Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Sábado, 30 Maio 2020
Parcialmente Nublado

13°C

Condeúba

Parcialmente Nublado

Umidade: 95%

Vento: 7 km/h

Quinta, 06 Abril 2017

Uma carga de 1,5 tonelada de maconha foi apreendida e três homens acabaram presos em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano. A droga é avaliada em R$ 1,5 milhão. Foram presos em flagrante, Moacy de Jesus Oliveira, Elton Silva Costa e Lucas Oliveira São Paio. Conforme a ação, a operação foi realizada nesta quinta-feira (6) por uma operação conjunta entre a Força-Tarefa da Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA) e as polícias Federal e Militar, através das Companhias Independentes Cacaueira e Sudoeste.

A droga foi encontrada em um carro [Ford Ranger] com três pessoas a bordo. Ainda segundo a SSP-BA, o carro foi interceptado após perseguição policial. Com os acusados, os policiais encontraram uma arma longa calibre 12 e munições. Outros dois carros, um Astra e um Jetta, que faziam a escolta do material, conseguiram escapar do cerco. A procedência do material é investigada. “Esta é a terceira grande apreensão das policias só nos últimos 15 dias. Ações como esta ajudam a desestruturar as quadrilhas de tráfico de drogas, que financiam outros tipos de crimes”, disse o secretário da SSP, Maurício Barbosa.

Publicado em Bahia

Do Bocão News

A empreiteira Odebrecht deu um prejuízo à Petrobras de R$ 5,6 bilhões. A conta foi feita por peritos da Polícia Federal e faz parte de um laudo anexado a um dos inquéritos da Operação Lava Jato que tem entre os indiciados o empresário Marcelo Odebrecht e o ex-diretor da Petrobras Renato Duque, segundo a revista Veja.

A revista divulgou que o prejuízo causado pela empreiteira à estatal pode ser ainda maior, uma vez que o laudo não abarca todos os contratos da Odebrecht com a Petrobras. Os peritos limitaram o trabalho aos contratos com valores acima de 100 milhões de reais firmados entre 2003 e 2014. Com isso, o trabalho ficou limitado a dez licitações da construtora junto à estatal do petróleo. O trabalho também não engloba os chamados aditivos dos contratos, que aumentam os valores das obras e serviços.

Entre as 10 obras da Odebrecht que passaram pelos cálculos dos peritos estão a Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro, Comperj, e a Refinaria Presidente Getúlio Vargas, no Paraná.

Segundo a PF, os prejuízos causados pelo cartel de empreiteiras têm “efeitos devastadores” na economia do país. Há, segundo os peritos, um prejuízo direto, decorrente da apresentação de propostas com preços de obras e serviços artificialmente majorados.

“Esse superfaturamento pode ter sido transformado em lucro excessivo, pagamento de propinas, repasse a empresas do grupo cartelizado, contrato de consultorias fraudulentas e até mesmo consumido por má gestão contratual das empresas executoras dos contratos destacados, uma vez que a Petrobras pode ter deixado de contratar a empresa mais competitiva para cada obra”, aponta o laudo.

Publicado em Brasil

do Bocão News
O prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (PMDB) teve agenda em Brasília nesta quinta-feira (6) com o presidente Michel Temer e o ministro da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, para buscar apoio do governo federal no enfrentamento ao desabastecimento hídrico do município. A crise foi agravada pelo efeito da seca, motivo que fez a prefeitura decretar estado de emergência.

Também participaram do encontro os deputados federais Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) e Arthur Maia (PPS-BA) e o ex-governador da Bahia, Nilo Coelho.

“Cansamos de cancelamentos de licitações. Abrimos diálogo com a Embasa-Governo do Estado, viabilizamos recursos federais para algumas intervenções, que eles ainda não tiraram do papel. De fato, nos últimos anos, a situação de desabastecimento de água, apesar de ser nosso maior problema, foi posta em segundo plano pelo governo estadual. Tiveram 20 anos e nada fizeram”.

Imbassahy afirmou que há possibilidade de alocar recursos para a barragem do Catolé e que governo federal estuda a melhor solução. “Conjuntamente, vamos estudar também uma solução mais estruturante e de longo prazo no rio Pardo. Há a sensibilidade do presidente Temer para a questão e a determinação de resolver o problema. O que não dá mais é a população conquistense ficar sofrendo com racionamentos e sem solução alguma”, acrescentou.

Ainda em Brasília, o prefeito Herzem Gusmão também se reuniu com o ministro Gilberto Kassab.

“Saímos de um governo de discurso e pouca efetividade... deixaram um governo desorganizado, com uma estrutura financeira obsoleta, com uma estrutura administrativa cheia de vícios, com a Emurc com uma dívida de mais de R$ 30 milhões”, finalizou Herzem.

Publicado em Política

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que o ataque com mísseis contra uma base aérea da Síria, na noite desta quinta-feira (6), foi de "vital importância" para os interesses de segurança nacional dos EUA. O republicano afirmou que o seu país precisa "prevenir e evitar a propagação e o uso de armas químicas mortais". Ele afirmou que "não há contestação de que a Síria usou armas químicas proibidas", referindo-se à ofensiva que matou dezenas de pessoas no começo da semana.

Trump falou com repórteres após se encontrar com o presidente da China, Xi Jinping, na Flórida, enquanto as forças americanas lançavam cerca de 60 mísseis Tomahawk em território sírio, no primeiro ataque do governo Trump ao país. A TV estatal da Síria informou sobre o ataque, dizendo que este foi um ato de "agressão" dos EUA.

Em seu comunicado, Trump disse que espera que a paz e harmonia prevaleçam. "Deus abençoe a América e o mundo inteiro", disse o presidente americano ao encerrar seu pronunciamento.

Publicado em Mundo

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) proibiu, através da Portaria nº 421, de 5 de abril de 2017, o recolhimento do imposto sindical, previsto no art. 578 da CLT, de todos os servidores e empregados públicos municipais estaduais e federais.

A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira. A medida suspendeu os efeitos da Instrução Normativa nº 01, de 17 de fevereiro de 2017, que determinava o recolhimento do imposto, que era feito de forma anual e de uma só vez dos servidores.

Com a decisão, fica proibido o desconto pelas administrações públicas da taxa dos servidores e empregados públicos de qualquer esfera. O desconto do imposto é feito no mês de março e repassado aos sindicatos no mês de abril.

Conforme informou o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio (Sepe), que é contrário à cobrança do imposto, várias municípios do estado já fizeram o desconto indevido do imposto sindical em março, dos servidores da Educação. Por este motivo, o departamento jurídico da entidade informa que irá à Justiça para pedir a devolução dos valores para estes profissionais.

O imposto sindical sempre existiu para trabalhadores da iniciativa privada, regidos pela Consolidação das Leis Trabalho (CLT). Porém, quando a Constituição de 1988 permitiu a sindicalização dos servidores públicos, além de conceder o direito de greve, abriu-se uma brecha para a cobrança do imposto sindical para o funcionalismo público. A partir de então, diversos sindicatos pleitearam no Supremo Tribunal Federal (STF) que, em entendimento genérico, concedeu aos sindicatos o direito ao imposto, conforme explica o advogado do Sepe José Eduardo Figueiredo Braunschweiger.

— Após este entendimento do STF nasceu a Instrução Normativa que determinou o recolhimento, mas entendo que o imposto cria uma máfia sindical, que não trabalha emd efesa dos servidores — diz.

Segundo Braunschweiger, servidores de todas as esferas, que já foram descontados, podem pedir na Justiça a devolução dos valores

Publicado em Brasil

Três famílias ficaram desabrigadas neste domingo, 02, em Camacan, após a forte chuva que atingiu o município. O mal tempo deixou vários pontos de riscos e diversas solicitações de emergência. Diante do ocorrido, o deputado estadual Pedro Tavares (PMDB) pediu intervenção dos governos estadual e federal para amenizar o sofrimento dos camacanenses. “Nesse período, a atenção e assistência precisam ser redobrados.

Além da sede, distritos e povoados também registraram áreas de risco, por isso precisamos de ações céleres para que a situação não se agrave. Peço sensibilidade e ajuda das autoridades competentes para garantirmos a segurança de toda a população nesse período”, disse o deputado peemedebista.

Publicado em Bahia
X

Proteção de Conteúdo

Conteúdo protegido por direitos autorais. Para obter autorização de reprodução, envie um e-mail para [email protected]