Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Terça, 17 Setembro 2019
Parcialmente Nublado

30°C

Condeúba

Parcialmente Nublado

Umidade: 25%

Vento: 11 km/h

O ex-presidente da Câmara Municipal de Piripá, no Centro Sul Baiano, David Marcelo de Almeida, de 42 anos, teve o seu veículo roubado nesta quinta-feira (11). O crime aconteceu na Rua Horizonte Azul. “Às 4 horas do presente dia a GU foi acionada pela vítima informando que havia sido roubado. A GU prontamente deslocou até o local e verificou a veridicidade do fato. E que o senhor David Marcelo de Almeida relata que ao sair de sua residência em seu veículo, um Fiat Strada PP – PKA6034 foi abordado por dois indivíduos, e que um deles portava arma de fogo, que lhe deu voz de assalto o ameaçando para que saísse do veículo e o entregasse, que os dois indivíduos subtraíram seu carro tomando destino ignorado. A GU realizou diligências nas proximidades afim de localizar os autores, mas não obteve êxito”, diz a 80ª Companhia Independente de Polícia Militar.

FONTE: Blog do Anderson

Quem gosta de bicicleta vai gostar da agenda do dia 21 de julho. É que vai acontecer em Piripá o 3º Passeio Ciclístico "Pedalando pela Vida", evento que reúne amadores, profissionais, crianças, adultos e famílias inteiras. A concentração será na quadra de esportes, às 7h, e os ciclistas ainda terão uma super aula de alongamento antes de partir para o passeio, com a equipe de fisioterapeutas da Secretaria Municipal de Saúde.

"A gente fica muito feliz, todo ano, em realizar este passeio, pois é com ações deste tipo que os praticantes do esporte podem usufruir do prazer de andar de bike, atividade que proporciona melhoria na qualidade de vida", comentou a coordenadora municipal de Meio Ambiente e idealizadora do projeto, Maria das Dores Rocha Ribeiro (Preta).

O senhor Anísio, vítima de um acidente nesse último (10), não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Anisão, como era conhecido, chegou a ser socorrido com graves ferimentos no seu membro inferior mas, perdeu muito sangue e não resistiu.

Na noite deste sábado (09), por volta das 19:30, um veículo modelo VW GOL e uma motocicleta modelo Honda Bros colidiram nas proximidades do município de Piripá, na rodovia BA-148. O motociclista seguia sentido Piripá e o condutor do automóvel trafegava sentido Condeúba nas altura das casas populares quando se chocaram.

Segundo um leitor do FRC que presenciou o momento do acidente, a colisão foi ocasionada por conta do farol alto que causou cegueira momentânea, dificultando assim o controle dos condutores dos veículos. O acidente deixou o motociclista gravemente ferido, com lesões graves em um dos membros inferiores. Ele foi socorrido e levado à unidade de Saúde de Piripá. Não há informações sobre seu quadro de saúde.

Os efeitos do período de estiagem do ano de 2018 já foram amenizados com as precipitações do mês de novembro. Embora nem todos os reservatórios do município de Piripá e Condeúba tenham atingido seus níveis máximos, já é menor a demanda de assistência por caminhões pipas na zona rural e é possível notar o verde da vegetação sertaneja, que "se alegra" com pouca chuva.

As indicações dos institutos de meteorologia é que novas chuvas caíram sobre a região. Há pelo menos 150 mm de chuvas previstas entre essa terça-feira (04) e o sábado (08), de acordo o Clima Tempo. O dia mais Deverá ser a quarta-feira (05), com previsão de 60 mm. As temperaturas devem variar entre 20º e 30º.

No dia 23 de Dezembro, o evento Piripá SunSet trará para a cidade muita agitação ao som dos sucesos da Banda Boteco das Amigas. Cia do Kuarto e Tarcísio Melo também fazem parte da grade do evento.

Os leitores do FRC terão a oportunidade de ir para a festa sem pagar a entrada. O site está realizando uma promoção no facebook que se encerra um dia antes da festa. Para participar, CLIQUE AQUI

O Tribunal de Contas dos Municípios, nesta quarta-feira (22/11), decidiu pela rejeição das contas da prefeitura de Piripá, relativas ao exercício de 2016. Entre as principais irregularidades praticadas pela gestora está a ausência de recursos em caixa para pagamento de despesas com restos a pagar, o que caracteriza descumprimento do artigo 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal, e o não pagamento de multas aplicadas pelo TCM. Diante das irregularidades, Sueli Bispo Gonçalves terá representação encaminhada ao Ministério Público da Bahia para que seja apurada a ocorrência ou não de crime contra as finanças públicas.

Os recursos deixados em caixa pela ex-prefeita não foram suficientes para o pagamentos dos restos a pagar, o que provocou um saldo negativo de R$2.097.847,26 nas contas públicas. A irregularidade foi só um dos motivos para a rejeição das contas e a denúncia ao MPBa. Além disso, a gestora não investiu o percentual mínimo de 60% dos recursos do Fundeb na remuneração dos profissionais do magistério – aplicando apenas 56,11% -, e não promoveu o recolhimento de sete multas que lhes foram aplicadas, no total de R$94.520,00.

Cabe recurso da decisão.

A vida simples na zona rural da cidade de Piripá, não impediu que um jovem casal de namorados colocasse em prática a mais perversa e repugnante natureza criminosa contra o professor Antônio Rocha Pinto, de 55 anos.

Logo após o corpo de Antônio ser queimado no interior de um carro, na estrada entre Piripá e Condeúba, a Polícia Civil localizou e prendeu em flagrante Juarez Dias do Vale, de 18 anos, apontado como autor do crime. Juarez confessou e alegou que a morte não foi planejada, sendo resultado de uma discussão com a vítima, seu ex-companheiro.

Mas, algumas peças não se encaixavam. Se eles não estavam namorando e Juarez estava em outro relacionamento, porque vítima e autor saíram juntos? Essa era uma das muitas dúvidas sobre a dinâmica do crime.

Nessa terça-feira, 07, o delegado Jõao Carlos, em Vitória da Conquista, ouviu a namorada de Juarez, a peça que faltava para fechar o quebra-cabeça. O Blitz teve acesso ao depoimento da jovem detalhando como ocorreu o crime.

Com aparência humilde, mas inemotiva, Hingridy Jardim Barbosa, de 19 anos, demonstrou o seu ímpeto macabro ao revelar ter participado do assassinato ao lado de Juarez.

De acordo com a jovem, seu namorado a contou que morava com o professor, com quem mantinha um relacionamento homoafetivo. Ela terminou o relacionamento com Juarez, mas reatou dias depois, após o caso homoafetivo ser rompido por completo. Todavia, existia uma pendência; o professor tomou a moto que tinha dado a Juarez, o qual alimentava raiva por isso, afirmou a jovem.

De ambos os envolvidos tiveram ameaças, mas o pior ainda estava por vir.

Segundo depoimento de Hingridy, seu namorado a convidou matar Antônio. Ela aceitou prontamente, mesmo sem saber qual método utilizaria para matar o professor, declarou no depoimento.

No dia 30 de outubro, o casal deu início ao plano para assassinar Antônio. Juarez orientou Hingridy a entrar pelas portas dos fundos da casa do professor. Ela ficou escondida no porta malas do carro. Minutos depois, Juarez e a vítima entraram no veículo, passaram num posto de combustível para abastecer e começaram a beber, ainda dentro do carro. A todo tempo Juarez incentivando o professor a beber.

Algum tempo depois, o veículo parou em um terreno já afastado da cidade. Hingridy revelou que ouviu Juarez e Antônio discutirem por causa da moto. O professor afirmava que só devolveria o veículo caso eles reatassem o relacionamento. As vozes de Antônio e Juarez foram se distanciando, até que Hingridy não ouviu mais nada.

Se passaram 15 minutos aproximados, Juarez – completamente nú – retorna e retira Hingrid do porta malas. Juarez leva a jovem até o professor, que estava nú e amarrado, então ela percebeu que eles mantiveram relação sexual.

Juarez obrigou o professor a pedir perdão a garota e a dizer que o devolveria a motocicleta.

A partir desse momento, Hingridy participa efetivamente da execução. O casal leva o professor para o interior do veículo e segue até outro terreno – no percurso Antônio perguntava o que fariam com ele e Juarez o “mandou calar a boca”, disse Hingridy. O casal retira a vítima do carro e a ordena que deite de lado. Juarez pega uma barra de ferro e desfere dois golpes na cabeça do professor, que morreu no local, afirmou a jovem.

O casal pega o corpo de Antônio – Juarez pelos braços e Hingridy pelas penas – e coloca de volta no carro. Eles vão até a estrada que liga Piripá a Condeúba, estacionam o carro, desembarcaram e seguem a pé até a casa da vítima. Lá Juarez pega uma garrafa plástica cheia de gasolina e o casal retorna ao local onde deixou o carro.

Eles finalizam o “ritual” macabro, espalhando combustível no carro e ateando fogo.

O carro fica destruído e o corpo do professor é carbonizado. O casal segue para casa da mãe de Juarez, onde dorme. No dia seguinte, cada um vai para o seu trabalho.

O veículo e o corpo do professor foram encontrados na manhã do dia 02. Horas depois, Juarez é preso. Ele confessa o crime, mas não conta que tudo fez parte de um plano sórdido, conforme revelado pela sua companheira.

Juarez foi preso em flagrante e permanece preso no Conjunto Penal de Vitória da Conquista. Hingrid, mesmo confessando o crime, está fora do flagrante. Agora, o delegado deve pedir sua prisão preventiva. Enquanto isso, a humilde jovem da zona rural de Piripá permanece em liberdade.

*As informações são do site Blitz Conquista