Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Sexta, 30 Outubro 2020
Muito Nublado

21°C

Condeúba

Muito Nublado

Umidade: 85%

Vento: 10 km/h

Terça, 25 Novembro 2014

O carro do vereador Lindoval Muniz (PP), de Jaguaquara, no centro-sul baiano, foi incendiado na noite desta terça-feira (25). O automóvel de marca Ford Belina teve o seu fim na margem da BR-420, entre o Distrito de Stela Dubois (BR-116) e a sede do município de Jaguaquara.

A causa do acontecimento foi supostamente um defeito mecânico, mas o vereador não descarta a possibilidade de um crime de motivação política. Segundo o Blog Marcos Frahm, o vereador retornava de Jequié na tarde do mesmo dia, para onde teria levado pessoas com problemas de saúde para atendimento médico, quando o veículo apresentou um defeito mecânico. O edil chegou a estacionar o carro no acostamento e seguiu para Jaguaquara de carona.

Quando retornou pela noite para pegar novamente o veículo, o viu em chamas. ‘’Eu fui pra casa depois que o carro deu defeito e esperei o meu irmão chegar da zona rural para a gente puxar o carro, mas quando estávamos de longe já dava para perceber o fogo, que queimou tudo’’, disse o vereador. Ele acredita que as chamas podem ter sido originadas de ação feita por desafetos. ‘’Isso foi vingança política contra a minha pessoa. O carro ficou parado a tarde e perceberam que era do vereador.

Adesivos dos deputados que apoiei também indicavam que o carro era meu e fizeram isso. O carro era velho, mas estava em bom estado e servia para o meu trabalho social, de prestar serviço as pessoas que me procuram, eu iria sempre com ele a Jequié levar pacientes’’, afirmou Muniz ao Blog. 

Com informações do BN e Blog do Marcos Frahm

 

 

Publicado em Brasil

Uma emenda que estabelece que todo ex-governador baiano que tenha ficado quatro anos consecutivos ou cinco intercalados terá direito a pensão vitalícia foi aprovada por unanimidade durante Assembleia Legislativa. O valor da pensão será o mesmo da remuneração que os ex-governadores recebiam durante o mandato. Diante da decisão, o governador Jaques Wagner (PT), que deixará o cargo em 2015, continuará a ganhar R$ 19,3 mil por mês. O deputado Carlos Geilson (PTN) criticou a proposta alegando que a pensão seria a “aposentadoria de Wagner”. O presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo (PDT), explicou que o benefício é retroativo. Além disso, caso o ex-governador beneficiado morra, sua esposa passa a receber o valor conforme determina a constituição.

Publicado em Bahia
X

Proteção de Conteúdo

Conteúdo protegido por direitos autorais. Para obter autorização de reprodução, envie um e-mail para [email protected]