Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Domingo, 19 Janeiro 2020
Muito Nublado

25°C

Condeúba

Muito Nublado

Umidade: 55%

Vento: 13 km/h

×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 42



Policiais militares ameaçam fazer "Operação Tartaruga" durante Copa das Confederações Destaque

Publicado por     |   11 Jun 2013
  |  

Os policiais militares votaram em assembleia nesta terça-feira (11) o início da "Operação Tartaruga" a partir do dia 18 de junho, protestando pelo fim da escala de ciclo/período e pedindo a regularização da gratuidade do transporte público para a categoria em todo o estado. A informação foi divulgada pela Associação dos Praças (Aspra).

"Os dois pedidos são direitos previstos em lei e devem ser acatados de imediato. A categoria decidiu que se não resolvido o problema até o dia 18, os serviços serão executados de forma mais lenta durante a Copa das Confederações", afirmou Marco Prisco, vereador e coordenador da Aspra. A "Operação Tartaruga" significa que os policiais irão diminuir suas atividades.

A legislação da categoria prevê 40 horas de trabalho semanais - e as cargas semanais, somadas, não devem ultrapassar 160 horas por mês. Atualmente, os PMs são obrigados a cumprir 180, 200 e até 220 horas a cada 30 dias, reclama a categoria. Esta escala de ciclo/período seria uma "manobra" do governo para fazer com que os PMs trabalhassem a mais sem pagar horas extras. Segundo Prisco, estes horários estão em vigor há cerca de 5 meses.

Sobre o transporte público, os PMs querem que a situação de gratuidade seja regularizada. "Pelo menos dois mil continuam tirando dinheiro do bolso para ir trabalhar. Não vamos aceitar. Ambos são direitos previstos em lei", diz em nota Prisco.

Matéria original: Correio 24h

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.