Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Segunda, 10 Dezembro 2018
18°C

Condeúba

Nublado Humidade: 98%
Vento: ESE12.87 km/h


Lavrador e filho são mortos e queimados na zona rural de Brumado; polícia suspeita de latrocínio

Publicado por     |   05 Abr 2017
  |  
Lavrador e filho são mortos e queimados na zona rural de Brumado; polícia suspeita de latrocínio
Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias

O lavrador aposentado Adão de Souza Lobo, de 75 anos, e o filho, Paulo Sérgio de Souza Lobo, de 37 anos, foram encontrados mortos com os corpos queimados na casa onde moravam, na comunidade rural da Penha, que margeia o Rio do Antônio, em Brumado.

Um filho do lavrador que preferiu não se identificar disse ao site Brumado Notícias que a família já havia sido vítima de vários assaltos. “Ano passado, logo depois que meu pai adquiriu uma televisão nova, os bandidos vieram aqui e o agrediram durante um assalto.

Agora, a agressão terminou em morte”, contou. A primeira suspeita da polícia é de que os homens foram vítimas de um latrocínio (roubo seguido de morte), levando em consideração que os autores do crime primeiro destelharam uma parte da casa para invadir o local.

Outra hipótese é de que pai e filho tenham resistido à ação dos marginais. Um aparelho de rádio foi encontrado do lado de fora da casa, o que reforça a hipótese de latrocínio. Vizinhos disseram que os bandidos haviam tentado roubar uma residência próxima, mas, como não conseguiram, partiram para casa do idoso.

Pai e filho moravam sozinhos na propriedade, onde criavam algumas cabeças de gado leiteiro e mantinham uma plantação de palma. Com as chuvas da última semana, os policiais tiveram dificuldades para acessar a casa. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Brumado para serem periciados.

Fonte: Brumado Notícias

Micael B Silveira

Engenheiro de Controle e Automação, Empreendedor, Jornalista nas horas vagas e apaixonado por sua terra natal: Condeúba.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.