Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Quarta, 19 Junho 2019
Ensolarado

27°C

Condeúba

Ensolarado

Umidade: 30%

Vento: 6 km/h

O governador Rui Costa (PT) terá que mexer bastante em seu tabuleiro para manter o jogo em andamento em ano eleitoral. Até abril, oito secretários deixarão suas respectivas pastas para concorrem aos cargos eletivos de deputado federal, estadual, senador e vice-governador neste ano. Soma-se ainda a Desenbahia, a instituição financeira do Estado.

A primeira mudança ocorre na Secretaria de Desenvolvimento Econômico que tem Jaques Wagner (PT) no comando. Wagner postula uma vaga ao Senado. Uma celeuma envolve o vice-governador João Leão (PP). O partido dele estaria negociando um desembarque da base aliada do governador e podendo assumir uma pasta a nível nacional. De um modo ou de outro, Leão deixará a Secretaria do Planejamento. Caso continue na base de Rui, o pepista vai escolher entre se manter na vice-governadoria ou postular o Senado.

Criticado durante todo o momento em que esteve à frente da secretaria de Relações Institucionais, Josias Gomes (PT) disputará a Câmara Federal novamente.

Ainda sem partido, Walter Pinheiro (PT) deve postular como deputado federal, assim como o presidente da Desenbahia, Otto Alencar Filho.

Tentarão cadeiras na Assembleia Legislativa da Bahia, Vitor Bonfim (PDT), secretário de Agricultura; a secretária de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Olívia Santana (PCdoB); o secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Carlos Martins (PT). Apesar de ser “proibido” pelo governador de disputar a AL-BA, por desbancar outros dois deputados, Jerônimo Rodrigues, de Desenvolvimento Rural, tem chances ao pleito.

Todas as vagas estarão abertas para uma rearrumação dos aliados, mesmo que pelos próximos 7 meses.

*Bocão News

O governador Rui Costa (PT) afirma que seu grupo político deve seguir unido nas eleições deste ano. O petista buscará a reeleição, assim como o seu vice João Leão, do PP. Com isso, restam duas vagas na chapa majoritária, que são para o Senado e uma já estaria definida para o ex-governador Jaques Wagner. As duas vagas são pretendidas por partidos como PSD, PR, PDT e PCdoB.

Em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia, o chefe do Executivo baiano disse que respeita a opinião de quem queira colocar candidatura alternativa, mas afirma que trabalhará pela unidade da sua base aliada. "Se depender de mim, nosso grupo sairá unido. Respeito a opinião de alguém que quiser colocar candidatura. Trabalharei para todos saírem unidos. A conversa sempre será essa", apontou.

Rui Costa também disse que a melhor chapa será aquela "com maior chance de vitória". "Isso tem a ver com os nomes colocados e com a força dos partidos. É um misto dos dois", reforçou.

O petista também reiterou que o instrumento a ser utilizado para unificar seu grupo é o diálogo. 

*Bocão News

Depois de quase não conseguir se eleger deputado em 2014, ficando com 53 mil votos, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), parece estar levando à sério a possibilidade de ascender politicamente com sua candidatura à Presidência da República.

Em conversas reservadas com lideranças partidárias, o demista garante ter o apoio de cinco partidos. A infromação é do colunista Lauro Jardim, de O Globo. Entre os aliados estaria o PP, do senador Ciro Nogueira. O presidente nacinal do partido prometeu apoio (e tempo de TV) da legenda, que possui 47 deputados federais.

*Bahia Notícias

O prefeito ACM Neto (DEM) deixou deliberadamente uma frase que denota que será candidato a governador da Bahia. Em coletiva concedida neste domingo (31), no Festival Virada Salvador, Neto disse que “o evento só sai da Boca do Rio, se o vice-prefeito Bruno Reis quiser”. Bruno é o atual vice-prefeito e foi escolhido na chapa para cumprir a missão de governar Salvador com o afastamento do prefeito.

“A possibilidade é claro que existe, mas eu só falo de eleição no ano que vem. Vai ter as lavagens, o carnaval… Falo depois disso”, disse ainda ACM Neto.

Bruno Reis (MDB) foi deputado estadual com atuação destacada na Assembleia Legislativa da Bahia. Atua com grande destaque na administração de Neto na Prefeitura de Salvador, e tem sido um dos principais articuladores da candidatura do atual prefeito de Salvador ao Governo da Bahia.

*Do Blog da Resenha Geral

Numa noite de gala na capital paulista, o prefeito ACM Neto recebeu nesta terça-feira (05) o prêmio de Brasileiro do Ano 2017, na categoria Política, em evento realizado no Tom Brasil, zona sul de São Paulo. No total, foram 16 premiados, entre personalidades que se destacaram nas mais diversas áreas, a exemplo também de Comunicação, Economia, Cultura, Televisão e Empreendedorismo.

Em coletiva pouco antes do evento, ACM Neto disse que compartilha o prêmio com os brasileiros, baianos e soteropolitanos. "Sinto alegria de estar recebendo este prêmio, sobretudo em um momento de dificuldade da classe política. Quero dividir essa conquista principalmente com os soteropolitanos que, desde 2013, acreditam em nosso trabalho, numa gestão que mudou e está mudando Salvador", ressaltou o prefeito.

ACM Neto afirmou ainda que o prêmio aumenta a responsabilidade com Salvador. "É um estímulo para continuarmos trabalhando ainda mais", declarou, ao lado de outras personalidades que serão agraciadas, a exemplo do juiz federal Sérgio Moro, do apresentador Luciano Huck, e do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

O deputado estadual Pedro Tavares (PMDB) cumpriu extensa agenda na microrregião de Irecê na última semana. As visitas aos municípios da região foram iniciadas no feriado da Proclamação da República, dia 15, onde Tavares esteve na cidade de Barra e participou da entrega da requalificação da Alameda Plínio Mariani Guerreiro, que liga o município ao povoado de Brejo do Saco.O parlamentar prestigiou a entrega ao lado do prefeito Deonísio, do vice-prefeito Joaquim Cavalcanti, secretários, vereadores e moradores.

Além da estrada, foram entregues também duas ambulâncias S-10 e um caminhão baú refrigerado para a merenda escolar, oriundos de recurso próprio da administração local. “Fico muito feliz e satisfeito em poder acompanhar o desenvolvimento no município de Barra e participar de importantes conquistas para essa cidade. Não posso deixar de parabenizar o o prefeito e grande amigo Deonísio e toda equipe de trabalho, pelo empenho e dedicação”, ressaltou.

Na quinta-feira, 16, Tavares encontrou com lideranças dos municípios de Xique Xique, Itaguaçu da Bahia, Ibititá, Ibipeba, Barra do Mendes e Barro Alto, onde tratou sobre as demandas dos municípios e o cenário político regional. Em Itaguaçu esteve com o prefeito Ivan Tiburtino Oliveira e o secretário de Desporto, Vá, além de outras lideranças.

Já na sexta-feira, 17, o deputado estadual esteve reunido com a Cooperativa Agrícola Mista Regional de Irecê, onde discutiu sobre a lei 13.340/2017 que dispõe sobre a renegociação das dívidas de crédito rural. “Estamos juntos dos agricultores da região para extensão do prazo de renegociação, que é fundamental para o homem do campo”, disse Tavares.

No sábado pela manhã, 18, Pedro Tavares esteve em Ibititá, ao lado do líder político Afonso Mendonça, da vereadora Prof. Cris e do amigo Edivacio. “Retornar a região de Irecê é sempre motivo de muita alegria. Uma região que me acolhe durante mais de 10 anos, que fiz grandes amigos e que tenho imenso respeito e satisfação de poder representar na casa legislativa”, conclui.

O peemedebista Pedro Tavares pretende que o Governo do Estado realize “campanhas públicas educacionais para proteção e prevenção de atos de violência contra a mulher” na Bahia. Para isso, apresentou projeto de lei onde esclarece que esta “campanha pública educacional se dará mediante materiais de publicidade nos locais de maior visibilidade em todo o Estado, bem como serão realizadas palestras a fim de conscientizar a população acerca da violência contra a mulher”. Segundo o peemedebista, a Secretaria de Segurança Pública constatou que no primeiro semestre deste ano “foram registrados mais de 23 mil casos de atos de violência contra as mulheres no Estado, ressaltando que ocorreram demais casos em que não houve registros”.

“A violência contra a mulher é constante no decorrer da história brasileira”, informa Tavares, adiantando que “estes atos se dão de diversas maneiras, em todos os níveis sociais e, geralmente, de forma rotineira”, citando como exemplo “a violência física, doméstica, intrafamiliar, sexual, de gênero, bem como a violência psicológica, financeira, institucional, entre outras”.

Deste modo, continua o parlamentar, o projeto de lei “objetiva mudar a lastimosa situação em comento, apresentando esta triste realidade ao maior número de pessoas através de palestras, debates, incentivo à denúncia, além de materiais de publicidade em todo o território estadual, utilizando dos espaços públicos para estas campanhas educacionais, com o intuito de conscientizar a população e alterar este quadro de violência contra as mulheres”.

As campanhas propostas por Pedro Tavares “ocorrerão em espaços públicos tais como escolas, hospitais, creches, rodovias, veículos, dentre outros locais, objetivando alcançar o maior número de pessoas possível” e a assistência social e o Conselho Estadual dos Direitos da Mulher “devem ser influenciados positivamente através de debates acerca do conteúdo evidenciado nas campanhas públicas educacionais de prevenção de violência contra a mulher”, finaliza.

O WhatsApp ficou fora do ar em várias partes do mundo na tarde desta quinta-feira (30). No Twitter, os usuários reclamam da instabilidade. A hashtag #WhatsAppDown alcançou o topo dos trending topics, com pessoas de diferentes países reclamaram da queda do serviço. A empresa ainda não se manifestou oficialmente sobre o ocorrido. O aplicativo de mensagens, no entanto, está funcionando, de acordo com relatos dos internautas.