Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Quinta, 02 Abril 2020
Muito Nublado

20°C

Condeúba

Muito Nublado

Umidade: 95%

Vento: 5 km/h

Terça, 18 Fevereiro 2020

A agenda política do grupo de oposição na cidade de Condeúba foi movimentada nessa semana que antecede ao carnaval. A possibilidade de retirada da candidatura do Ex Prefeito Guto (liderança da oposição que obteve o maior números de votos em um pleito) trazida em primeira mão pelo Folha Regional de Condeúba está perto de se confirmar, após uma série de reuniões para definição dos pré-candidatos a vice e a prefeito que representarão o grupo.

Mesmo ainda tendo um grande apoio popular, a rejeição interna ao nome de Guto no grupo político cresceu e fez com que surgisse tanto a possibilidade de uma terceira chapa, como a possibilidade de membros da oposição fazerem uma composição com o pré-candidato da situação, Odílio Silveira. Com o receio de enfraquecer ainda mais a oposição, o ex prefeito Guto se viu sem forças para manter a unidade do grupo, foi voto vencido e foi convencido de que sua candidatura poderia dificultar ainda mais a disputa que se dará no pleito desse ano de 2020.

As conversas entre membros da oposição e o líder político Odílio chegaram a avançar e Silvano até participou por um tempo de um grupo de WhatsApp denominado "Somos Odílio" mas, durante o início da noite dessa quarta-feira (19), o vereador justificou que não poderia mais fazer parte do grupo em decorrência de um outro compromisso já firmado e se despediu. Há uma possibilidade de que esse compromisso seja a participação na chapa da oposição.

Com a desistência da candidatura, Guto provavelmente encerrá a sua carreira política. Além dos interesses do próprio Silvano Santos em encabeçar uma chapa futura na majoritária pelo grupo de oposição, o grupo também apresenta nomes como Maurilo Guilherme que chegou a lançar pré-candidatura e tem interesses em sentar na cadeira máxima do executivo municipal. Essas hipóteses tornam remota uma possibilidade de retorno de Guto para a liderança do grupo em processos futuros.

 

Publicado em Política

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) vai analisar nesta quarta-feira (19) um recurso que questiona as prisões preventivas de seis dos investigados pela Operação Faroeste, que apura o envolvimento de desembargadores do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) em um esquema de venda de sentenças no oeste do Estado.

Estão presos a ex-presidente do tribunal, Maria do Socorro Barreto Santiago, o genro da magistrada Márcio Duarte Miranda, o juiz Sérgio Humberto de Quadros Sampaio, o servidor do tribunal Antônio Roque do Nascimento Neves e os supostos mentores do esquema, o casal Adailton Maturino dos Santos e Geciane Souza Maturino dos Santos. O grupo responde pela prática dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

FONTE: Bahia Notícias

Publicado em Bahia
Quarta, 19 Fevereiro 2020 13:25

Brasil: Mega-Sena sorteia R$ 170 milhões

Acumulada há 14 concursos, a Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira (19) prêmio estimado em R$ 170 milhões. O sorteio das seis dezenas do concurso 2.235 será realizado a partir das 20 horas (horário de Brasília) no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. O sorteio é aberto ao público, que pode acompanhar também pelo Facebook e canal Caixa no Youtube. De acordo com a Caixa, o valor do prêmio, caso aplicado na poupança, poderia render aproximadamente R$ 440 mil por mês. “O concurso 2.235 tem premiação maior por ter final 5. Concursos da Mega-Sena com final 0 e 5 têm premiações mais atrativas, porque parte da arrecadação de outros concursos é reservada a eles”. As apostas podem ser feitas até as 19 horas (horário de Brasília) em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa, em todo o país. A cartela, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

FONTE: Agência Brasil

Publicado em Brasil

O deputado estadual Pedro Tavares (DEM), apresentou o projeto de lei nº 23.736/2020, que determina aos hospitais, clínicas e laboratórios a afixarem, em locais de fácil visualização, cartazes contendo informações sobre o artigo 66 da lei de contravenções. Conforme a lei, os profissionais de saúde cometem contravenção penal, quando não comunicam às autoridades competentes, os casos de estupro e assédio sexual.

“É necessário que os profissionais de saúde tenham conhecimento desta obrigatoriedade e sejam estimulados a cumpri-la, quando possível, para que não venham a incorrer em contravenção penal e desobediência ao seu respectivo Código de Ética Profissional”, justifica Tavares.

O parlamentar lembra que muitas vítimas de crimes sexuais não informam às autoridades, por receio de retaliação ou por estarem sob ameaças ou envolvidas em uma relação abusiva. Pela proposta, os hospitais, clínicas e laboratórios terão prazo de 180 dias, a contar da data da publicação da lei, para se adaptarem às exigências nela contidas.
Na Assembleia, o deputado já aprovou o projeto de lei que dispõe sobre medidas de prevenção e combate ao abuso sexual contra mulheres nos meios de transporte coletivo do Estado da Bahia. De sua autoria foi aprovada também a lei que determina a divulgação do Disque 180, sobre os serviços que integram a rede nacional de enfrentamento à violência contra a mulher.

Publicado em Bahia