Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Quarta, 05 Agosto 2020
Nublado

21°C

Condeúba

Nublado

Umidade: 50%

Vento: 15 km/h



Condeúba-BA e Mirandópolis-SP. Três irmãs se encontraram após 67 anos

Publicado por     |   13 Mai 2015
  |  

Tudo começou quando o Sr. Jesuino Francisco do Nascimento, ficou viúvo da Sra. Cordolina em 1948, onde ele também nasceu na Fazenda Cerquinha Município de Condeúba/Ba., no dia 14 de julho de 1920 e faleceu em 21 de janeiro de 1981 aos 60 anos de idade, na cidade de Mirandópolis/SP, aonde está enterrado, ele foi casado por três vezes.

Primeira União

Jesuino casou-se pela primeira vez com Cordolina da Cruz Prates, com quem teve três filhas: 

1ª – Maria da Cruz Costa, que é casada com João Fernandes Costa, tiveram quatro filhos: Elzita, Elita, Elza e José dos Reis. Dona Maria tem ainda netos e bisnetos.

2ª – Maria de Lourdes da Silva “Lourdinha”, foi casada pela primeira vez com Hilton Villaça da Silva (falecido) tiveram uma filha: Maria Aparecida da Silva “Cidinha”. Dona “Lourdinha”, casou-se pela segunda vez com João Antonio da Silva, tiveram uma filha: Márcia Cristina da Silva. “Lourdinha” tem ainda três netos: Marcos Paulo, Letícia e Ana Laura.

3ª – Laurita da Cruz Prates, solteira teve um filho: Juari Francisco do Nascimento.

Segunda união

Jesuino casou-se pela segunda vez com Joana Maria de Jesus, com quem teve quatro filhas: 

1ª – Zilda Maria de Jesus, que se casou com João os quais tiveram três filhos, Zildineide, Julineide e Gioneide. Dona Joana e Zilda com alguns filhos moram em Condeúba/Ba.

2ª – Valdina Maria de Jesus, que se casou com Elmiro de Sousa Ormundo (falecido), com quem teve cinco filhos, Erenilda, Renilda, Reginaldo, Junior, Gecilda (adotiva) e Bruna (falecida). Esta família está radicada até hoje na cidade de Limeira/SP.

3ª e 4ª – Clemência e Maria (falecidas). Jesuino e Joana se separaram.

Terceira União

Jesuino casou-se pela terceira vez com Ana Maria do Nascimento, (falecida) com quem teve dois filhos: José e Onofre. Foram radicados em Mirandópolis/SP.

História

O Senhor Jesuino no fim da década de quarenta migrou-se para o Estado de São Paulo, fixando residência na zona rural do Município de Mirandópolis, iniciou seus trabalhos como “boia fria”, na Fazenda Santa Cecília. Em 1952, Jesuino pediu ao seu cunhado Rodrigues que retornasse à Bahia para buscar suas filhas todas do primeiro casamento, Maria da Cruz e Maria de Lourdes, uma vez que a terceira filha Laurita, ficou morando com seus padrinhos de batismo José Benigno da Silveira e Maria Carolina de Jesus em Condeúba/Ba.

Pois bem, o Sr. Jesuino e suas filhas e a terceira mulher nunca mais voltaram à Bahia e nem davam mais notícias a ninguém, perdendo totalmente o contato com o povo da sua terra natal.

Foi quando por carta a Sra. “Lourdinha”, comunicou com sua irmã Laurita na Bahia para encontrarem se na cidade de Bom Jesus da Lapa/BA, para onde ela iria em romaria feita diretamente de Mirandópolis.

Assim foi feito e pela primeira vez elas se encontraram, a data foi 06 de agosto de 2008. Ficando programado de ambas as partes para ser feito um novo encontro, o que veio acontecer de 8 a 11 de abril de 2015.

Depois de se passar 67 anos afastados sem nenhum contato, a irmã Laurita que mora na Bahia, resolveu fazer uma visita aos seus parentes em Mirandópolis, que até então não os conheciam, a família se reuniu com muita festa e uma imensa alegria entre todos, para receber os baianos, que estavam compondo a caravana: Laurita, sua irmã de criação Darli, seu primo Oclides da Silveira, e seus sobrinhos Cleyton Silveira e Danilo Silveira.

No momento do encontro foi muito emocionante como podemos ver nas fotos onde ficaram juntos por dois dias e meio, então puderam recontar as histórias de ambas às partes, com muita emoção e amabilidade por parte da família visitada, programaram-se um jantar para a anfitriã Laurita e seus acompanhantes, cujo prato foi um maravilhoso churrasco e de sobremesa uma excelente cantoria de Reis, interpretada pelos próprios membros da família, sendo o Sr. João Fernandes Costa o Mestre e tendo como seu Contramestre o Sr. Valdomiro Braz Moretti. 

O Reis apresentado pela Companhia de Santo Reis Terço dos Homens, está composta de muitos instrumentos a partir da sanfona, violão, viola, cavaquinho, bumba, pandeiro e porca. Com excelentes instrumentistas e ótimos interpretes, a festa pegou fogo e foi até altas horas da noite. Alegria total, tudo conforme manda o figurino.

Neste jantar compareceram também os convidados da família “Silveira” que moram na cidade vizinha Pacaembu/SP., composta pelos primos Rosalino, sua esposa Nair, sua filha Ana Carolina, o genro Cássio e o casal de netos Tiago e Alice.  

Os Baianos visitantes, pousaram na residência de João e Maria, no sábado dia 11/4 pela manhã, precisamente às 07h00 horas, foi feito a despedida recheada de carinho e amor por todos, bem naquele clima da musica “Está chegando a hora”, que diz mais ou menos assim em seu refrão, “Ai ai ai ai, está chegando a hora, o dia já vem raiado meu bem, eu tenho que ir embora”.

 

2 comentários

  • Ana Carolina
    Link do comentário Ana Carolina Sábado, 16 Maio 2015 20:18

    Uma.coisa e certa a família e grande!!! E o mundo é pequeno! muito importante este momento a todos!

  • Darli da Silva Silveira
    Link do comentário Darli da Silva Silveira Quarta, 13 Maio 2015 19:55

    Tive a grande alegria de conhecer Laurita que é minha prima, sou Silveira. Foi incrível..

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

X

Proteção de Conteúdo

Conteúdo protegido por direitos autorais. Para obter autorização de reprodução, envie um e-mail para [email protected]