Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Domingo, 09 Agosto 2020
Parcialmente Nublado

21°C

Condeúba

Parcialmente Nublado

Umidade: 60%

Vento: 14 km/h

O governador Rui Costa anunciou que nenhuma cidade da Bahia vai ter festas juninas neste ano, como medida de combate à disseminação do novo coronavírus. A informação foi divulgada na noite desta terça-feira (28), durante o programa #PapoCorreria, transmitido nas redes sociais do governador.

"Com todos os dados que nós temos, posso anunciar que não teremos festa junina em nenhuma cidade da Bahia. Por que na minha cidade, se não tem nenhum caso? Porque ,se tiver caso em qualquer cidade, as pessoas que têm carro e não têm festa na cidades delas vão querer ir", disse Rui Costa.

"As pessoas vão levar o vírus. Não há perspectiva que, em junho, vamos ter grandes aglomerações. Espero que a gente chegue lá sob controle. Mas, mesmo que esteja sob controle, não podemos correr risco de perder o controle", concluiu o governador.

O governador também prorrogou a suspensão das atividades em todas as escolas do estado - incluindo as da rede particular - por mais 15 dias.

"Vamos adiar por mais 15 dias e, depois desse prazo, avaliar situação. Por que esse período? Porque é o período de nós recebermos os respiradores. Não podemos correr o risco de iniciar as aulas nessa situação. Vamos adiar início das aulas por mais 15 dias. Lá para o dia 18 de maio vamos avaliar. Vamos ter que reprogramar (o ano letivo). As férias de meio de ano não vai haver mais", contou.

"Vamos entrar por dezembro e janeiro para cumprir ano letivo de 2020. Aulas por internet só para manter alunos em atividade. Não temos condição de padronizar. A maioria dos alunos da Bahia são simples, muitos não têm internet em casa. Uma parcela grande da população, os estudantes moram na zona rural. Não há como pensar em substituir as aulas da internet pela aula presencial. Não queremos deixar milhares de alunos para trás. Tem cidade da Bahia em que 50% dos alunos vêm da zona rural. Isso faz com que as famílias não tenham internet. Não há como falar de substituir aula presencial por aula pela internet".

Questionado a respeito da possibilidade de retorno das aulas nas escolas particulares, Rui Costa foi categórico:

"Não vamos permitir, por enquanto, retorno as aulas. Nem estadual, nem municipal, nem particular. Não há o que se falar nesse momento de voltar as aulas", concluiu.

FONTE: G1

Na madrugada desse Domingo 26/04, a equipe de Combate ao coronavírus de Cordeiros, realizou o monitoramento de um ônibus trasportando 41 pessoas vindas do estado de São Paulo. Na oportunidade a equipe recebeu essas pessoas por volta das 4h da manhã e notificou cada uma delas para que permaneçam em isolamento domiciliar por 14 dias.

Vale ressaltar, que nem a vigilância sanitária, nem a epidemiológica podem vetar ou autorizar a entrada de trasportes interestaduais no município, mas tem a obrigação de orientar e acompanhar cada pessoa que chegar. Da mesma forma os cidadãos que estão retornando à Cordeiros tem o dever de cumprir cada recomendação realizada pela mesma, bem como o isolamento social e posteriormente o distanciamento, como está sendo recomendado para toda população.

Diante do avanço no número de casos do novo coronavírus, no Sul da Bahia, conforme dados revelados pelo próprio Governo do estado, o deputado estadual Pedro Tavares (DEM), sugere que a gestão estadual verifique a possibilidade de implantar um hospital de campanha, na região. O parlamentar demonstra preocupação com o possível saturamento, no sistema de atendimento, caso haja um agravamento ainda maior da situação, nos municípios de Ilhéus e Itabuna.

“Em face da gravidade da situação externada pelo Governo e do grande aumento no número de casos de Covid-19, na região Sul da Bahia, é preciso que se avalie a perspectiva de instalação de um hospital de campanha, no sentido de desafogar a demanda por leitos para pacientes com a doença. Que o Governo faça essa análise o mais rápido possível e que se estabeleça um plano de emergência com o objetivo de habilitar mais leitos e socorrer uma possível alta de demanda de pacientes, na região”, afirma.

Segundo o parlamentar, o Governo deve avaliar a possibilidade de uso da estrutura do antigo Hospital Regional Luiz Viana Filho, em Ilhéus, como ocorreu com o Hospital Espanhol em Salvador, que reabriu as portas essa semana ou outro local que seja adequado para a montagem.

Tavares lamenta o surto na região, onde chamam a atenção as ocorrências crescentes nas cidades de Ilhéus e Itabuna e os registros em Ipiaú, Uruçuca e Porto Seguro. Até ontem (23), Ilhéus contabilizava 127 casos, Itabuna 99, Uruçuca 20 e Ipiaú 19.

“Vale ressaltar que Feira de Santana com menos diagnósticos positivos para a Covid -19, em relação ao apresentado em Ilhéus e Itabuna, já anunciou um hospital de campanha. Lembrando que essa sugestão de um hospital de campanha não seria apenas para atender pacientes de Ilhéus e Itabuna, mas a toda a região sul”, reforça.

O deputado ressalta a “necessidade de união de todos para o enfrentamento desse momento tão difícil”. “Cada um de nós deve fazer a sua parte, seguindo sempre as recomendações das práticas de prevenção contra o coronavírus”.

Um acidente entre um carro, um caminhão e uma carreta deixou uma pessoa morta na manhã desta sexta-feira (24), na BR-116, trecho de Poções, no Centro Sul Baiano. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o caso aconteceu por volta das 7h50. Um carro invadiu a pista contrária, provocando uma batida e o tombamento de um caminhão, e a saída da pista de uma carreta. O motorista do carro, de identidade não revelada, foi retirado do carro com ferimentos graves. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho hospital. O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal em Vitória da Conquista.

FONTE: Blog do Anderson

Uma ação desmontou um bunker (esconderijo subterrâneo) com R$ 7,5 milhões em cocaína em Luís Eduardo Magalhães, no extremo oeste, nesta quinta-feira (23). Na ocorrência, um acusado morreu. A operação envolveu forças estaduais da Bahia e de Goiás, além das polícias Federal e Rodoviária Federal. Segundo a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), a meia tonelada de cocaína enterrada pertencia a uma organização internacional de tráfico de drogas. Conforme informações preliminares, o material ilícito teria como destino a Europa.

Ainda segundo a SSP-BA, a carga estava em um bunker em um imóvel no bairro Jardim Paraíso, em Luís Eduardo Magalhães. Quando os agentes entraram na casa, um homem atirou e acabou ferido no confronto. Ele teria sido socorrido, o homem não resistiu. Uma pistola calibre 40, carregador e munições, que estavam com o acusado, foram apreendidos. Depois da resistência do acusado, apontado como “homem de confiança”, os policiais iniciaram uma varredura. Perto da piscina, nos fundos do imóvel, as equipes desconfiaram da tonalidade de uma parte do gramado.

Na escavação, foram encontrados, em uma espécie de cofre, 500 tabletes de cocaína. "Mais uma ação integrada exitosa. Esse é o tipo de trabalho que desempenhamos na Bahia e ampliaremos as parcerias com a PF e PRF em 2020", declarou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

FONTE: Bahia Notícias

Um pescador, de 52 anos, veio a óbito após ser atacado por abelhas e se jogar em um rio de Brumado, no sudoeste baiano. Segundo o Achei Sudoeste, Luiz Antônio Dias Ferreira pescava na companhia de duas pessoas no Rio do Antônio quando os três foram atacados por um enxame de abelhas.

Para tentar se proteger, a vítima se atirou no rio e acabou se afogando. Familiares disseram que ele não sabia nadar. O corpo do pescador foi encaminhado para o Instituo Médico Legal (IML) de Brumado. O fato ocorreu no último domingo (19).

FONTE: Bahia Notícias

O reconhecimento de calamidade pública costuma ser associado também à expressão estado de emergência. Ambas estão relacionadas, mas não significam exatamente a mesma coisa em termos legais.

O estado de emergência ocorre quando há entendimento de que danos à saúde e aos serviços públicos são iminentes – ou seja, quando esses danos estão muito próximos de se concretizar. A calamidade pública é justamente o passo seguinte à emergência: ocorre quando a situação de prejuízo já estiver instalada.

A disseminação do COVID-19 vem causando uma crise econômica sem precedentes, e está tendo reflexos consideráveis em um dos principais entes responsáveis por oferecer serviços públicos que afetam diretamente o cidadão: as prefeituras.

Face a isto, a Bahia chegou a 181 municípios em estado de calamidade pública por causa do avanço do novo coronavírus. Na manhã da última quarta-feira (8), a Assembleia Legislativa (Alba) aprovou 158 projetos de decretos, dentre eles, o do município de Condeúba-Ba, solicitado pelos Deputados Pedro Tavares (DEM) e Paulo Câmara (PSDB).

Este decreto possibilita os municípios a realocação do orçamento para áreas consideradas estratégicas no combate à covid-19, além de ser permitido flexibilizar as metas fiscais.

Segundo informações da assessoria da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), os 60 parlamentares presentes na sessão acolheram, por unanimidade, os pedidos e votaram pela flexibilização do orçamento municipal, de modo a autorizar que os gestores destinem mais recursos ao enfrentamento à pandemia, sem que o ato implique em crime de responsabilidade fiscal.

Pelo caráter emergencial da pauta, as matérias foram votadas após um acordo de dispensa de formalidades.

Ainda de acordo com a Alba, outros 60 projetos de decreto legislativo encontram-se na casa, para apreciação na próxima semana. De acordo com o presidente da Alba, deputado Nelson Leal, a data ainda será definida e novos pedidos deverão chegar.

 

Uma ex-atacante da equipe de futebol feminino de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, morreu vítima de dengue hemorrágica no último sábado (4).

A ex-atleta Ely Pites disputou o Campeonato Baiano de 2019 pelo Vitória da Conquista. Ela já passou pelo Juventude e também atuava como árbitra assistente em jogos amadores. Ely tinha 42 anos e estava internada no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC).

O índice de infestação do mosquito Aedes aegypti na cidade aumentou para 6,6%, enquanto o nível tolerado pelo Ministério da Saúde é de 1%. Segundo dados da prefeitura da cidade, nos primeiros três meses deste ano foram mais de 400 notificações de dengue no município. Eles são do último levantamento divulgado no dia 25 de março deste ano.

Os bairros da cidade com maior índice de infestação são: Urbis IV (20%), Cruzeiro (15,5%), Jardim Guanabara (15,5%) e Loteamento Conquistense (15,3%).

FONTE: G1

X

Proteção de Conteúdo

Conteúdo protegido por direitos autorais. Para obter autorização de reprodução, envie um e-mail para [email protected]