Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Quinta, 02 Abril 2020
Parcialmente Nublado

19°C

Condeúba

Parcialmente Nublado

Umidade: 95%

Vento: 5 km/h



Condeúba: A barragem da música de Artúlio e a barragem atual. Destaque

Publicado por     |   09 Jun 2013
  |  

DSC02184A barragem de Condeúba já não é mais a mesma que figura na composição de Artúlio Reis. Sinônimo de alegria e vida, que foi, a barragem da cidade marcou gerações com a sua exuberância em tempos de cheia mas, o cenário agora só traz preocupação e tristeza.

A seca que assola o sertão nordestino é taxada como a pior dos últimos 80 anos e pode chegar a ser a pior desde quando se tem registros. Vários fatores contribuem para longos períodos de estiagem no nordeste tais como o relevo e rios de regimes temporário ou sazonais. Na maior parte dos municípios que sofrem com períodos de longa estiagem, a solução é a construção de açudes e barragens para captar e armazenar  água nos períodos chuvosos do ano.

E quando as barragens e o açudes secam? Eis então a preocupação que tira o sossego dos condeubenses. A barragem da sinais de fragilidade à seca; a EMBASA,  concessionária responsável pelo tratamento e distribuição da água, adotou regime de racionamento revezando a distribuição de água. Mais do que nunca precisa-se de uma conscientização por parte da população para o uso racional e esforços dobrados por parte dos governantes para amenizar o sofrimento e prejuizos das pessoas afetadas pela seca.

A cidade que também distribui água para outros municípios como Cordeiros, Piripá e Pres. Jânio Quadros, Guajeru, não menos diferentes em relação ao sofrimento enfrentado em Condeúba, distribui água para a zona rual em carros pipas apenas para o consumo humano, animais morrem ou são vendidos por preços muito baixos devido a falta de condições dos criadores de manterem a criação.

A união dos municpíos da região será de grande importância para buscar recursos e soluções na esfera estadual e nacional, que até então parecem esquecidos pelo governo. As fotos apresentadas nesta matéria mostra a gravidade do problema. Um bem precioso, invendável e crucial para a vida humana não pode sofrer tanto descaso.

Tomar um banho na barragem de Condeúba, ao contrádio do que a música "Banho de Barragem" diz, já não é tão bom assim, não se da mais salto mortal entre a traíra e o piau nem muito menos nada-se do lado da piaba. 

Fotos: Caique Oliveira

 

BANHO DE BARRAGEM

Artúlio Reis

TOMAR UM BANHO

LÁ NA BARRAGEM DE CONDEÚBA

ISSO É QUE É BOM

ISSO É VIVER, VIVER A VIDA

LAVAR A ALMA

LÁ NUM RIACHO DE CONDEÚBA

PARA QUEM TEM

A INOCÊNCIA QUASE PERDIDA

TAMBÉM DAR SALTO MORTAL

ENTRE A TRAÍRA E O PIAU

NADAR DO LADO DA PIABA

QUE SE PESCA COM ISCA DE FARINHA

E SE FRITA NA BANHA DE PORCO

DEPOIS SE COME TORRADINHA

FAZENDO CRAT-CRAT NO DENTE DA GENTE BIS

FAZENDO CRAT-CRAT NO DENTE

DSC02160

 DSC02161

 

 DSC02162

 DSC02164DSC02165

 

Micael B Silveira

Engenheiro de Controle e Automação, Empreendedor, Jornalista nas horas vagas e apaixonado por sua terra natal: Condeúba.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.