Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Sexta, 21 Setembro 2018
21°C

Condeúba

Parcialmente nublado Humidade: 65%
Vento: ENE17.70 km/h
Micael B Silveira

Micael B Silveira

Graduando em Engenharia de Controle e Automação, Jornalista amador nas horas vagas e apaixonado por sua terra natal: Condeúba.

A Polícia Federal deflagrou mais uma fase da Operação Lava Jato, em Salvador, na manhã desta terça-feira (11).

Batizada de "Piloto", a 53ª etapa da Lava Jato cumpre 36 mandados judiciais em Salvador (BA), São Paulo (SP), Lupianópolis (PR) Colombo (PR) e Curitiba (PR).

O ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) e sua esposa, Fernanda Richa, e Deonlison Roldo, que é ex-chefe de gabinete do ex-governador, foram presos durante a operação, em Curitiba. Richa é candidato ao Senado.

As três prisões são temporárias, com validade de cinco dias. Os mandados de prisão foram cumpridos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

De acordo com a Polícia Federal (PF), o objetivo da investigação é a apuração de suposto pagamento milionário de vantagem indevida no ano de 2014, pelo Setor de Operações Estruturadas do Grupo Odebrecht.

Morreu no início da madrugada dessa terça-feira (11), por volta das aos 00h30m em Condeúba, o garoto Ryan Guilherme Sampaio Ramos, que tinha apenas 6 anos de idade. Ryan era filho do vereador Adailton Vieira (PCdoB) e era portador de AME Tipo 1 (Atrofia Muscular Espinhal). Segundo informações de familiares, a causa da morte foi uma parada cardíaca.

Os pais Adailton e Rosivani vinham travando uma luta para oferecer o tratamento para Ryan e também para o seu irmão, Renan Gabriel (09 anos), que é portador da mesma atrofia, porém em grau 2. Os medicamentos e os procedimentos para o tratamento são de alto custo. A família recebia apoio dos governos e de pessoas que se comoviam diante do sofrimento da família e fazia doações.

O velório acontecerá na residência da família, na Rua Princesa Isabel, no Bairro Divino Espírito Santo e o seu sepultamento foi anunciado para as  17h no Cemitério Municipal de Condeúba.

O FRC deixa as suas condolências a todos os familiares e amigos.

 

O prefeito Silvan Baleeiro esteve em Salvador na última Sexta-Feira (31) para acompanhar a assinatura da Ordem de Serviço para execução do obra que vai transformar o antigo campo de aviação do município em uma avenida. O prefeito estava acompanhado do secretário de obras do município, Dinailde Nascimento.

Segundo o prefeito "...essa obra foi um pleito da nossa gestão ao governo do estado e tem uma grande relevância para o município, tendo em vista que vai trazer mais dignidade para os moradores do bairro Divino Espírito Santo, que antes ficava dividido do centro da cidade por uma grande extensão de terra. A urbanização do antigo campo de aviação vai deixar a cidade muito mais bonita e também diminuir substancialmente a quantidade de terra que desce para o centro da cidade com as enxurradas em períodos de chuva. Essa é uma das grandes obras que nossa gestão pretende apresentar até o final do governo."

A previsão é que em 60 dias a primeira etapa já esteja finalizada. A obra vai contemplar pavimentação asfáltica, iluminação e urbanização da área.

O fundador da rede de farmácias Pague Menos, Deusmar Queirós, foi preso no sábado (8) sob acusação de crime contra o sistema financeiro nacional. Segundo o Folhapress, o empresário se apresentou à Polícia Federal cumprindo ordem da juíza da 12ª Vara da Justiça Federal do Ceará, Cíntia Brunetta.

O empresário foi encaminhado para unidade prisional Irmã Imelda, em Aquiraz, na região metropolitana de Fortaleza.

Em 2012, o empresário foi condenado em primeira instância e confirmado em segunda instância em 2013 a uma pena 9 anos e dois meses de prisão e pagamento de multa de 2.500 salários mínimos. O Ministério Público Federal requereu o início do cumprimento da pena e foi deferido pelo ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça.

Ainda de acordo com a publicação, Deusmar foi denunciado pela Procuradoria da República no Ceará por crime contra o sistema financeiro por meio da Renda Corretora de Valores, empresa de sua propriedade. Segundo a denúncia, a empresa atuou no mercado de valores mobiliários sem registro junto à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) entre os anos de 2001 e 2006.

Em nota enviada ao Folhapress, a defesa do empresário afirmou que a ação ainda está em curso e a condenação não é definitiva: “A defesa continua acreditando na Justiça e na sua absolvição”.

Ja a rede de farmácia Pague Menos informou que o processo não tem relação com a rede e que a decisão judicial não afeta as operações da empresa. Afirmou ainda que todas as informações sobre o processo foram prestadas de maneira "transparente pela empresa".

Morreu neste domingo (9), aos 49 anos, o cantor Mr. Catra. Ele estava internado no Hospital do Coração, em São Paulo, devido a um câncer gástrico.

A informação foi confirmada em comunicado enviado à imprensa pela assessoria do funkeiro. "É com enorme pesar que comunicamos o falecimento do amigo e cliente, Wagner Domingues Costa, o Mr Catra, que nos deixou na tarde deste domingo, 09, em decorrência de um câncer gástrico. O cantor e compositor estava internado no hospital do Coração (HCor), em São Paulo, e já vinha lutando contra a doença. A informação foi dada a família pelo cirurgião oncológico, Dr. Ricardo Motta, por volta das 15h20 da tarde", diz a nota.

A doença foi descoberta no início do ano passado. Devido ao intenso tratamento e a uma dieta restrita, Catra surpreendeu os fãs ao aparecer 35 kg mais magro. Recentemente, ele precisou tratar também uma pancreatite. O funkeiro estava morando em São Paulo e ia ao hospital uma vez por semana para realizar sessões de quimioterapia. Mr. Catra deixa três mulheres, 32 filhos e quatro netos.

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) aparece com 30% das intenções de voto em pesquisa FSB/BTG Pactual divulgada nesta segunda-feira (10). O levantamento foi o primeiro realizado depois do ataque sofrido por Bolsonaro na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais.

 Na segunda posição aparece Ciro Gomes (PDT), com 12% das intenções de voto. Em seguida, três candidatos registraram 8%: Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede) e Fernando Haddad (PT). João Amoêdo (Novo) e Alvaro Dias (Podemos) tiveram 3%.

Os eleitores de Bolsonaro são os que têm mais certeza do seu voto. Para 78% deles, a decisão é definitiva. Nesse quesito, Haddad (68%) aparece em segundo lugar, seguido por Alvaro Dias (62%), Amoêdo (59%), Ciro (58%), Alckmin (49%), Boulos (40%), Marina (37%) e Meirelles (24%).

O levantamento foi realizado entre os dias 8 e 9 de setembro com 2000 eleitores e a margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Ela foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TRE) com o número BR-01522/2018.

*do Bahia Notícias

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, lidera a corrida pelo Palácio do Planalto com 22% das intenções de voto, segundo pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (5). O levantamento não considera o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que teve a candidatura negada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na segunda posição, Marina Silva (Rede) e Ciro Gomes (PDT) aparecem empatados com 12%. Na comparação com a última pesquisa Ibope, Ciro subiu três pontos, enquanto Marina permaneceu com a mesma porcentagem. Geraldo Alckmin (PSDB) passou de 7% para 9% e ocupa a terceira posição no levantamento. Este levantamento foi o primeiro do Ibope após a decisão do TSE de barrar a candidatura de Lula. Fernando Haddad (PT), provável substituto do ex-presidente na disputa, passou de 4% para 6%. Em seguida, aparecem Álvaro Dias (Podemos) e João Amoêdo (Novo) com 3%, e Henrique Meirelles (MDB) com 2%. A porcentagem do eleitorado disposta a votar em branco ou nulo passou de 29% para 21%. Entre os indecisos, o índice passou de 9% para 7%. A pesquisa foi feita com 2.002 eleitores, em 142 municípios, entre os dias 1º e 3 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento está registro no TSE: BR?05003/2018.

A Polícia Federal concluiu inquérito sobre supostos repasses ilícitos da Odebrecht ao MDB e concluiu que o presidente Michel Temer recebeu da empreiteira propinas de ao menos R$ 1,43 milhão por meio de intermediários.

Em relatório sobre o caso, o delegado Thiago Machado Delabary sustenta que há indícios de que o emedebista praticou os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O documento foi enviado nesta quarta (5) ao STF (Supremo Tribunal Federal). Com base nas provas apresentadas, a PGR (Procuradoria-Geral da República) decidirá se denuncia o presidente pela terceira vez.

Além de Temer, a PF também viu elementos de que dois de seus ministros -Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Minas e Energia)- foram corrompidos.

O inquérito foi aberto após delatores da Odebrecht relatarem que, num jantar no Palácio do Jaburu, acertaram com Temer e aliados o repasse ilícito de R$ 10 milhões em recursos em 2014.

O relatório também implica outros investigados, como o candidato do MDB ao governo de São Paulo Paulo Skaf.

A defesa do presidente Michel Temer informou que até às 20h desta quarta-feira (5) não havia tomado conhecimento do conteúdo do relatório da PF e, por isso, preferiu não se manifestar. A defesa disse ainda que é preciso aguardar uma manifestação do Ministério Público Federal, que pode ou não concordar com a conclusão da PF e até mesmo sugerir o arquivamento do caso.

A reportagem ainda não localizou os demais citados no relatório.