Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Quinta, 22 Outubro 2020
Nublado

23°C

Condeúba

Nublado

Umidade: 67%

Vento: 9 km/h

Terça, 21 Novembro 2017

Os prefeitos de Piripá, Flávio Rocha, de Cordeiros, Delci Alves e de Condeúba, Silvan Baleeiro, se juntaram a prefeitos de todo o Brasil, nesta quarta-feira (22), em Brasília, para pedir ajuda do governo federal diante das dificuldades financeiras que os municípios vêm enfrentando.

Segundo a UPB, com a crise financeira, as prefeituras estão sem poder pagar décimo terceiro salário, honrar a folha de pagamento, compromissos com fornecedores e não podem investir nos municípios.

Flávio Rocha (prefeito de Piripá) e Silvan Baleeiro (Prefeito de Condeúba)

Com a maior representatividade no movimento nacional, a Bahia conta com 401 representantes. Ao todo, mais de 3 mil prefeitos se concentraram em frente ao Congresso Nacional e realizaram um ato em protesto e, às 15h, os gestores seguem até o Senado Federal.

Delcil Alves - Prefeito de Cordeiros

O presidente da União dos municípios da Bahia (UPB) e prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro, afirmou que a manifestação trata-se da maior marcha que o movimento municipalista já realizou. Ele explicou que os prefeitos exigem respeito e pede que a União olhe para os municípios da Bahia e do Brasil.

 

*As informações são do Bocão News

Publicado em Bahia

Os ex-governadores Anthony e Rosinha Garotinho foram presos na manhã desta quarta-feira (22) em mais um desdobramento da Operação Chequinho, que já havia levado à cadeia o primeiro por duas vezes. É a primeira vez que a mulher também é detida.

A investigação do Ministério Público Eleitoral do Rio apura suposta compra de votos na eleição de Campos, em 2016, por meio do programa social Cheque Cidadão. Segundo o Ministério Público, o suposto esquema teria dado prejuízo de R$ 11 milhões à prefeitura, e pelo menos 18 mil ações de compras de votos teriam sido realizadas. Há suspeita de que vinte vereadores eleitos naquele ano teriam sido beneficiados com votos do esquema.

Em nota publicada no "blog de Garotinho", o casal afirma que a ordem de prisão determina que os dois sejam levados para a cadeia pública José Frederica Marques, em que estão presos o ex-governador Sérgio Cabral e os deputados Jorge Picciani e Paulo Melo, todos do PMDB e seus rivais políticos.

Ele já havia sido preso em 16 de novembro de 2016 em razão desta investigação -um dia antes da Operação Calicute, que prendeu outro ex-governador, Sérgio Cabral. Foi solto por ordem do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Em setembro deste ano, voltou a ser preso sob alegação de usar seu programa de rádio para atacar os responsáveis pela condução de seu processo. Foi solto mais uma vez por ordem do TSE.

OUTRO LADO

Em nota, a defesa do ex-governador atribui a operação "a mais um capítulo da perseguição que [Garotinho] vem sofrendo desde que denunciou o esquema do governo Cabral na Assembleia Legislativa e as irregularidades praticadas pelo desembargador Luiz Zveiter". "Garotinho afirma ainda que nem ele e nem nenhum dos acusados cometeu crime algum", diz trecho da nota.

Publicado em Política

O presidente nacional do PR, Antonio Carlos Rodrigues, foi preso na manhã desta quarta-feira (22) em operação da Polícia Federal. A informação é do site O Antagonista.

Nesta manhã, também foram presos os ex-governadores do Rio de Janeiro Anthony e Rosinha Garotinho, ambos também do PR.

Ele é acusado de ter negociado com o PT a propina da campanha de 2014 para favorecer Dilma Rousseff.

Antonio Carlos Rodrigues foi ministro dos Transportes de Iolanda até o impeachment da presidente petista.

Publicado em Política
X

Proteção de Conteúdo

Conteúdo protegido por direitos autorais. Para obter autorização de reprodução, envie um e-mail para [email protected]