Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Quinta, 24 Maio 2018
19°C

Condeúba

Chuva Humidade: 89%
Vento: SE17.70 km/h


Testemunha diz que policiais estavam no Cobalt usado na execução de Marielle

Publicado por     |   10 Mai 2018
  |  

A testemunha que ligou o vereador Marcello Siciliano (PHS) do Rio e o miliciano Orlando Oliveira de Araújo ao assassinato da vereadora Marielle Franco (Psol) e do motorista Anderson Gomes, afirmou que um policial da 6ª BPM do Rio (Olaria) e um ex-PM do estado estavam no Cobalt usado na execução de Marielle. Além do PM e do ex-PM, outros passageiros do Cobalt são ligados ao miliciano Orlando, que atua na Zona Oeste e que, de acordo com a testemunha, participou da trama para matar Marielle, junto com Siciliano.

De acordo com informações do jornal O Globo, os dois homens já se envolveram em outra execução com semelhanças à de Marielle em junho de 2015 - e ela também teria ocorrido a mando de Orlando de Curicica, de acordo com o Ministério Público do Rio. A Secretaria de Segurança pediu à Justiça do Rio em 25 de abril a transferência de Orlando para um presídio de segurança máxima, mas a medida até agora não foi autorizada.

 

Micael B Silveira

Graduando em Engenharia de Controle e Automação, Jornalista amador nas horas vagas e apaixonado por sua terra natal: Condeúba.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.