Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Sexta, 03 Julho 2020
Parcialmente Nublado

21°C

Condeúba

Parcialmente Nublado

Umidade: 60%

Vento: 9 km/h

Segunda, 16 Janeiro 2017

A trajetória do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB), 57, como homem público está marcada, desde seu início, por acusações de envolvimento em casos de corrupção. Mais de 30 anos antes de ter seus imóveis em Salvador ocupados por policiais federais que buscavam, na última sexta-feira (13), provas de sua participação em fraudes na Caixa Econômica Federal, Geddel foi investigado por supostamente favorecer ele próprio e três parentes quando era diretor da corretora de valores do Baneb -- o banco estadual da Bahia, adquirido pelo Bradesco em 1999.

Os auditores da Baneb apontaram o envolvimento de Geddel, nos anos de 1983 e 1984, em um esquema de desvio milionário de recursos que consistia no "favorecimento a um restrito grupo de clientes, por meio da utilização de taxas de rentabilidade superiores às praticadas no mercado", revelou reportagem de 2001 publicada pelo jornal "Folha de São Paulo". Em valores corrigidos, os desvios chegariam a R$ 2,72 milhões.

Procurado pela reportagem do UOL por telefone na sexta-feira, Geddel não atendeu. Em todos os casos em que foi investigado, o ex-ministro negou ter cometido qualquer irregularidade.

Fonte: UOL

Publicado em Política

ESTADÂO
Os Correios anunciaram nesta terça-feira, 17, que a sua operadora móvel virtual (MVNO) começará a ser implementada a partir de fevereiro deste ano. Segundo a companhia, o lançamento da Correios Celular será gradual e começará em São Paulo. A meta, porém, é que todos os Estados brasileiros tenham acesso so serviço até o final de 2017.

O objetivo da empresa de economia mista com a operadora virtual é alcançar as classes C e D, oferecendo planos baratos e com um proposta mais simples e fácil de entender. Além disso, as 12 mil agências no País servirão como postos de atendimento, facilitando contato entre clientes e operadora.

"Há um número enorme de brasileiros que ainda não utilizam telefonia móvel", afirma o presidente dos Correios, Guilherme Campos, por meio de nota. "Queremos ser uma boa opção para esses públicos, nos valendo de nossa vasta capilaridade.”

Inicialmente, serão oferecidos apenas planos pré-pagos, chips e recargas. A partir de 2018, porém, serão iniciados os estudos para definir a viabilidade da oferta de planos pós-pagos.

A meta é faturar R$ 12,6 milhões desse ano com a venda de chips e recargas, alcançando 1 milhão de usuários no mesmo período. Segundo a previsão da empresa, as receitas devem subir progressivamente, chegando a R$ 297,6 milhões ao longo dos cinco anos de contrato, em uma base estimada de 8 milhões de linhas móveis.

Parceria. Para colocar em prática a MVNO, os Correios firmaram uma parceria com a EUTV, prestadora de Serviço Móvel Pessoal (SMP) e autorizada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Ela será a responsável pela infraestrutura de suporte às telecomunicações.

A EUTV também é uma operadora virtual – só que do tipo autorizada, que tem de investir em infraestrutura e cuida de parte das conexões dos usuários. A EUTV utiliza a rede da TIM, como é o caso de outras operadoras virtuais brasileiras, como a Porto Seguro Conecta.

Publicado em Tecnologia
X

Proteção de Conteúdo

Conteúdo protegido por direitos autorais. Para obter autorização de reprodução, envie um e-mail para [email protected]