Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Sexta, 30 Outubro 2020
Nublado

20°C

Condeúba

Nublado

Umidade: 95%

Vento: 10 km/h

Terça, 12 Setembro 2017

Um motociclista de 39 anos morreu na noite de segunda-feira (11), no trecho da BR-116, na cidade de Jequié. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, ele bateu de frente com um caminhão e morreu no local.

Ainda segundo informaçõesda polícia, a suspeita é de que, antes do acidente, o motociclista teria tentado fazer uma ultrapassagem proibida e invadiu a pista contrária, batendo com o caminhão.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica (DPT). Já o motorista do caminhão não teve ferimentos.

Publicado em Bahia

Cumprindo agenda em Salvador nesta segunda-feira (11) o prefeito Silvan Baleeiro, em companhia da deputada Ângela Souza e do deputado Paulo Magalhães, esteve reunido com o governador Rui Costa onde apresentou demandas para o município de Condeúba.

Na audiência foram apresentadas solicitações na área da saúde, em especial na aquisição de equipamentos para o Hospital Municipal de Condeúba, e infraestrutura, onde o governador se comprometeu em atendê-las e que serão anunciadas em breve, demonstrando a preocupação do Governo Municipal em trazer melhorias para a população condeubense.

Silvan também se reuniu com o Secretário Estadual de Educação, Walter Pinheiro, onde marcaram audiências que irão tratar de questões relacionadas à área da educação do município. Dente estas questões estão as relativas aos anexos das escolas estaduais que hoje sofrem com a falta de professores e que são mantidas pelo município.

Ainda em Salvador Silvan Baleeiro esteve na CAR e na CONDER onde tratou de questões relacionadas ao adiantamento de projetos para construção de barragens para Condeúba.

Publicado em Condeúba
A Polícia Federal (PF) acredita que o gabinete do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, tinha conhecimento de que o ex-procurador Marcello Miller trabalhava para a JBS, e também tinha consciência que Miller vinha atuando "de forma indireta" no acordo de colaboração premiada firmado pela empresa. Os policiais encarregados da investigação afirmam que as evidências apontam sobre o uso de informações privilegiadas pelos irmãos Joesley e Wesley Batista. De acordo com a PF, o ex-procurador era integrante de um grupo de whatsapp com os irmãos Batista e diretores da JBS. As trocas de mensagens no aplicativo mostram Miller dando orientações aos irmãos Batista quanto à melhor maneira de proceder nas tratativas com o gabinete do procurador-geral da República para fechar o acordo de delação.
Publicado em Jurídica
X

Proteção de Conteúdo

Conteúdo protegido por direitos autorais. Para obter autorização de reprodução, envie um e-mail para [email protected]