Login to your account

Username *
Password *
Remember Me

Create an account

Fields marked with an asterisk (*) are required.
Name *
Username *
Password *
Verify password *
Email *
Verify email *
Captcha *
Reload Captcha
Quinta, 19 Julho 2018
21°C

Condeúba

Parcialmente nublado Humidade: 55%
Vento: E22.53 km/h

O deputado Luciano Ribeiro (DEM), líder da Oposição na Assembleia Legislativa e municipalista convicto, rebateu, na sessão de 21 de maio, deputados da base do governo que, ao justificar a ineficiência da saúde pública, culpam os municípios. Para o democrata os deputados da base governista deveriam agradecer o esforço daqueles que suportam a maior parte do atendimento desta carga, mesmo tão sofridos e tão maltratados na divisão do bolo tributário. “Quem já foi prefeito como eu, e mora em pequeno município, vive junto ao povo, de gabinete e telefone abertos, conhece, de fato, as reais dificuldades pelas quais passam os prefeitos da Bahia, sendo que todos eles, gastam muito acima daquilo que é devido com saúde – que são 15% conforme estabelece a Constituição Federal, ao contrário do que faz o governo do Estado e a União. O deputado Bira Coroa do PT deveria era se retratar com os prefeitos pelo que disse”, destacou Ribeiro, que criticou veementemente “a tal da regulação”, que na sua opinião é uma verdadeira injustiça com a população, escolhendo quem vai viver e quem vai morrer.

Outro contraponto de Luciano Ribeiro foi com relação a avaliação que a base governista faz da cobertura da saúde pública em Salvador, alegando que a prefeitura não tem cobertura de 100% na saúde básica. Para Luciano esse discurso é totalmente superficial e tendencioso. “A realidade se mostra comparando a cobertura da saúde pública quando ACM Neto assumiu e como ela está agora. Temos que mostrar é o quanto evoluiu. Neto entrou para mudar a história de Salvador e assim está a fazer”, concluiu Luciano.

Os defensores do impeachment da presidente Dilma Rousseff em 2016 devem lembrar da advogada Janaína Pascoal. Aos gritos e balançando a bandeira do Brasil, ele discursou no Largo São Francisco, em São Paulo, devem ver a jurista na chapa encabeçada por Jair Bolsonaro, à presidência da República.

Segundo a coluna Radar, da revista Veja, não se sabe ainda se a jurista aceitará a cadeira, mas uma coisa é fato: o partido não vai perder a oportunidade de capitalizar em cima dela. Caso seja confirmado, será uma chapa puro-sangue, já que ambos estão filiados ao PSL.

Caso não seja candidata a vice, Janaina terá algum papel na eleição. Pode disputar uma vaga na Câmara dos Deputados ou no Senado.

O frisson é tanto que há quem acredite que, se a chapa vingar, Bolsonaro leva a vitória no primeiro turno. Será?

O ex-deputado federal Coriolano Sousa Sales, 74, morreu no fim da tarde desta segunda-feira (21), vítima de infarto, em Vitória da Conquista.

Segundo informações do Blog do Rodrigo Ferraz, ele estava internado no Hospital Samur, onde pasou por um procedimento cirúrgico, mas não resistiu.

Cori, como era mais conhecido, foi um dos políticos mais importantes da capital do Sudoeste baiano, conseguindo canalizar diversos recursos para o município.

Em sua trajetória na vida pública, presidiu a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Câmara Municipal de Conquista, Assembleia Legislativa da Bahia e Câmara dos Deputados.

O local do velório não foi divulgado.

Uma pesquisa do Instituto Paraná mostra apenas 10% dos brasileiros estão mais interessados pela Copa do Mundo do que pela Lava Jato.

Para 77,7% dos entrevistados, a Lava Jato é o principal interesse do momento.

Os outros 10% não se interessam por nenhum dos temas e 1,7% não sabe ou não quis opinar.

A empresa vencedora do processo licitatório para realização da obra foi a Iq Construtora Ltda, conforme publicação no Diário Oficial da última sexta feira (11). A importante obra, que visa amenizar os efeitos da seca na região sudoeste, atende a Indicação Nº 21.556/15 do deputado Luciano Ribeiro – DEM, proposta no primeiro ano do exercício do seu mandato, que foi encaminhada ao governador do Estado após a aprovação da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia em 17/05/2016. A adutora irá levar água da Barragem do Truvisco, no município de Caculé, para a Barragem da Lagoa Horta, em Rio do Antônio, atendendo também ao município de Guajeru.

O democrata, defensor do semiárido baiano e do sertanejo, comemora feliz cada passo dado no atendimento da sua Indicação. “A seca atinge de forma cruel o nosso Estado, principalmente o semiárido. Como representante dessa região, temos tentado buscar soluções para resolver ou amenizar o problema que atinge a vida de muitas famílias, trazendo muito sofrimento. Isso é dever dos governantes”, salientou Ribeiro, que há tempos, desde quando prefeito de Caculé, luta por essa importante intervenção.

Terminou ontem (domingo) mais uma edição de sucesso da ‘Festa do Divino’, em Poções, distante cerca de 60 km de Vitória da Conquista.

Shows das bandas Calcinha Preta e Cavaleiros do Forró levaram milhares de pessoas a referida cidade, movimentando a economia e mantendo a tradição.

Um vídeo de uma briga no fim da festa viralizou nas redes sociais. A correria e os ‘duelos’ são mostrados nas imagens que o Blog do Rodrigo Ferraz reproduz abaixo:

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, foi reeleito para mais seis anos de mandato após as eleições deste domingo (20). Segundo o Conselho Nacional Eleitoral, Nicolás Maduro venceu com 67,7% dos votos válidos. O chavista obteve 5.823.728 votos, com 96,6% das urnas apuradas até as 23h30.

A presidente do Conselho Nacional Eleitoral, Tibisay Lucena, anunciou que a votação teve a participação de 46% do eleitorado e um total de 8,6 milhões de votos. Em seu discurso da vitória, em frente ao Palácio Miraflores, em Caracas, Maduro disse que obteve um "recorde histórico. "Nunca antes um candidato presidencial venceu com 68% dos votos populares e nunca antes havia conseguido 47% do segundo candidato", afirmou.

 

Pré-candidato ao Palácio do Planalto, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu neste domingo (20) que o governo federal avalie a possibilidade de zerar a Cide e diminuir o PIS-Cofins para ajudar a diminuir o preço da gasolina no País.

Ele também prometeu convocar uma comissão geral na Casa para debater, em 30 de maio, outras sugestões para reduzir os preços dos combustíveis. "No curto prazo, o governo federal deve avaliar a possibilidade de zerar a Cide e diminuir o PIS-Cofins. Os Estados podem avaliar o mesmo para o ICMS.

São ideias de políticas compensatórias para enfrentar o momento atual. E estão distantes do congelamento de preços que vimos no passado", escreveu Maia em sua conta oficial no Twitter. Cide, PIS-Cofins e ICMS são tributos que incidem sobre o preço dos combustíveis. Dados divulgados na última sexta-feira (18) pela Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP) mostraram que o preço médio da gasolina nas bombas terminou a semana em alta. O aumento, segundo a instituição, foi de 0,63%, para R$ 4,284 por litro na média nacional.

O valor representa uma média calculada pela ANP, que verifica os preços em diversos municípios. Eles, portanto, podem variar de acordo com o local. "A alta da gasolina me leva a chamar, na Câmara, uma Comissão Geral no dia 30 de maio para debater e mediar saídas que atendam aos apelos da população. O preço dos combustíveis, no nível em que se encontra, começa a impactar negativamente o dia a dia dos brasileiros. Convidarei Petrobras, distribuidoras, postos, governo e estudiosos para buscarmos ações diante da crise geopolítica global que encarece os combustíveis", afirmou Maia.

No primeiro semestre do ano passado, a equipe econômica chegou a estudar elevar a Cide sobre os combustíveis para ajudar no cumprimento da meta fiscal de 2017, mas acabou não fazendo por temer desgaste político. A elevação da contribuição era uma das alternativas avaliadas porque depende apenas de um decreto do Executivo para que passe a valer. O aumento, porém, só passa a valer três meses após a assinatura do decreto.

 

Um grupo de caminhoneiros bloqueia rodovias baianas desde a madrugada desta segunda-feira (21) em protesto contra alta do óleo diesel. Na BR-324, há bloqueios desde o km 531, em Feira de Santana. De acordo com a Via Bahia, o congestionamento chega a três quilômetros.

As mobilizações bloqueiam parcialmente o tráfego entres os quilômetros 530 e 531 da BR-324, no sentido Feira de Santana, imediações de Amélia Rodrigues. Os carros trafegam em baixa velocidade somente pela faixa da esquerda. Na BR-116, em Vitória da Conquista, no Sudoeste, a ação bloqueou completamente o trânsito no quilômetro 814 e provocou um longo congestionamento nos dois sentidos.

As pistas já foram liberadas. O fluxo de veículos também já foi liberado em Itatim, no Centro Norte. Após a meia-noite os profissionais também fecharam o quilômetro 521 em protesto.

 

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018, se encerram nesta sexta-feira (18). Os interessados em participar tem até ás 23:59 desta sexta, para realizar a inscrição. Todos os participantes da prova devem se inscrever, inclusive aqueles que conseguiram a isenção da taxa de R$ 82. A aprovação do pedido de isenção, que foi feito em um período anterior, não significa estar inscrito no exame.

No caso dos estudantes que terão de pagar esse valor para se inscrever, o prazo máximo para quitar o boleto bancário é o dia 23 de maio. Mesmo que haja um feriado regional e os bancos não funcionem, a data-limite não será alterada, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Para fazer a inscrição, é necessário informar o número do CPF e do RG para que seja criada uma senha. É ela que dará acesso futuramente ao cartão de confirmação e aos resultados, por exemplo. Também é preciso ter um número de celular e um e-mail válidos, para que o Inep envie comunicados diretamente aos candidatos.

Além desses dados, os estudantes têm de afirmar se necessitam de algum atendimento especializado no dia da prova (como para pessoas com deficiência ou lactantes). Em outra etapa da inscrição, precisam marcar se a língua estrangeira cobrada na prova será o inglês ou o espanhol.

O Enem 2018 acontecerá em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro. A prova seleciona candidatos para o Sisu, Prouni, Fies e universidades portuguesas.