Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Quinta, 19 Abril 2018
21°C

Condeúba

Parcialmente nublado Humidade: 70%
Vento: ESE17.70 km/h

Cinco suspeitos de envolvimento em furtos e roubos foram mortos durante um confronto com policiais, no município de Guanambi. De acordo com informações da Polícia Civil, a ação que resultou nas mortes dos suspeitos aconteceu nessa segunda (19).

Conforme a Polícia, após uma denúncia anônima informando que cerca de 10 suspeitos estavam escondidos em um imóvel localizado numa fazenda do distrito de Mutans, na zona rural, os agentes se dirigiram até o local, onde foram recebidos a tiros.

No confronto, cinco pessoas, sendo dois jovens menores de idade, foram atingidos. A polícia informou que eles ainda chegaram a ser socorridos e encaminhados para o Hospital Regional de Guanambi (HRG), mas não resistiram.

Alguns dos mortos foram identificados. São eles: Maicon Silva Santos – 15 anos; Maxuel Silva Santos – 17 anos; Carlos Alexandre de Almeida – 21 anos; Matheus Mansão Santos Carvalho – 21 anos e o último, identificado apenas pelo prenome, Nalmar. Outros suspeitos conseguiram fugir e estão sendo procurados, conforme a polícia.

Uma mulher suspeita de envolvimento com o grupo criminoso, identificada como Geisa Santos Moreira, 22 anos, foi presa no local. Com os suspeitos, a polícia disse ter encontrado revólveres, um fuzil, espingardas, motocicletas roubadas, além de drogas e outros objetos provenientes de furtos e roubos.

Após o confronto, a Polícia Civil informou que ao menos duas pessoas foram na delegacia da cidade para prestar queixa, afirmando terem sido vítimas do grupo criminoso.

Os corpos dos suspeitos mortos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Guanambi.

Segurança pública sem estrutura necessária para inibir a criminalidade e falta de policiamento para inibir a migração de facções para os territórios baianos. Esses são alguns pontos que podem explicar a alta escalada da violência, na Bahia, nos últimos anos. “Não existe uma política sólida e eficiente que iniba os crimes e ajude a combater a criminalidade no estado. O governo diz que investe, mas os números de ocorrências e os fatos graves, como o ataque ao município de Eunápolis na última semana mostram o fracasso no policiamento das cidades e territórios, sendo clara a falta de proteção ao cidadão pelo estado”, diz o líder da Bancada de Oposição, Luciano Ribeiro (DEM).

Ano após ano, os investimentos sofrem queda. Em 2015, a segurança pública teve participação de 3,99% em relação investimento total do estado, ou seja, de R$2,2 bilhões, somente R$89 milhões foram investidos no setor. Em 2016, do total de R$3,1 bilhões, somente R$231 milhões foram para segurança, representando 7,3%. Em 2017, do total R$ 2,4 bilhões, somente R$56 milhões foram aplicados na segurança, uma participação de apenas 2,27% do total, conforme relatório sobre o orçamento do estado.

Sem respostas

No plenário da Casa, o assunto voltou a chamar a atenção nos discursos dos deputados. O vice-líder, deputado Leur Lomanto Jr. (MDB), lembrou do episódio do tiro que perfurou a janela da sala da Oposição há duas semanas. Até hoje a Bancada não teve respostas sobre o caso. Em discurso, o deputado frisou também o terror vivido pelas localidades de Itaparica, Vera Cruz, com tiroteios na última semana. “Isso só vem comprovar o atual estado de calamidade e abandono em que se encontra a segurança pública no estado da Bahia. Na Bahia houve um aumento de todos os índices de violência, batendo recorde no país. As pessoas estão amedrontadas com tantos assaltos, ataques a instituições financeiras, homicídios, enfim aonde vamos parar com tanta violência?”, questionou.

Nesta última segunda-feira (19). a Secretária Municipal de Assistência Social de Condeúba, Dona Naná e seu esposo e ex-prefeito Odílio estiveram em Salvador, visitando o gabinete do Dep. Estadual e Presidente do MDB da Bahia, Pedro Tavares. Na oportunidade conversaram sobre o cenário político de 2018, as expectativas para a composição da chapa majoritária de oposição e situação no estado, dentre outros assuntos.

Outro assunto conversado foi sobre as demandas de Condeúba e o que o parlamentar tem buscado para o município. Tavares apresentou os projetos que estão em andamento, a exemplo dos equipamentos do laboratório para o hospital municipal e foi cobrado pelo ex prefeito para que olhe para a cidade com muito carinho, tendo em vista as dificuldades enfrentadas devido a escassez de recursos.

Figurando na atualidade como uma das principais forças políticas do município de Condeúba, Odílio e Naná poderão ser uma das vozes que vai levar o nome do deputado e pré-candidato a reeleição no município de Condeúba nesse pleito 2018.

Agenda Institucional

Além da agenda política, a Secretaria cumpriu uma agenda institucional, também no prédio da Assembléia Legislativa, onde participou de um encontro de gestores da assistência social da Bahia.

A segunda rodada do campeonato de futebol da zona urbana de Condeúba contou com três partidas durante o domingo e com direito a muitos gols. 

O primeiro jogo não foi uma atuação de encher os olhos, mas a goleada aplicada sobre o Cachorro na manhã deste domingo (11), no estádio Parmênio, não só manteve os 100% na competição, mas também serviu para dar ritmo de jogo a alguns atletas que não atuaram na última partida. A equipe dos Biscoitos Condeúba foi mais eficiente e conseguiu aplicar uma goleada de 10 gols contra a equipe do cachorro, que não conseguiram fazer nenhum gol. Mesmo assim, segundo o membro da comissão organizadora e colaborador do FRC, Elizeu Brito, "...mesmo com essa goleada, a equipe do Cachorro tem um futuro brilhante pela frente com esses garotos e o campeonato em curso irá amadurecê-los e em um futuro próximo dará muitas alegrias à torcida do bairro e também ao futebol condeubense. Vão adquirindo experiência."

Na segunda partida, o Real consegui o empate nos minutos finais na disputa contra o Formalex. Após a substituição do meia armador ANDRÉ, o Real reagiu e conseguiu diminuir a diferença do placar que estava 2x1 e conquistando assim o empate.

E para finalizar a rodada, um jogo equilibrado entre o Independente que não conseguiu marcar nenhum gol e os Federais que conseguiram decidir o resultado com um gol.

TABELA

Santa Luzia 3 X 2 Condeúba (10/03/18)
Cachorro 0 X 10 Biscoitos Condeuba (11/03/18)
Formalex 2 X 2 Real (11/03/18)
Independente 0 X 1 Federais (11/03/18)

Comentário de Elizeu Brito

O primeiro jogo da rodada desde domingo do campeonato de futebol da zona urbana de Condeúba entre o FORMALEX e REAL terminou em 2x2.

Durante a partida, quase que gerou uma crise, após o meia armador ANDRÉ ser substituído. O comandante ALEX mandou para o banco de reservas, aos 30 minutos do segundo tempo quando o placar apontava 2x0. Nós 15 minutos finais, após a substituição, o Real reagiu e garantiu o empate. Segundo o comandante, a substituição foi feita para preservar o atleta para a próxima disputa.

A segunda rodada do campeonato de futebol da zona urbana de Condeúba aconteceu na tarde desse sábado (10) e foi repleta de gols. O jogador Maikim do time Condeúba abriu o placar da partida no primeiro tempo. Depois, o Santa Luzia empatou ainda antes do intervalo com um gol de Dema.

No Segundo tempo o Santa Luzia conseguiu virar o jogo e o placar final ficou de 3 gols para o time, contra 2 do Condeúba.

Nesse domingo (11) acontecerá a terceira rodada e três jogos compõe a programação. 

Cachorro X Biscoitos Condeuba 8h
Formalex X Real 10h
Independente X Federais 15:30h

 

 

Implantado na gestão do então prefeito Odílio Silveira, o serviço de atendimento móvel de urgência (SAMU) tem um papel importante no serviço de saúde municipal, atuando para amenizar situações de emergência e urgência dos cidadãos condeubenses e da região. 

O Serviço é gerido pela Secretaria Municipal de Saúde de Condeúba e tem como objetivo chegar precocemente à vítima após ter ocorrido alguma situação de urgência ou emergência de natureza clínica, cirúrgica, traumática, obstétrica, pediátrica, psiquiátrica, entre outras, que possa levar a sofrimento, a sequelas ou mesmo a morte. Trata-se de um serviço pré-hospitalar, que visa conectar as vítimas aos recursos que elas necessitam e com a maior brevidade possível.

Nesta semana, foi anunciado uma nova unidade móvel de atendimento para o serviço do município, o que garantirá maior eficiência nos atendimentos prestados. A ambulância deve ser entregue ainda neste mês de março.

A Secretaria de Assistência Social em parceria com o CRAS, CREAS, Programa Bolsa Família e Programa Primeira Infância no Suas juntamente com o apoio da Prefeitura de Condeúba comemorou o Dia Internacional da Mulher com um evento repleto de serviços e atividades voltadas as mulheres condeubenses. Foram realizados mais de 200 atendimentos: corte de cabelo, escova, manicure, pedicure, maquiagem, sobrancelha, depilação, orientação jurídica e atendimento com a técnica de enfermagem.

O evento contou ainda com a participação da equipe do NASF e apresentação musical de Adriano Guilherme. Foram servidos lanches durante todo o dia. Várias autoridades registraram presença como a primeira dama Leda, o secretário de Administração Antonio Sousa, o secretário de Educação Weder Spínola e a vereadora Nena.

 

"Nós queríamos oferecer às mulheres desse município, especialmente aquelas que não tem condições financeiras para investir em beleza, um dia especial, que elas pudessem ter a sua alto estima elevada. Queremos mostrar a elas o quanto são importantes na sociedade e para isso precisam estar com a alto estima elevada." Colocou a Secretária de Assistência Social, Naná.

A secretaria mais uma vez parabeniza todas as mulheres e agradece a presença de todos.

 

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (9) a 49ª fase da Lava Jato, Buona Fortuna. A ação mira o pagamento de propina a agentes públicos e políticos por parte de empreiteiras interessadas nos contratos de construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte. São cumpridos nove mandados de busca e apreensão em Curitiba, Guarujá, Jundiaí e São Paulo. OS mandados foram expedidos pelo Juízo Titular da 13ª Vara Federal de Curitiba.

A cinco meses para o início do registro das candidaturas, a corrida eleitoral deste ano começa a ganhar forma e já reúne pelo menos 11 postulantes ao Palácio do Planalto colocados oficialmente. Nesta quinta-feira, 8, os nomes do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do ex-ministro Ciro Gomes (PDT) foram lançados por seus partidos.

Analistas apontam o cenário de incerteza na disputa presidencial, reflexo da crise política, e o fim do financiamento empresarial como determinantes para a proliferação de candidaturas. A possibilidade de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), até agora líder nas pesquisas de intenção de voto, ficar impedido de concorrer com base na Lei da Ficha Limpa também é considerada um fator para a pulverização de candidatos.

Algumas dessas candidaturas, porém, são vistas como tentativa de os partidos se cacifarem nas negociações de alianças eleitorais, como a do próprio Maia. No evento em que “estreou” como pré-candidato à Presidência, o deputado foi reverenciado por líderes de siglas do Centrão e até por tucanos, que já têm no governador Geraldo Alckmin (PSDB) seu pré-candidato. Eles ainda tentam atrair o DEM para a chapa presidencial.

A exemplo da candidatura do DEM, considerada de centro, no campo da esquerda a postulação da deputada estadual gaúcha Manuela D’Ávila (PCdoB) também é vista com ceticismo. Historicamente, o partido tem se colocado como linha auxiliar do PT e aliados dizem ter dúvidas se ela a manterá até o fim.

“O quadro está aberto. Partido grande não tem candidato forte, candidato mais forte está em partido fraco. O primeiro colocado nas pesquisas está impedido e o outsider saiu. O governo é bom nos resultados econômicos e pessimamente avaliado. Isso tudo dá muita insegurança para se apostar em coligações agora”, afirmou o cientista político Rubens Figueiredo.

A fragmentação vista no campo de centro, que reúne, além de Maia e Alckmin, o senador Álvaro Dias (Podemos), pode ficar ainda maior caso o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), concorra. Ele negocia filiação ao MDB, mas dirigentes da sigla têm dito que a prioridade, em caso de candidatura própria, é do presidente Michel Temer – que diz não ter a pretensão de disputar a reeleição.

“Vemos a pré-candidatura do Maia com o mesmo respeito com que vemos a do Meirelles. E inclusive alguma do MDB que possa ser lançada”, disse ontem o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun.

Fator Lula. Na esquerda, a indefinição sobre Lula incentiva a fragmentação. Além do petista e de Ciro, o PSOL lança amanhã o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, como pré-candidato. Embora considerada mais ao centro, a ex-ministra Marina Silva (Rede) – oficializada como pré-candidata em dezembro – disputa o mesmo eleitorado.

No outro extremo, o PSL filiou anteontem o deputado Jair Bolsonaro (RJ), 2.º colocado nas sondagens eleitorais. O empresário João Amoêdo foi lançado pelo Novo em novembro.

Para o cientista político Vitor Marchetti, da Universidade Federal do ABC, uma das medidas do que chama de “desestruturação” de sistema político é o número de candidaturas. Para ele, já é possível projetar 18 nomes. “Nosso recorde foi em 1989, quando 22 candidatos se lançaram. A diferença é que em 1989 a descoordenação era reflexo da inauguração do regime, já 2018 é retrato de sua desconstrução.” Vitorioso na primeira eleição após a redemocratização, o senador Fernando Collor (AL) é pré-candidato pelo PTC.

O Estado adotou o critério de desconsiderar pré-candidaturas não citadas nos principais institutos de pesquisa, como a da ex-apresentadora Valéria Monteiro, lançada pelo PMN.

“Com a crise e a ausência de candidatos com poder de aglutinação, todos os partidos resolveram se aventurar”, afirmou o cientista político Carlos Melo, do Insper. A consequência, disse, pode ser um 2.º turno entre nomes com poucos votos. Para Marchetti, “uma candidatura que consiga 20% dos votos no 1.º turno terá grande chance de sair vitoriosa”.