Imprimir esta página

Conquista: quadrilha que fraudava recebimentos de alvarás judiciais é desarticulada

Publicado por     |   17 Mai 2020
  |  
Conquista: quadrilha que fraudava recebimentos de alvarás judiciais é desarticulada
Foto: Divulgação

A delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), de Vitória da Conquista e da 10ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) prederam três estelionatários, responsáveis por um golpe envolvendo o recebimento de Recursos de Pequenos Valores (RPV), oriundos de alvarás judiciais, na última sexta-feira (15).

Segundo o titular da DRFR/Conquista, delegado Marcus Vinícius, chegou-se até o bando quando funcionários de uma agência bancária acionaram a polícia, após uma mulher tentar sacar valores, passando-se por uma pessoa que reside no estado do Piauí.

As vítimas eram escolhidas por um integrante da quadrilha que, identificando em tempo real quando e para quem os recursos eram liberados, repassava os dados cadastrais aos comparsas que foram presos.

Um dos falsários, já identificado e que está sendo procurado, aliciava pessoas para participar do golpe, oferecendo 15 por cento do valor sacado. O restante era dividido entre os demais integrantes e segundo um dos criminosos, o golpe rendia até R$ 200 mil, por semana.

O bando também falsificava documentos que seriam utilizados nos golpes. “Carteiras de identidades originais, oriundas de furto e roubo, eram apagadas quimicamente e os dados falsos reimpressos”, explicou o delegado.

O dinheiro arrecadado era lavado e enviado para diversas contas abertas em nome dos golpistas. Foram apreendidos um computador, impressora, papeis lavados quimicamente, além de comprovantes de transações de depósito, saques e transferências em valores altos, entre vários correntistas espalhados pelo Brasil.

Os criminosos presos já possuíam passagens pela polícia por homicídio e estelionato. Autuados em flagrante pelos crimes de associação criminosa, falsificação de documento público e estelionato, o trio deverá ser encaminhado ao sistema prisional. A polícia busca identificar os demais integrantes do bando.

FONTE: Bahia Notícias

Gabrielle S Valentin

Bacharelanda em Direito pela Faculdade Estácio de Sá, Consultora da UNESCO (braço da ONU voltado para a educação) e empreendedora. Gosta de escrever e desenvolver atividades ligadas ao jornalismo.

X

Proteção de Conteúdo

Conteúdo protegido por direitos autorais. Para obter autorização de reprodução, envie um e-mail para [email protected]naldecondeuba.com.br.