, Serginho, Julio dos Santos e Dagoberto (Bernardo); Rafael Silva (Marcinho) e Gilberto
Técnico: Doriva

Blog da Resenha Geral

A confiança do Vitória da Conquista era muito grande. Tudo parecia conspirar a favor do primeiro título estadual. Mas o Bahia mostrou porque era considerado o favorito e conquistou o seu 46º título de Campeonato Baiano com uma grande goleada de 6 X 0, sobre o time conquistense.

O que parecia ser uma tarefa tranquila, se mostrou uma das mais trágicas da curta história do Vitória da Conquista. O time conquistense começou a partida de volta da final do Campeonato Baiano 2015 podendo perder por até dois gols de diferença, mas só no primeiro tempo levou três.

O Vitória da Conquista iniciou a partida muito assustado, sem o entrosamento apresentado na primeira partida da final, quando aplicou 3 X 0 no Bahia. Os erros, principalmente na lateral esquerda, se tornaram constantes. A reposição de bola do goleiro Viáfara ficava por pouco tempo no controle do alviverde. E o Bahia soube aproveitar muito bem; fazendo seis gols no Bode.

Nada do que o treinador Evandro Guimarães tentou fazer no intervalo foi suficiente. No segundo tempo, o elenco conquistense conseguiu povoar mais a zona de defesa do Bahia, mas sem apresentar perigo para o goleiro Jean. Já o tricolor continuou se aproveitando das fragilidades do Vitória da Conquista e marcou mais três gols, dois deles de pênalti.

Gols
1º tempo

9’ – Souza cruza e Viáfara sai de soco. No rebote, Tony e acionado e faz o cruzamento na direção de Maxi. Argentino divide com o goleiro do Bode e fica sem a bola, que sobra na medida para Robson fuzilar e abrir o marcador.

13’ – Viáfara sai do gol para cortar cruzamento de Zé Roberto e bola fica nos pés de Bruno Paulista, que chuta de primeira e marca um golaço.

22’ – Bahia parte em contra-ataque e Maxi passa com açúcar para Souza. Volante engana defesa e Viáfara e passa para Kieza, sozinho, marcar o terceiro do Bahia.

2º tempo

18’ – Zé Roberto driblou Silvio e se jogou dentro da área, o juiz viu pênalti do zagueiro conquistense. Souza cobrou e marcou.

26’ – Souza cobra novo pênalti, dessa vez no canto esquerdo de Viáfara, e marca o quinto gol do Bahia.

39’ – Rômulo enfiou em profundidade para Kieza, que driblou o goleiro Viáfara e chutou livre para marcar o último do Bahia.