Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Domingo, 12 Julho 2020
Muito Ensolarado

26°C

Condeúba

Muito Ensolarado

Umidade: 40%

Vento: 10 km/h

Domingo, 15 Janeiro 2017

Após denúncia feita por um morador, o prefeito de Belo Campo, José Henrique Silva Tigre (PSD), conhecido popularmente como Quinho, é investigado pelo Ministério Público de Vitória da Conquista, que apura a prática de crime ambiental cometida pelo gestor.

O caso denunciado, que tem preocupado a população, é de que o prefeito tenha mandando iniciar o corte indevido de árvores centenárias nas praças Napoleão Ferraz e João Ferreira, situadas no município de Belo Campo, região Sudoeste da Bahia.

Tendo conhecimento do caso, o Ministério Público (MP) expediu um documento determinando que a derrubada das árvores fosse suspendida de forma imediata. Solicitou ainda que a prefeitura do município apresente os laudos que justificam e autorizam os cortes irregulares das árvores.

Caso a decisão do MP não seja acatada, o prefeito responderá por crime de desobediência.

Publicado em Belo Campo

A população criminosa ligada à facção Primeiro Comando da Capital (PCC) já chega a 64% em todo o país. O crescimento dos "afiliados" para além de São Paulo é mostrada em dados do Ministério Público do estado, segundo o qual em outubro de 2014 havia 10 mil criminosos vinculados à facção fora do estado (26%), quando atualmente o número chega a 21,5 mil, ou 64%.

Em relação à população carcerária, o PCC já "batizou" 607 mil pessoas, 3,5% dos presos, o equivalente ao número total de funcionários da Volkswagen no Brasil, segundo a Folha. Uma das explicações para a expansão da facção pelo Brasil é a transferência de presos perigosos do grupo para outros estados.

Em 1998, numa tentativa de desarticular o movimento que ganhava força nos presídios paulistas, o Estado transferiu os "cabeças" para o Paraná, entre eles José Márcio Felício (o Geleião) e César Augusto Roris da Silva (o Cesinha).

Ambos incentivaram a criação do Primeiro Comando do Paraná, que mostrou sua face com três rebeliões. A circulação de Marcola, o principal chefe da facção, por várias unidades prisionais pode ter influenciado também. O líder do PCC esteve no Rio Grande do Sul, no Distrito Federal, em Goiás e Minas Gerais, disseminando a cartilha da facção.

Publicado em Brasil

BN
Na noite do último sábado (14), uma grande confusão foi registrada no município de Maetinga, no sudoeste baiano, após abordagem policial ao vereador e presidente do legislativo municipal, Francisco Ribeiro Lima Júnior (PDT), o Chicãozinho.

Segundo ocorrência registrada na delegacia de Brumado, em ronda, uma guarnição da Polícia Militar abordou o parlamentar, pois o mesmo fazia uso de som automotivo em volume acima do permitido. Os policiais pediram que o vereador abaixasse o volume, o que foi atendido. Todavia, assim que a viatura se afastou, o som foi novamente aumentado.

O fato teria ocorrido duas vezes. Na terceira, o parlamentar foi detido e colocado na viatura para ser conduzido à delegacia. A detenção causou confusão e populares saíram em defesa de Chicãozinho. Um dos policiais efetuou um disparo de arma de fogo para o chão. O vereador foi conduzido para a delegacia de Brumado, ouvido e liberado posteriormente.

 

Publicado em Bahia
X

Proteção de Conteúdo

Conteúdo protegido por direitos autorais. Para obter autorização de reprodução, envie um e-mail para [email protected]