Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Domingo, 19 Janeiro 2020
Muito Ensolarado

27°C

Condeúba

Muito Ensolarado

Umidade: 47%

Vento: 10 km/h

Duas mulheres foram presas suspeitas de provocar a morte de um irmão delas depois de desligar os aparelhos que mantinham o homem vivo no Hospital Regional de Guanabi Doutor Juca Barros, no Sudoeste da Bahia. De acordo com o Boletim de Ocorrência, as suspeitas teriam contado em depoimento que agiram após receber uma mensagem de Deus em uma oração. O caso ocorreu na sexta-feira (25). A vítima foi identificada como Almiro Pereira Neves, de 43 anos, e as irmãs são Zelita Pereira Neves, de 32 anos, e Marliete Pereira Neves, de 41 anos. Segundo o BO, as duas mulheres invadiram a enfermaria para cometer o crime e só foram vistas depois que tinham desligado os aparelhos. Elas foram detidas ainda no hospital pela Polícia Militar. Após a abordagem policial, as suspeitas e um outro irmão, que também estava no hospital, foram levados para a delegacia da cidade, mas só Marliete e Zelita permanecem presas. Ainda conforme a ocorrência, um pastor de uma igreja evangélica que teria participado da oração e foi apontado pelas suspeitas em depoimento é procurado. O caso está sob investigação da Polícia Civil. O corpo de Almiro Pereira foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT).

FONTE: G1

A crise política, administrativa e financeira na prefeitura de Caetité, a 100 km de Brumado, ganhou novos contornos nesta sexta-feira (25). Segundo informações, o prefeito Aldo Ricardo Cardoso Gondim (PSB), demitiu todos os dez secretários de governo. Até o momento, todas as pastas do município estão sem titular, o que deve afetar os serviços prestados à população local.

De acordo com uma fonte ouvida, Gondim não conseguiu convencer a sua base aliada, principalmente os vereadores, e teve que demitir os secretários para fazer uma ampla reforma administrativa. Um vereador situacionista revelou que o município vem atravessando uma forte crise financeira, o que segundo ele, se deve a má gestão do socialista. A prefeitura está com dificuldades para pagar a folha, bem como os seus fornecedores.

Uma liderança caetiteense afirmou que governo possui cerca de 1200 servidores contratos, além de concursados e cargos de comissão. Os exonerados foram: Cleômenes Silveira Junqueira Júnior (Secretário Municipal de Administração, Planejamento e Finanças); Cynthia Lopes Abreu Marques (Secretária Municipal de Saúde); Herbert de Carvalho Castro (Secretário Municipal de Relações Institucionais); Iamara Junqueira Sousa Carvalho (Secretária Municipal de Educação); Italva Nery Rodrigues da Cunha das Mercês (Secretária Municipal de Meio Ambiente e Limpeza Pública); Jaquele Fraga Teixeira (Secretária Municipal de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo); Mara Rebouças Almeida de Azevedo (Secretária Municipal de Desenvolvimento Social); Nilo Joaquim de Azevedo (Secretário Municipal de Recursos Hídricos); Rodrigo Júnior Lima Gondim (Secretário Municipal de Serviços Públicos); Rosival de Almeida Silva (Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico).

FONTE: Sertão em Dia

A Defesa Civil da Bahia encaminhou kits com Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os municípios baianos afetados pelo petróleo no litoral. De acordo com o superintende adjunto da Sudec, Vitor Gantois, foram entregues um total de 9,5 mil itens, que vão desde EPIs até ferramentas, como pás, carrinho de mão, balde, espátula e etc.

“É importante alertar as pessoas para que sigam as instruções de manuseio dos equipamentos para recolher o óleo e que, preferencialmente, entrem em contato com as autoridades locais ou com os Bombeiros, Inema ou Defesa Civil. Estes materiais também fora entregues para os voluntários, por exemplo, da Fundação Doutor Jesus e dos Capelães. Além disso, também doamos os EPIs aos Bombeiros Militares”, sinalizou Gantois.

A Defesa Civil informou que até o momento 18 municípios baianos foram afetados pelo óleo: Jandaíra, Conde, Esplanada, Entre Rios, Mata de São João, Camaçari, Lauro de Freitas, Salvador, Vera Cruz, Itaparica, Itacaré, Cairu, Uruçuca, Canavieiras, Ilhéus, Igrapiúna, Ituberá e Maraú.

FONTE: Bahia Notícias

O presidente da Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento e Turismo da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Pedro Tavares (DEM), conclama a união dos poderes e da sociedade a fim de conter os prejuízos ambientais e econômicos, após o desastre das manchas de óleo, nos cartões-postais naturais do estado. O dirigente do colegiado demonstrou preocupação com o impacto negativo para o turismo ao lembrar que o litoral é um dos principais atrativos para os visitantes. Já são oito localidades atingidas na capital e 33 no estado.

“É preciso que haja a união de todas as autoridades do estado, órgãos e a sociedade civil com o objetivo de aplacar as consequências dessa grave contaminação, nas praias. Nesse momento está em jogo não só a questão ambiental, com a destruição dos mangues e das espécies marinhas, entre outros problemas, mas também o turismo, o setor de serviços e por consequência a economia baiana”, lamentou, apelando que haja um entendimento de todos, independente de questões políticas ou partidárias para que o incidente seja solucionado e suas implicações mitigadas.

Uma burocracia a menos. Fazer a reimpressão da carteira de identidade, a partir de agora, ficará mais fácil e rápido. Através do aplicativo ou do portal SAC Digital será possível solicitar ao Instituto de Identificação Pedro Mello a emissão de um novo documento e resgatá-lo em um dos postos SAC cadastrados de Salvador, no prazo máximo de cinco dias úteis.

A novidade recebeu o nome de RG Expresso e foi divulgado nesta terça-feira (22) pela Secretaria da Segurança Pública. É uma parceria do Departamento de Polícia Técnica (DPT) com a Secretaria de Administração do Estado (Saeb).

Ao de fazer o pedido online, o cidadão deve informar o posto SAC de preferência para retirada do documento. Inicialmente, o serviço está disponível apenas nos postos dos Shoppings Barra, Bela Vista, Salvador, da Bahia e Paralela, além de Pernambués e Liberdade. Depois, é preciso emitir e pagar o Documento de Arrecadação Estadual (DAE) no valor de R$ 37,77 e comparecer ao SAC escolhido na data prevista no protocolo.

FONTE: CORREIO

O deputado estadual Pedro Tavares(DEM), prestigiou no último sábado, a IV Copa Marcha de Amargosa, evento do calendário de festas do município e que contribui com a economia local. O parlamentar destacou a importância da Copa Marcha, modalidade que tem crescido no estado e ressaltou a satisfação ao reencontrar os amigos da cidade.

“Foi uma alegria voltar ao Vale do Jiquiriçá, lugar onde fiz grande amigos e que tenho a honra de representar no Parlamento Estadual”, afirmou.

Tavares esteve no evento ao lado dos amigos, prefeito de Governador Mangabeira, Marcelo Pedreira, prefeito de Mutuípe, Digão e o prefeito de Ubaíra, Fred Andrade, além do vereador de Cabaceiras do Paraguassu, Capim e do ex-prefeito de Iaçu, Nixon.

Duzentos quilos de maconha foram apreendidos após uma perseguição policial, em um trecho da BR-116, na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, na noite do domingo (20).

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a droga estava escondida sobre o assoalho, bancos e porta-malas de um carro. O motorista, que ultrapassou uma ação de fiscalização, conseguiu fugir.

Segundo a PRF, o homem foi acompanhado por cerca de 2 km até parar o veículo no acostamento da rodovia e correr para um matagal.

Após a ação, a maconha e o entorpecente foram encaminhados para a delegacia da cidade. Buscas estão sendo realizadas na região, na tentativa de localizar o suspeito.

FONTE: G1

O presidente da Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Pedro Tavares (DEM), condenou os valores das passagens aéreas para Ilhéus ao tentar viajar com destino ao município, no último final de semana. Segundo Tavares, os preços dos bilhetes são um verdadeiro assalto ao bolso dos consumidores e podem prejudicar o turismo de Ilhéus e região, já que os custos afastam os visitantes.

O parlamentar relatou que viajaria com destino a Ilhéus entre a sexta-feira e o último sábado, mas desistiu diante do valor cobrado para o trecho. “Como pode o consumidor pagar R$3 mil de ida e volta no trecho Salvador-Ilhéus, o mesmo valor para Miami (EUA)? Isso é um escárnio, um absurdo contra o consumidor”, condenou.

Segundo Tavares, é preciso que haja alternativas contra o problema. O deputado lembrou a audiência pública que foi realizada na Assembleia Legislativa da Bahia com o intuito de debater a questão. “Infelizmente a situação permanece, o que pode impactar no turismo e na economia da cidade e de toda a região. Essa preocupação tem aumentado com a proximidade da alta estação, o verão. Mas nós não descansaremos na denúncia e cobrança por soluções”, afirmou.