Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Terça, 11 Agosto 2020
Parcialmente Nublado

21°C

Condeúba

Parcialmente Nublado

Umidade: 65%

Vento: 10 km/h

×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 42



Caculé: Dois, dos três detentos foragidos ainda continuam em fuga Destaque

Publicado por     |   14 Jul 2013
  |  

Dois dos três presos que fugiram da Delegacia de Polícia de Caculé na noite de ontem, 13, continuam foragidos.

Três, dos oitos presos que haviam na Delegacia de Polícia de Caculé, conseguiram fugir na noite deste sábado, 13, por volta das 19 horas. Segundo informações eles haviam serrado a grade da área de sol por onde conseguiram se evadir.

Ainda na noite de ontem, Edson Dias dos Santos, 19 anos, que havia sido preso na última terça-feira (09) se entregou à polícia. Edson foi preso acusado de roubar um aparelho de som automotivo e já tem várias passagens pela polícia.

Outro foragido é Agnaldo Ferreira de Oliveira, 46 anos. Preso em 2011 acusado de estuprar três menores, Agnaldo foi condenado a nove anos de prisão e estava detido em Caculé, desde setembro de 2012, aguardando transferência para Salvador, onde cumpriria pena. O crime de estupro ocorreu em um povoado da zona rural do município de Guajeru onde residia.

Na manhã deste domingo o Informe Cidade obteve informações de que Agnaldo, que é de Vitória da Conquista, mas há dez anos reside em Guajeru, havia se dirigido para a localidade de Suçuarana, em Guajeru, na madrugada deste domingo e ateado fogo na casa onde morava com a família. A ex-mulher de Agnaldo e os filhos não residem mais na localidade e hoje estão morando em outro município. Agentes da Polícia Civil já tiveram conhecimento desse fato e seguem nas buscas.

O terceiro detento envolvido na fuga é conhecido como Marcelinho e foi preso há aproximadamente trinta dias acusado pelo crime de tráfico de drogas. Marcelinho é morador de uma localidade da zona rural do município de Caculé e ainda não há pistas do seu paradeiro.

Fonte: Informe Cidade

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

X

Proteção de Conteúdo

Conteúdo protegido por direitos autorais. Para obter autorização de reprodução, envie um e-mail para [email protected]