Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Sexta, 06 Dezembro 2019
Parcialmente Nublado

18°C

Condeúba

Parcialmente Nublado

Umidade: 80%

Vento: 4 km/h

×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 302

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 306

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 300

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 305

Em encontro com blogueiros, no Instituto Lula, em São Paulo, nesta terça-feira (8), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o PT "tem que ir para cima para impedir a criação da CPI da Petrobras", pois o governo federal precisa defender com "unhas e dentes" suas convicções.

Sob suspeita de lavagem de dinheiro, a empresa Jaraguá Equipamentos – uma das investigadas pela Operação Lava Jato deflagrada pela Polícia Federal (PF) – doou R$ 4,5 milhões ao diretório nacional do PT entre 2010 e 2012.

O prefeito de Belo Campo, Cezar Ferreira dos Santos Silva (PSD), e o seu vice, Roberto Lima de Lima (PSD), poderão ter os mandatos cassados pela Justiça Eleitoral, por captação ilícita de sufrágio e abuso do poder econômico nas últimas eleições de 2012.

O peemedebista Geddel Vieira Lima está balançado entre lançar uma candidatura própria ou aceitar a proposta feita pelo prefeito ACM Neto (DEM) para compor a chapa encabeçada por Paulo Souto (DEM) como vice.

O BN, do jornalista Samuel Celestino, anuncia como certo que o candidato de ACM Neto, para o Governo da Bahia, será o ex-governador Paulo Souto (DEM). Segundo informações, que após análise de ‘critérios objetivos’, o nome de Souto foi o escolhido estabelecido em pesquisas.

O requerimento de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, para investigação de denúncias de irregularidades na empresa, foi lido hoje (1º) no plenário do Senado.

Apesar de ter tido seu conteúdo pouco explorado, a reunião que a executiva estadual do DEM realizou ontem decidiu que a candidatura do ex-governador Paulo Souto à sucessão estadual é irreversível. Os líderes democratas avaliaram que ele merece ser o candidato, em primeiro lugar, por liderar as pesquisas.

A tão esperada união das oposições ao governo petista na Bahia está cada vez mais difícil. Por um lado, o ex-ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima (PMDB), se articula para tentar encabeçar a chapa, mas, por outro, o ex-governador Paulo Souto (DEM) também deseja voltar ao Palácio de Ondina.