Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Sábado, 18 Janeiro 2020
Parcialmente Nublado

27°C

Condeúba

Parcialmente Nublado

Umidade: 42%

Vento: 12 km/h

O juiz federal da 2ª Vara da Subseção Judiciária de Vitória da Conquista, Fábio Stief Marmund, em Ação Civil Pública por ato de improbidade movida pelo MPF contra Jeová Barbosa Gonçalves, Anfrísio Rocha e Sueli Gonçalves, condenou os réus pela aplicação irregular de recursos federais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação para atendimento ao Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar. Os réus eram prefeito, tesoureiro e secretária de Assistência Social do Município, sendo os dois últimos, respectivamente, sobrinho e esposa do primeiro.

O ex-prefeito teve decretada a perda do valor de R$ 99.462,37 acrescido ilicitamente ao seu patrimônio e deverá ressarcir ao erário o valor de R$ 31.519,12 e pagar multa civil de R$ 298 mil.

Sueli Gonçalves perdeu R$ 99.462,37 acrescidos ilicitamente ao seu patrimônio; e deverá ressarcir ao erário R$ 31.519,12 e pagar multa civil de R$ 198 mil.

Anfrísio Rocha perdeu R$ 4 mil acrescidos ilicitamente ao seu patrimônio, deverá pagar multa civil no mesmo valor e ressarcir ao erário R$ 31.519,12. Todos os valores devem ser devidamente atualizados.

Os três foram condenados também à perda das funções públicas, suspensão dos direitos civis e proibição de contratar com o poder público por dez anos.

Os réus falsificaram processos de pagamento, desviaram e se apropriaram de recursos, realizaram pagamentos sem comprovação de despesas, dispensaram indevidamente licitação, entre vários outros atos ímprobos. O magistrado manteve liminar que deferiu a indisponibilidade de bens.

A Prefeitura Municipal de Piripá recebeu R$ 104.320,00 em 2005 e R$ 109.330,50 em 2006 repassados pelo Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar.

As fraudes eram realizadas com falsificação das assinaturas constantes nos processos de pagamento e recibos para justificar o desvio e apropriação do numerário, em relação aos recursos do PNATE, tendo diversos beneficiários dos supostos pagamentos negado não só o recebimento dos valores como também as assinaturas constantes dos respectivos recibos.

Diversos cheques vinculados a processos de pagamentos foram sacados e logo em seguida valores assemelhados foram depositados em contas dos réus e de empregada particular do ex-prefeito, que não mantinha qualquer vínculo com o Município, muito embora em sua conta tenha havido a movimentação de R$ 271.432,01 em menos de dois anos com depósito significativo de R$ 35.570,00 originários de contas municipais.

As chuvas dos últimos dias na região de Piripá já foram suficientes para fazer com que a maioria dos reservatórios de água do município atingissem o nível máximo. A barragem de Cana Brava, que fica na comunidade de mesmo nome, é a principal fonte de coleta de água potável para distribuição aos moradores. Um munícipe esteve no local e registrou a correnteza da água após o "sangramento". Além dessa barragem, outros reservatórios também já transbordaram e outros estão com o nível próximo do máximo.

Assista ao vídeo:

Moradores da região estavam preocupados com a demora para a chegada do período chuvoso, chegando a pensar que esse seria mais um ano de seca prolongada. Embora a chuva tenha chegado, mesmo que tardia, muitas lavouras não vingaram.  

Uma forte chuva caiu sobre a região de Piripá, entre os dias 28 e 29 desse mês de março. O município que vivia, assim como os vizinhos, uma onda de calor e de seca devido as estiagens, teve a temperatura média amenizada após receber as águas dessa chuva. 

As precipitações ainda não foram suficientes para encher os reservatórios do município, mas já amenizaram as consequências do período seco. Com as chuvas previstas para os próximos dias, é possível que alguns tanques e barragens tenha o seu nível elevado.

De acordo com as informações do site ClimaTempo, as chuvas devem seguir até o dia 04 de abril, quando o tempo voltará a apresentar poucas nuvens e dias ensolarados.

 

O governo “Piripá em Boas Mãos”, juntamente com o vereador Maurício Rocha e a secretaria de Obras e Serviços Urbanos, anunciou, na manhã desta quarta-feira (22), a chegada de 15.500 metros de canos do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs). Os canos serão utilizados na implantação de sistemas simplificados de abastecimento de água nas comunidades rurais do Umbuzeiro, Vitipoca, Santana, Patrimônio, Contendas, Matinha e Passagem Baixa.

Para o prefeito de Piripá, Flávio Oliveira Rocha (PTB), aumentar a oferta hídrica para comunidades que sofrem com a escassez de água para consumo humano é uma das prioridades da sua gestão. “A seca vem se agravando e algumas ações deveriam ter sido iniciadas há bastante tempo, mas retardaram. Nosso propósito é buscar junto aos Governos Federal e do Estado, por meio de nossos deputados, os investimentos necessários para que possamos desenvolver ações no sentido de assegurar o abastecimento de água à população do interior do município, onde ainda existe essa demanda”, declarou o prefeito.

Os canos foram destinados a Piripá pelo Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs), autarquia da estrutura do Ministério da Integração Nacional, a partir da intervenção do deputado federal Waldenor Pereira (PT/BA), que apresentou emenda ao Orçamento da União nesse sentido.

Uma caminhonete modelo Toyota Hillux de cor bege e placa policial PJC-3100 foi levada por bandidos na noite desse domingo, 29 de janeiro, no município de Piripá. O veículo foi tomado de assalto por três elementos armados quando o proprietário chegava em sua residência.

A ocorrência policial foi registrada na delegacia de polícia da cidade e os policiais da região já foram avisados. Qualquer informação sobre o veículo pode ser repassada através do número 190.

A Justiça Federal condenou, a pedido do Ministério Público Federal (MPF) em Vitória da Conquista, dois ex-prefeitos e a atual prefeita de Piripá, a devolver recursos desviados, nos anos de 2005 e 2006, do Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (Pnate) no município. Jeová Barbosa Gonçalves, Anfrísio Barbosa Rocha e Sueli Bispo Gonçalves foram condenados a ressarcir o erário em R$ 94.557,36, além de devolver recursos acrescidos ilicitamente aos seus patrimônios - que, somados, ultrapassam R$ 200 mil. Devem, ainda, pagar multa civil individualmente - em um total que alcança R$ 500 mil. Eles forjaram processos de pagamento, suprimiram documentos públicos, não realizaram licitações e efetuaram despesas sem suporte documental.

 

Moradores do município de Piripá foram surpreendidos por fortes barulhos de explosões e disparos de armamento pesado na madrugada dessa quinta-feira, 06. A ação dos criminosos iniciou por volta de uma hora da manhã e durou aproximadamente 20 minutos.

Uma quadrilha com pelo menos 10 homens, que estavam em duas pick-ups, utilizaram explosivos para arrobar os caixas eletrônicos da agência do Bradesco da cidade. Durante a ação, o grupo atirava para cima sem parar com metralhadores e fuzis.

O valor levado não foi divulgado e a policia já se encontra no local investigando a ação criminosa. Na rua em frente a agência diversas capsulas de projéteis der fuzil foram encontradas, algumas medindo maias de 20 cm. Ninguém ficou ferido.

Os professores do município de Piripá resolveram parar as atividades após dificuldades para receber os vencimentos referentes ao mês de Julho. Desde a última quinta-feira (11) que os alunos foram dispensados e os servidores se reuniram em assembleia para discutir uma solução para o problema.

Segundo a presidente do Sindicado dos Servidores Públicos da cidade, Andreia Almeida, "o Sindicato procurou Administração Municipal e a Câmara de Vereadores,para resolver os constantes atrasos salariais. Estamos aguardando um parecer, as atividades só voltarão após o pagamento imediato a todos os servidores que se encontram com salários atrasados." 

Até o fechamento da matéria, o FRC não obteve retorno da prefeitura para comentar sobre o caso.