Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Quarta, 05 Agosto 2020
Nublado

21°C

Condeúba

Nublado

Umidade: 50%

Vento: 15 km/h

Quinta, 22 Janeiro 2015

O ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu (PT), condenado por corrupção ativa no julgamento do mensalão, é um dos investigados no escândalo do petrolão. De acordo com reportagem do Jornal Nacional, da TV Globo, os investigadores da Operação Lava Jato desconfiam que Dirceu tenha sido um dos beneficiados com dinheiro do esquema e tenha intermediado o pagamento de propina por meio de uma de suas empresas.

De acordo com a Veja, a Justiça Federal determinou a quebra dos sigilos bancário e fiscal do ex-ministro, do irmão dele Luiz Eduardo de Oliveira e Silva e da empresa JD Assessoria e Consultoria Ltda., da qual ambos são sócios. O Ministério Público Federal encontrou indícios de que a empresa de Dirceu tenha recebido recursos de empreiteiras ligadas ao esquema de desvio de recursos na Petrobras, entre elas a Galvão Engenharia, a OAS e a UTC Engenharia. Segundo o juiz, a JD Assessoria e Consultoria recebeu 3,7 milhões de reais das construtoras, cujos executivos foram presos no fim do ano passado pela Polícia Federal.

Os procuradores da República encontraram vínculos da empresa de Dirceu com as empreiteiras ao analisar documentos contábeis apreendidos na Lava Jato. Em uma lista da Galvão Engenharia, a JD aparece como prestadora de "consultoria" pela qual recebia 25.000 reais mensais – ao todo, a firma de Dirceu recebeu 725.000 reais da empreiteira. Em nota ao Jornal Nacional, José Dirceu confirmou que prestou serviços de consultoria às empresas e se colocou à disposição para prestar esclarecimentos à Justiça.

A Galvão Engenharia disse que não iria se pronunciar sobre a investigação. A UTC Engenharia confirmou que contratou a JD Assessoria e Consultoria para a "prospecção de negócios de infraestrutura no Peru e na Espanha". A reportagem do Jornal Nacional informa que ninguém foi encontrado para comentar as suspeitas na OAS.

 

Publicado em Brasil

Com 165 usinas de energia eólica, a Bahia vai reforçar a posição que tem no mercado. A Secretaria de Desenvolvimento da Bahia anunciou, nesta quinta-feira (22), que a fábrica de torres no município de Jacobina, a 340 km de Salvador inicia a operação comercial no próximo dia 30.

A unidade da Torres Eólicas do Nordeste (TEN) recebeu investimento de 30 milhões de euros fruto da joint venture entre a brasileira Andrade Gutierrez e o grupo francês Alstom. Com a fábrica, serão criados 250 empregos diretos e mais 600 indiretos em Jacobina e região.

A planta industrial da TEN, instalada em uma área de 140 mil metros quadrados, terá capacidade para produzir 200 torres de aço para aerogeradores por ano. O local foi escolhido pela proximidade dos principais projetos eólicos do estado.

Publicado em Bahia

O quadro de Saúde de Flávio Neto, que foi vítima de um acidente de moto na madrugada da última quinta-feira é estável segundo o boletim médico de hoje (sexta-feira, 23). Os exames para verificar os órgãos vitais foram classificados como bons. O Jovem segue na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) em Vitória da Conquista.

Provavelmente no domingo Flávio passará por exames de tomografia, pois foi o prazo estipulado pelos médicos para aguardar a reação do organismo às medicações, onde terá maiores detalhes sobre sua recuperação.

A família pede a todos os amigos e conhecidos que continuem mobilizados em orações pois é uma caminhada longa e árdua. Um número expressivo de pessoas ligadas ao jovem tem demonstrado manifestações de carinho e apoio nas redes sociais.

Publicado em Condeúba
X

Proteção de Conteúdo

Conteúdo protegido por direitos autorais. Para obter autorização de reprodução, envie um e-mail para [email protected]